Uma pesquisa feita pela Kayak, uma plataforma de viagens, indica que fazer as malas para ir conhecer um novo lugar é o investimento favorito dos brasileiros. Se você partilha do mesmo interesse e está em busca de uma boa viagem para terceira idade, vai gostar deste post.

Fizemos uma seleção de destinos nacionais com locais que são procurados pelos viajantes em geral, assim como opções menos populares, mas que entregam muito aos viajantes. Além disso, também selecionamos destinos que oferecem passeios especiais para os idosos. Confira!

Natal ― Rio Grande do Norte

Foi-se o tempo em que uma viagem para terceira idade era sinônimo apenas de calmaria e descanso! Não se preocupe, se você prefere a tranquilidade, nossa lista também vai apresentar ótimas opções.

A questão é que, com o aumento da expectativa de vida, as perspectivas mudaram. Um jovem na casa dos seus 60 ou 70 anos pode ter a saúde em dia e disposição para viajar país afora.

Se você está no grupo dos que tem energia para dar e vender, Natal pode ser um destino interessante. A cidade, que é capital do Rio Grande do Norte, fica no extremo nordeste do Brasil e tem praias que chamam a atenção pela beleza formada por dunas e mar azul.

Além de bonitas, as praias de Natal contam com boa infraestrutura, um ponto que costuma ser considerado como positivo pela terceira idade. Então, se você está buscando um “colírio” para os olhos, já sabe para onde ir.

E se você quiser ousar e realmente sair da rotina, pode aproveitar os passeios de bugue ou até de dromedário, um parente próximo dos camelos. Já pensou?

Passa Quatro ― Minas Gerais

Descendo o mapa e chegando ao Sudeste, existem várias opções de viagem para idosos em Minas Gerais. Para esta lista, selecionamos a cidade de Passa Quatro, localizada no sul do estado e cercada por montanhas e Mata Atlântica.

Este é um destino para quem busca a tranquilidade do turismo rural. Isso, porém, sem que a viagem seja sinônimo de repouso. Você de fato pode descansar, aproveitando a famosa hospitalidade mineira.

Além disso, porém, pode fazer diferentes passeios. A visita aos Casarios e à Igreja Matriz de São Sebastião são ideais para quem gosta de “bater perna”, ou seja, conhecer os lugares a pé. A saber, os Casarios são construções do final do século XIX, tombadas como patrimônio histórico, cultural e arquitetônico.

Outra atração de Passa Quatro é o passeio de Maria Fumaça. São duas horas até a estação Coronel Fulgêncio, na divisa com São Paulo. No caminho, os viajantes apreciam as belas paisagens enquanto curtem o som dos violeiros que acompanham a viagem. São 10 km com uma parada estratégica em uma feira de doces e artesanatos.

Campos do Jordão ― São Paulo

Campos do Jordão é um dos destinos mais famosos de São Paulo, sendo buscada principalmente no inverno. A cidade é conhecida como “a Suíça brasileira”, sobretudo em razão de sua arquitetura em estilo europeu.

É legal saber que Campos do Jordão pode ser um bom destino mesmo em outras épocas do ano. É comum que idosos prefiram evitar o frio mais severo, sendo assim, você pode achar convidativa a temperatura média de 25° durante o verão.

Atualmente, muito se fala no turismo que permite que o viajante tenha experiências novas e diferentes em sua vida. Já pensou em aprender a fazer chocolate? Seja para você mesmo ou para presentear alguém no retorno da viagem, você pode ter essa experiência na loja e fábrica Sabor Chocolate contando com a orientação de um chocolatier ― profissional especializado na arte de fazer chocolates.

Agora, se doces não são a sua praia, não vá achando que Campos do Jordão não tem nada a lhe oferecer. A paisagem natural é bonita e você pode apreciá-la em uma visita ao Horto Florestal, primeiro parque estadual do país. Outra opção é fazer o passeio de bondinho para relembrar os velhos tempos e, claro, conhecer a cidade.

Holambra ― São Paulo

Para muitos, uma boa viagem para terceira idade é aquela que permite conhecer culturas diferentes e, pensando nisso, Holambra é uma boa escolha. Outro destino famoso de São Paulo, a cidade é inspirada na Holanda e tem, entre seus habitantes, holandeses ou descendentes diretos.

Em geral, a cultura holandesa predomina, mostrando-se na arquitetura e nas comidas típicas dos restaurantes. Habituada a receber turistas, a cidade tem estrutura para deixar viajantes de qualquer idade se sentindo à vontade.

Por lá, uma de suas poucas “preocupações” vai ser conseguir captar toda a beleza dos campos de produção de flores que podem ser visitados durante o ano todo. Em setembro, Holambra sedia a Expoflora, maior feira de flores da América Latina.

Também vale mencionar que a cidade tem uma fazenda de produção de cachaças artesanais e uma cervejaria, ambas abertas para a visitação. Se você acredita que é sempre tempo de aprender algo novo, pode tirar um tempinho para conhecer esses lugares durante sua estadia.

Bonito ― Mato Grosso do Sul

Bonito é um dos destinos turísticos mais procurados pelos viajantes fãs do ecoturismo. Por lá, uma das atividades mais buscadas é o passeio de flutuação, algo que é basicamente como boiar, mas de barriga virada para baixo.

A cidade, que fica no Mato Grosso do Sul, tem muitas nascentes e rios de águas bem claras e com uma rica fauna e flora. Assim sendo, a ideia da flutuação é que você possa descer os rios enquanto visualiza peixes, lontras e outros animais da região.

A flutuação é feita com acessórios de segurança composta por colete salva-vidas, roupa de neoprene, botinha, óculos e snorkel ― todo esse material é fornecido ao viajante no local do passeio. Além disso, guias acompanham o passeio e dão treinamento prévio.

Existem flutuações de diferentes níveis e locais, sendo alguns mais adequados a idosos e crianças do que outros. Basta se informar bem para escolher o melhor passeio.

Além disso, em Bonito você pode fazer passeios de barco ou trilhas. Vale saber, a trilha da Nascente Azul é tranquila e adequada a todas as idades, estando preparada para receber pessoas com deficiência também.

Gramado ― Rio Grande do Sul

Por fim, nossa lista de viagens para idosos termina com Gramado, no Rio Grande do Sul. Diferente do que muitos pensam, o clima por lá não é sempre frio. A primavera, o início do verão e o outono são as épocas de temperatura mais amena e mais indicadas aos idosos ― no verão, pode fazer muito calor.

Algo que vale a pena mencionar sobre a cidade é que por lá você encontra bons restaurantes de diferentes cozinhas: italiana, alemã e, claro, a gaúcha. Assim, é possível explorar ou, se preferir, buscar algo que se encaixe mais à sua zona de conforto.

Quanto aos passeios, existem diferentes opções que atendem especialmente à terceira idade. Aqui, vamos citar dois: o tour Gramado e Canela Cultural e o tour Uva e Vinho com passeio de Maria Fumaça.

O primeiro é uma ótima oportunidade para conhecer os principais pontos turísticos de Gramado e de Canela. O passeio, que tem a duração de um dia, tem transporte e guia. Além disso, faz paradas para o almoço e para diferentes atrações.

Já o segundo é uma visita à uma vinícola em Bento Gonçalves, para acompanhar a produção e participar de um minicurso de degustação. Para muitos, porém, o principal atrativo do passeio é o ambiente dentro da Maria Fumaça. 

Enquanto o trem percorre as cidades de Nova Petrópolis, Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa, os passageiros curtem momentos regados à música e tarantela, uma dança popular italiana e, se assim quiserem, desfrutam de vinhos e espumantes.

E aí, você tem sugestão de algum lugar para acrescentarmos à lista de viagens para terceira idade? Deixe o seu comentário!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *