Você já imaginou a decepção de comprar uma caixa de som ambiente e, ao recebê-la, descobrir que o som sai tão baixinho que mal dá para animar uma festa?

Considerando especialmente o universo das compras online que nos impossibilita de testar a potência de uma caixa de som, resolvemos fazer este post para te orientar em suas escolhas.

Ao longo da leitura você vai entender que potência não é tudo o que você precisa analisar em uma caixa de som, mas que é um fator que merece a sua atenção para garantir sua satisfação. Vamos lá? Siga em frente e boa leitura!

Considere o que você precisa

Se você ainda não sabe qual é a potência ideal para uma caixa de som, entenda desde já que não existe uma única resposta para essa questão. Tudo é um verdadeiro “depende”.

Quando falamos em som ambiente, podemos estar nos referindo a uma sala de espera em um consultório médico, a um escritório fechado ou a um espaço aberto em uma casa onde você gosta de receber visitas para momentos de lazer.

É preciso ter em mente que, como explicam os especialistas, “ambientes fechados, como é o caso de escritórios, lojas e consultórios, tendem a apresentar melhor resultado com mais pressão sonora e menos potência. Já ambientes abertos, como áreas de lazer, a pressão sonora pode ser dispensada, neste caso, é necessário dar foco para a potência.”,

Em resumo, caixas com menor potência são suficientes para ambientes menores e fechados, ambientes maiores ou abertos, porém, demandam uma potência maior para uma boa sonoridade.

A depender das dimensões do espaço, você não vai poder contar apenas com uma caixa, tendo que apostar em um sistema de som ambiente um pouco mais robusto. Por isso, é fundamental considerar o que você precisa e qual resultado você busca.

O que você precisa saber sobre potência da caixa de som

Outra questão importante que você precisa ter em mente é o que significa potência. Muitas vezes, confundimos a ideia de uma caixa de som potente com uma que atinja volumes bem altos, mas não é bem assim.

O que define o volume é o nível de pressão sonora (SPL), cujo valor é medido em decibéis (dB). A potência elétrica, apresentada como potência RMS é medida em watts (W) e indica outra coisa.

A explicação é que “a cada três decibéis a menos, uma caixa acústica precisará do dobro da potência elétrica fornecida pelo amplificador para produzir o mesmo nível de volume (pressão sonora)”.

Com isso, é possível entender que a potência vai influenciar no volume, ainda que uma coisa não seja sinônimo da outra. Sendo assim, você deve mesmo considerá-la ao avaliar caixas para garantir um bom som ambiente. Por qual motivo?

Uma forma de entender as coisas é considerar que, em tese, quanto maior a potência de uma caixa de som, maior é o ambiente que ela consegue atender. Tenha em mente, porém, que outros fatores podem interferir.

Além de características técnicas da caixa de som, características do ambiente também contam. Em um projeto de home theater estilo “sala de cinema”, por exemplo, você precisa contar com um especialista que faça uma avaliação e saiba como calcular potência da caixa de som e definir a escolha ideal.

Relação entre potência e a qualidade do som ambiente

É importante que você saiba também que potência não é garantia de qualidade, mas que geralmente potência e qualidade de som andam juntas.

Saber disso é necessário porque você pode buscar caixas com 50 ou até 80W de potência cujo som não sai tão limpinho quanto era de se esperar. Algo assim poderia levar à sentimentos de decepção ou até de grande frustração.

Por isso, entenda que potência tem a ver com qualidade, mas não define isso por conta própria. Assim, a dica é para que você teste a caixa se for possível ou analise bem as avaliações verificadas.

Pode ser que uma caixa com potência menor tenha uma qualidade de som superior e que atenda bem aos seus objetivos e às características de seu ambiente.

Em outras palavras, o que queremos dizer é não caia nessa de escolher caixa apenas pela potência, considerando que quanto mais alto o número melhor e pronto. Como temos pontuado, é preciso avaliar sim a potência da caixa de som, mas fazer também uma análise mais completa.

A potência da caixa de som para seu tipo de ambiente

A essa altura, é provável que você já tenha entendido que a potência é importante, mas que não pode ser o único fator considerado para sua escolha, certo?

Tendo em mente ainda variáveis e características específicas de seu ambiente, a potência ideal para uma caixa de som pode mudar.

Para tentar facilitar sua vida, porém, temos algumas orientações gerais, considerando a realidade de caixas de som portáteis, dessas em que você conecta seu celular facilmente via bluetooth. Veja:

  • Para ambientes pequenos e fechados: escolha caixas com pelo menos 3W, mas sem precisar se preocupar com algo muito superior a isso;
  • Para locais maiores e fechados: considere caixas de som ambiente com o mínimo de 10W de potência;
  • Para locais bem abertos: busque por caixas de som com 20W de potência ou mais.

Ainda, é certo que você não precisa comprar uma caixa diferente para cada espaço. Se você quer um som ambiente em área aberta e em área fechada ― um sítio aberto e a sala de sua casa, por exemplo ― pode escolher uma caixa mais potente para melhor aproveitá-la.

Por outro lado, se você precisa de som ambiente para um espaço bastante amplo, pode precisar de mais de uma caixa de som só para essa necessidade.

Nesse caso, a distribuição das caixas, a altura ideal para posicioná-la e, clara, a potência são definições que pode ser feitas de forma mais adequada com a ajuda de profissionais.

Para o dia a dia, porém, acreditamos que você tem o que precisa para garantir um bom som ambiente para sua trilha sonora na rotina de casa ou até para festas menores.

Este post foi útil? Aproveite para aprender mais: descubra quais os melhores aplicativos para medir os decibéis da sua caixa de som!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *