A ciência comprova: viajar faz bem ao cérebro!

Basta combinar essa informação ao seu gosto por conhecer lugares novos para querer descobrir bons destinos para o turismo na terceira idade, não acha?

Segundo pesquisadores da Universidade de Cornell, quanto mais longe vamos, maior é o sentimento de satisfação de que temos. Sendo assim, viajar para fora do país intensifica a sensação de felicidade associada à viagem.

Com isso em mente, separamos dicas de destino para quem quer viajar na terceira idade, além de informações e dicas importantes. Confira!

Como viajar na terceira idade

Os avanços tecnológicos e a ampla oferta de serviços deixam muitas pessoas perdidas, isso é normal. Hoje em dia, em uma conversa com pessoas mais jovens ou mais habituadas a viajar, ouvimos que vale a mais a pena comprar passagem em sites que vendem milhas e coisas do tipo. Como proceder?

Bom, não vamos fazer deste post um guia para comprar passagens mais baratas. Sabemos que o objetivo da maioria é gastar o mínimo possível, mas viajando com conforto e segurança ― o que inclui também a hospedagem e outras questões da estadia.

Por isso, uma importante dica do turismo na terceira idade é procurar por profissionais ou empresas que sejam especializados no atendimento a esse público. Agências que focam nos idosos, ou como costumam dizer, adultos seniores, sabem muito bem que tipo de acomodação escolher, como montar roteiros e quais detalhes observar.

Em geral, a contratação de um serviço assim custa mais caro do que resolver todos os trâmites da viagem por conta própria. Caso você tenha segurança em fazê-lo, pode assumir a responsabilidade de encontrar passagens em conta, escolher um bom hotel a um preço acessível e esquematizar sua própria programação em cada país visitado.

Agindo assim, é bem provável que você economize e o resultado pode ser ótimo se você estiver habituado a viajar e tiver autonomia o suficiente para se virar em um território estrangeiro.

Caso tema ou simplesmente queira evitar qualquer dificuldade, o custo-benefício da contratação de uma agência pode valer a pena. Há pontos turísticos de difícil acesso que podem ser visitados de forma condizente com a idade e as condições físicas do viajante caso feito com o acompanhamento de quem se preparou para isso.

Assim, vale avaliar com atenção os prós e contras de cada situação para decidir que tipo de investimento fazer para ter a experiência de turismo na terceira idade que você busca.

Dicas para a sua viagem ao exterior

Quando fizemos o post sobre melhores destinos para a terceira idade no Brasil, observamos questões como as opções de lazer e o clima no local.

Em geral, as opções de lazer mudam pouco, mas podem ser mais frequentes a depender da temporada. No Uruguai, por exemplo, não convém visitar as praias famosas na época do frio porque quase nada abre por lá. Entretanto, outros pontos turísticos e paradas recomendadas como os mercados de Montevidéo seguem ativos e proporcionando experiências da cultura local.

Viajar fora do período badalado tende a reduzir custos e minimizar a competição por passeios. Porém, é sempre importante se informar sobre quais experiências você pode perder se escolher fazer sua viagem em uma época pouco comum para os turistas.

A atenção ao clima é especial para pessoas de mais idade que tende a ser mais sensíveis aos extremos da temperatura. O calor excessivo contribui para a queda da pressão, o que pode ser prejudicial a alguns idosos. No caso do frio, o risco de mal-estar existe, mas o uso de vestimentas adequadas pode tornar a estadia agradável o bastante.

Independente de para onde você vá e quando vá, informe-se ao máximo. Faça pesquisas pela internet, converse com conhecidos que já tenham visitado os locais do seu roteiro e prepare-se. Dessa forma, você evita desconfortos ou imprevistos e reúne melhores condições para curtir seu passeio.

Principais roteiros de turismo na terceira idade

É comum que pessoas idosas gostem de viajar seguindo roteiros religiosos. Outra preferência é por conhecer locais que ficam bem distantes, não somente pensando no quão longe se pode ir, mas na ideia de conhecer culturas bastante diferentes da nossa.

Com isso em mente, vamos a alguns dos melhores lugares para viajar na terceira idade:

Portugal

País muito escolhido por ter o português como idioma, o que facilita a comunicação, pelas tradições e culinária ― especialmente para os que gostam de um bom vinho ―, e pela religiosidade.

A saber, Fátima é um dos principais locais no país buscado por turistas do Brasil e de outras partes do mundo;

Terra Santa

Consiste em locais do Egito, da Jordânia e de Israel: regiões de reconhecido valor histórico para seguidores do catolicismo, o que interessa à maior parte dos religiosos brasileiros;

Roma

A capital italiana é um museu a céu aberto, repleta de construções mundialmente conhecidas e que atraem turistas de todos os cantos, como o Coliseu e a Fontana di Trevi.

Além disso, o destino é uma boa pedida para quem deseja viajar na terceira idade para conhecer o Vaticano, a cidade-estado que é a sede da Igreja Católica e a residência do Papa. Lá encontra-se a Capela Sistina cujo teto foi pintado por Michelangelo, além de outras obras romanas e renascentistas;

França

Conhecer esse país é o sonho de muitas pessoas, o que o coloca no roteiro de muitos que fazem um passeio pela Europa. O Museu do Louvre, a Catedral de Notre Dame e a Torre Eiffel, todos em Paris, são alguns dos principais atrativos.

Há ainda outro lugar da França que chama atenção de quem pretende viajar na terceira idade: Lourdes. Localizada ao sudoeste do país, a cidade é mundialmente conhecida como Santuário de Nossa Senhora de Lourdes e, por isso, é uma sugestão para o seu roteiro;

Oriente Médio, Marrocos, Israel e Egito

Destinos muito buscados por aqueles que, adeptos ao turismo na terceira idade, desejam conhecer culturas novas e paisagens bem diferentes das nossas.

Gostou das nossas dicas de viagem para fora do país? Deixe seu comentário e conte-nos sobre seu destino dos sonhos!