Usar bengala ainda desperta diversas opiniões. Muitas pessoas que chegam à terceira idade preferem adiar ao máximo o seu uso ou usar apenas quando for estritamente necessário. 

Além disso, o uso da bengala não fica restrito apenas à pessoas de mais idade. Pessoas que estão passando por recuperação de cirurgias e até acidentes também podem utilizar o instrumento. 

Então, se você ainda tem alguma dúvida sobre quando é o melhor momento para começar a usar a sua bengala e quer mais dicas sobre o assunto, cola com a gente.

A ObaBox traz um texto especial para quem deseja entender mais desse tema. 

Esperamos que goste da leitura!

Quando se deve usar bengala?

A bengala é um instrumento de segurança. Quando o corpo não está conseguindo andar e atingir o seu perfeito equilíbrio, esse instrumento pode ajudar que a pessoa se locomova, diminuindo os riscos da queda. 

Geralmente pessoas de mais idade encontram dificuldade com o passar dos anos por conta do comprometimento que a parte muscular e dos ossos passam a ter. 

A bengala funciona como um suporte, para garantir ao idoso que ele consiga ter mais autonomia para se mover. Muitas famílias optam em adquirir por conta própria o objeto para dar ao familiar que tenha atingido mais idade. 

Porém, cabe ressaltar que é necessário consultar um médico especialista, ortopedista, que indique a melhor bengala para cada caso.

A utilização do objeto só deve ser usada em caso de constatação médica que o idoso necessita desse suporte.

Caso contrário, pode até trazer o efeito reverso, fazendo com que o idoso deixe de exercitar uma parte do corpo para se movimentar, dificultando posteriormente a sua locomoção. 

Não pode ser qualquer bengala

Como falamos anteriormente, cada caso precisa de um tipo de bengala. Dependendo da altura da pessoa, a bengala precisará de ajustes.

A altura ideal do instrumento é maior do que a altura fêmur da pessoa. A mão também deve ficar no topo da bengala e o cotovelo dobrado a um ângulo de 30º. Dessa forma acontece a utilização correta do suporte. 

Outra questão essencial que você precisa saber é que o uso acontecer de forma perfeita, é necessário treinamento. Sim, treinamento.

Para isso, você pode entrar em contato com um fisioterapeuta para poder ter toda a instrução, além da parte prática para começar a utilização da bengala. 

Até que seja constatado que o idoso consegue utilizar bem a bengala, é necessário acompanhamento dos familiares e dos especialistas da área que possam atestar o início do uso desacompanhado. 

A bengala também é para quem fez cirurgia ou está em reabilitação

E o uso de bengala vai além de ser apenas um aliado bastante importante para pessoas mais idosas. O uso também é recomendado em muitos casos para pessoas que passaram por cirurgia e que estão em recuperação ou reabilitação. 

Como falamos ao longo do texto, a bengala é um suporte utilizado para ajudar às pessoas a encontrarem o seu equilíbrio para ficarem em pé e se locomoverem.

Dessa forma, há menos sobrecarga dos ossos, por exemplo, ou dos músculos, caso estejam fracos, para carregar todo o peso do corpo no primeiro momento após o trauma. 

Após avaliação médica, sessões de fisioterapia e constatação do especialista que a pessoa pode se locomover sem o instrumento, a bengala pode ser dispensada de uso.

Até lá, é essencial seguir as orientações médicas para que os tratamentos façam efeito e a recuperação do organismo seja completa. 

Dicas para você fazer uma boa escolha

Quer saber como fazer a sua melhor escolha quando o assunto é bengala? Saiba o que você precisa notar quando for fazer a sua compra. 

  1. Estabilidade: A primeira coisa que você precisa reparar na hora de fazer a sua compra é perceber a estabilidade do aparelho em relação ao solo. Para isso, não se incomode em fazer alguns testes antes de sair comprando a primeira que encontrar. 
  2. Adaptabilidade: Algumas bengalas são adaptáveis em relação a altura. Perceba se o instrumento oferece mudança de nível e se possui travas seguras. Caso prefira não correr o risco, opte por uma bengala que seja da altura da pessoa que a usar. 
  3. Firmeza: Uma bengala precisa ser firme para comportar o peso da pessoa que for se apoiar. Por isso, consulte o quanto a bengala comporta ao ser usada. 
  4. Diferenciais: Com tanta tecnologia é claro que a bengala não poderia ficar ultrapassada. Hoje há modelos que apresentar lanterna integrada e até botão de SOS, caso a pessoa precise de ajuda. Esse é o modelo da ObaCane, por exemplo e que vale a pena você dar uma olhada

Você viu nesse texto:

  • A bengala é um instrumento utilizado para dar suporte a quem precisa;
  • Pode ser utilizado por pessoas mais velhas que não sintam estabilidade para ficar em pé ou se locomover sozinhas ou pessoas que estão se recuperando e em reabilitação;
  • É necessário estar atento ao uso da bengala que deve ser recomendado por um profissional médico;
  • O seu uso também deve ocorrer após orientação e até treinamento por especialistas da área médica;
  • Para você adquirir uma boa bengala, é importante avaliar os diferenciais que o produto oferece.  

Mais sobre saúde e bem estar

A sua qualidade de vida pode melhorar consideravelmente quando você consegue aderir a uma rotina saudável de exercícios. Mas é claro que isso pode ser um grande desafio para boa parte das pessoas, principalmente para quem tem mais idade. 

Mas para desmistificar esse assunto e falar sobre uma modalidade que tem trazido cada vez mais adeptos para as suas prática, a ObaBox apresenta mais uma dica de leitura. E aí? Já pensou em começar as suas práticas de yoga? 

Bom, se a sua resposta for não, você precisa ler o nosso texto Que tal conhecer os benefícios do Yoga?

Tomara que você goste da leitura!

E aí? Gostou do conteúdo? Espero que sim! Então, não deixe de compartilhar esse texto em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam as dicas de como usar bengala.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *