Já pensou em ter uma espécie de amigo virtual que faz tudo o que você gostaria? Bom, quase tudo.

Essa é a realidade da Alexa, também conhecida como uma das smart speakers que estão virando febre pelo mundo todo. 

Se a linguagem ficou complicada para você, não tem problema. A gente explica.

O conceito é bem novo e ainda está recebendo diversas atualizações. Mas para você entender tudo, o texto de hoje vai tirar todas as suas dúvidas.

Ficou curioso(a)? Então, venha com a gente!

Esperamos que goste da leitura!

Smart Speakers: o que são alto-falantes inteligentes?

Para que entender o são alto-falantes inteligentes, é simples.

Basicamente são assistentes virtuais que ouvem a voz de comando de uma pessoa, interpretam o que ela diz e têm uma ação.

Esse contexto tem muito a ver com o conceito de “internet das coisas”, isso é, onde objetos inanimados começam a assumir “vida” e agir para facilitar a vida de pessoas. 

No caso dos alto-falantes, ou smart spearkers, é a partir desses objetos que a magia toda acontece.

É necessário, no entanto, que o objeto tenha conectividade com a internet por uma rede Wi-Fi e com um celular. A internet vai servir como o cérebro para decodificar informações. 

Para você entender melhor como funciona, se você tiver ligado o seu assistente virtual no seu alto-falante você pode dizer que quer ouvir uma música. Você fala o nome da música e o assistente conversa com você para colocá-la tocando. 

Tudo isso sem você precisar apertar botões ou com controle remoto. Apenas pelo poder da voz.

A função é realmente incrível e permite que você faça diversas ações a partir dela, como por exemplo, ligar para a sua família.

Você apenas fala que quer ligar para um contato da sua rede telefônica e pronto, a sua chamada já começa. 

São todos os alto-falantes que são assim agora?

Não. Os alto-falantes lançados pelo Google e os da Amazon, conhecidos como Echo, são alguns dos exemplos que possuem assistentes virtuais.

Como ainda é uma novidade para a maior parte das pessoas, esses itens ainda estão sendo usados por poucas pessoas. Mas nada impede que tomem espaço e chamem a atenção.

É o caso que aconteceu com as assistentes virtuais Siri, da Apple, e Alexa, da Amazon. 

Além disso, é importante saber que além das funções comuns que podem ser sincronizadas pelo celular, o alto-falante também pode ter conectividade com outros aparelhos.

É o caso dos ar-condicionados, ventiladores e até fogões. Tudo acionado por um comando de voz simples, direto e rápido. 

E essa tal de “Alexa”?

A Alexa é a assistente virtual da Amazon. O contexto é o mesmo. A grande “graça” do negócio é que você pode usar os alto-falantes para poder saber informações, acionar a sua agenda virtual, usá-la como despertador e também acionar ações importantes.

Já pensou em pedir o Uber sem ter que se preocupar em ficar olhando o celular para saber quando o carro vai chegar? A Alexa faz isso por você. 

É importante dizer que os smart speakers ficam ligados o tempo todo ou até o momento em que são desligados. Então, o microfone fica ligado à espera de que uma nova ação seja solicitada pela pessoa.

Porém, para que essa ação aconteça, é necessário dizer a palavra-chave antes de começar. E qual palavra é essa? “Alexa”. 

Dá para confiar?

Segundo a Amazon e outras empresas do mesmo ramo, os áudios gravados são enviados para os servidores e centrais das empresas. Os áudios podem ficar armazenados dentro do próprio celular. O que levanta suspeita para algumas pessoas.

Porém, as empresas se comprometem com a confidencialidade das informações e do descarte das mesmas, caso os assistentes virtuais não tenham sido acionados durante os áudios. 

Ah, e caso você tenha medo de que a assistente virtual acabe fazendo ações sem a sua permissão, não é o caso.

Algumas pessoas acabaram temendo que a Alexa, por exemplo, acabasse fazendo compras sem o seu consentimento. Mas esse não é o caso.

A Alexa é como se fosse uma secretária virtual que segue pedidos e ordens devidamente explícitos e claros. 

A Alexa não é a única

A internet das coisas chegou para ficar. Além de alto-falantes, é possível encontrar em outros países objetos que atendem comandos apenas pela voz.

É o caso, por exemplo, de travas eletrônicas para portas, lâmpadas, televisores, câmeras de segurança e entre outros. 

Essa tecnologia não chegou no Brasil, mas é provável que chegue em breve. Então, vamos aguardar os próximos capítulos dessa história.

Você está preparado(a)?

Você viu no texto de hoje:

  • Os smart speakers são o assunto do último momento no Brasil e no mundo;
  • Esses assistentes virtuais que são acionados por voz dão o que falar, tanto pela sua facilidade de uso, quanto sobre assuntos de segurança da informação;
  • Muita gente já aderiu e está gostando de ter uma secretária particular em casa sem ter que pagar um salário mensal por isso;
  • Os assistentes virtuais fazem parte da inovação da “internet das coisas”, conceito usado para definir a conectividade da internet em objetos que até então eram inanimados. 

Mais sobre tecnologia e inovação para você

Além da Alexa, outras formas de inteligência artificial estão ao seu redor. E não precisa se assustar em relação a isso. É a modernidade fazer parte do seu dia a dia, de forma a facilitar a sua vida. 

Mas como entender o que é a Inteligência Artificial? De onde isso surgiu? É de comer? Bom, se um dia será de comer, a gente ainda não sabe. Entretanto, o que dá para imaginar é que a inteligência artificial vem revolucionando o mundo e os setores da indústria, até o alimentício. 

Se você é uma pessoa curiosa e que quer saber tudo sobre o tema, venha ler o texto de hoje.

Confira: Não é coisa de cinema: saiba tudo sobre a Inteligência Artificial

Esperamos que goste da leitura! 

Gostou do conteúdo? A gente espera que sim! Então, não deixe de compartilhar esse texto em suas redes sociais com amigos e familiares!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *