O que você vai fazer com aquela cadeira que parece ter ficado antiga demais para combinar com a sala nova? E com aquela mesinha de cabeceira que já perdeu seu tom original? Aprenda a pintar e restaurar móveis de madeira!

O movimento “faça você mesmo”, também conhecido como DIY ― Do It Yourself, em inglês ― tem muitos adeptos. Ao arregaçar as mangas para criar ou reformar algo, você economiza dinheiro, evita o desperdício, exerce a criatividade e usa bem o seu tempo. Tudo de bom, não acha?

Em geral, as pessoas sabem que antes de pintar um móvel de madeira, é preciso lixar. É simples, mas não é necessariamente tão fácil. Por isso, não custa nada conferir algumas dicas para fazer tudo direitinho.

Faça uma lista de materiais

A primeira coisa que você deve fazer depois de decidir pintar a restaurar móveis de madeira é uma lista dos materiais que pode precisar. Entre eles, estão:

  • Folhas de lixa para madeira;
  • Pano para limpar o móvel;
  • Removedor ou decapante químico;
  • Palha de aço / espátula
  • Massa para acabamento em madeira;
  • Primer para madeira;
  • Tinta para madeira;
  • Rolinhos e pincéis;
  • Chaves de fenda e parafusos;
  • Luvas e máscara de proteção;
  • Jornais ou lona.

Note que, quanto maior o móvel, maior deve ser a quantidade que você deve adquirir de alguns dos materiais listados, como as lixas ou a tinta, por exemplo. Assim, para definir o quê ou quais quantidades comprar, analise o móvel que deseja reformar e, se considerar necessário, leve uma foto ao vendedor da loja de materiais de construção.

DICA: não subestime a importância do uso dos equipamentos de segurança. Ainda que reformar um móvel seja uma atividade tranquila na maior parte do tempo, incidentes podem acontecer e nós certamente não queremos que você se machuque!

As luvas ajudam a evitar a entrada de farpas de madeira nas mãos, o que pode acontecer enquanto você lixa o móvel. Por sua vez, os óculos protegem os olhos do pó que se solta no processo, assim como de outros produtos que podem ser nocivos, como a tinta e o verniz.

Se o móvel que você deseja reformar é grande ou se você tem muitas restaurações à vista, pode ser mais prático e ter um melhor custo-benefício comprar uma lixadeira elétrica ao invés de folhas para o trabalho manual.

Prepare o ambiente e o móvel para a restauração

Trabalhar com restauração, ainda que por hobby, é algo que demanda atenção, paciência e uma boa luminosidade. Assim, se você não tem um espaço ao ar livre, busque um lugar bem iluminado ou providencie abajures ou similares que possam ajudar.

Lembre-se também de cobrir o chão abaixo do móvel com jornais velhos ou com uma lona. O objetivo, como você pode deduzir, é evitar que qualquer material respingue e danifique o piso do local.

Passo a passo: como pintar e restaurar móveis de madeira

Uma vez que o ambiente estiver preparado, você pode passar para o móvel seguindo as etapas apresentadas a seguir. Veja:

Retire puxadores

Antes de qualquer coisa, é aconselhável retirar puxadores mesmo que esses também sejam feitos de madeira. Gavetas e portas também devem ser removidos e trabalhados separadamente.

Limpe o móvel e faça a decapagem

O passo seguinte é limpar o móvel com um pano úmido em água para retirar toda a poeira acumulada. Em seguida, esfregue um pouco de álcool líquido em um cantinho do móvel e observe se o local solta cor ou se fica pegajoso. Caso isso aconteça, é sinal de que há acúmulo de cera que deve ser retirado com o auxílio de um removedor de cera e uma palha de aço. É importante esfregar a palha no sentido dos sulcos da madeira para não danificar o móvel.

Caso a peça não solte cor ou não fique pegajosa, é sinal de que há acabamento em verniz. Nesse caso, aplique um decapante químico e aguarde 20 minutos. Depois de seco, retire com uma espátula ou com uma espoja de aço.

Faça o polimento do móvel

Após concluir a etapa anterior, passe um pano úmido ou embebido de diluente para verniz, se preferir, para tirar sujeiras e resíduos remanescentes. Em seguida, use uma folha de lixa para madeira para polir o móvel e deixá-lo uniforme.

Em alguns casos, o processo é mais trabalhoso do que em outros. A atenção e a paciência são sempre necessários porque você não pode causar desníveis no móvel. Caso os puxadores sejam de madeira, lixe-os também! Finalize passando um pano úmido para remover os resíduos deixados pela lixa.

Preencha buracos e rachaduras

Com o tempo, é comum que móveis de madeira sofram danos que originam pequenos buracos ou rachaduras. Com uma massa para acabamento, você pode tampar esses danos com uma espátula, seguindo atentamente as instruções apresentadas na embalagem do produto.

Aplique o primer

O primer é um produto, comumente vendido em spray, que pode ser aplicado sobre o móvel de madeira antes da tinta. Seu objetivo é preparar a peça para melhor receber a tinta, o que ajuda a evitar manchas e deixar o resultado final mais bonito.

Prepare a tinta e os acessórios para pintar o móvel

Com todas as etapas de preparo do móvel estiverem cumpridas, você finalmente pode pintá-lo. Para tanto, é importante que você tenha uma tinta apropriada para a madeira, como a acrílica, por exemplo. E, claro, que tenha escolhido a sua cor favorita para a peça.

Se você gosta de decorações ousadas e criativas, este é seu momento! Um móvel de cor diferente ― azul, amarelo, lilás ou outras ― chama a atenção e pode ser o destaque de um ambiente.

Use rolinhos de espuma e conte com os pincéis para alcançar melhor curvas e outros detalhes. Para um bom resultado, você deve fazer movimentos em um mesmo sentido, sem ir e vir, e seguindo a mesma direção dos sulcos da madeira. É preciso esperar a primeira camada secar para aplicar a segunda e ter uma cor mais sólida, sem manchas.

Se você estiver trabalhando ao ar livre, prefira deixar o móvel secando à sombra. Proteja-o contra sujeiras ou quaisquer outras coisas que possam grudar na tinta fresca e estragar a restauração.

Quando o móvel estiver seco, é hora de recolocar os puxadores usando sua chave de fenda. E ah, caso os puxadores sejam de madeira, não se esqueça de seguir os passos de pintura para eles também.

Erros comuns da restauração de móveis

Quem descobre como pintar e restaurar móveis de madeira e decide seguir os passos pela primeira vez tende a cometer alguns erros que podem prejudicar o resultado. São eles:

  • Falta de paciência por querer terminar a peça logo e acabar realizando mal as etapas de preparo do móvel;
  • Lixar um mesmo ponto no móvel de madeira por tempo demais, provocando desníveis desnecessários;
  • Usar a lixa em direção diferente da dos sulcos da madeira, criando arranhões;
  • Ignorar o fato de que o material fica gasto com o uso e se esquecer de trocar de lixa com a frequência necessária para um bom resultado;
  • Aplicar muita pressão ao usar lixadeiras elétricas, correndo o risco de danificar o móvel;
  • Não limpar o móvel depois das etapas de preparo para a pintura deixando que resíduos acabem ficando presos junto à pintura;
  • Não espalhar corretamente as camadas de tinta sobre o móvel, provocando diferença de tons na peça;
  • Não aguardar a secagem completa do móvel antes de recolocar puxadores, portas e gavetas, podendo danificar a pintura.

Pronto! Com todas essas dicas você já sabe como pintar e restaurar móveis de madeira, pode soltar a criatividade e se preparar para colocar a mão na massa.

E se você quer conhecer outras alternativas além da pintura, confira nosso post sobre diferentes formas de dar vida nova aos móveis de madeira!