Lá estava você, assistindo a um programa de TV, quando a pessoa na apresentação fez o famoso merchan dizendo “é só acessar o QR Code aqui na tela”. Ih, complicou aí?

Esse tal de QR Code não é assim uma super novidade, já está por aí há algum tempo. Porém, foi com a pandemia que seu uso se tornou mais frequente, alcançando milhares de pessoas pelas telas da TV.

Com isso, tudo bem se você estiver encarando como se fosse algo novo que você ainda precisa entender melhor. Estamos aqui justamente para isso. Vamos lá?

O que é e como surgiu o QR Code

QR Code é abreviatura para Quick Response Code ou, no bom e velho português, Código de Resposta Rápida.

Originalmente, essa solução desenvolvida no Japão foi criada com o intuito de substituir códigos de barras. Por essa razão, pode ser entendido como um código de barras estilizado que cabe dentro de um quadradinho.

Cada QR Code é único e contém uma informação que só conseguimos acessar ao mirar o quadradinho com a câmera do celular. Isso agora, né! Quando tudo começou, a gente precisava de apps específicos para ler o código, mas as coisas já evoluíram.

É por isso que, quando você está acompanhando algo na TV e o merchan começa, escuta o apresentador ou apresentadora dizendo que “basta apontar a câmera do seu celular para o QR Code que está aqui na tela”. 

Para quê serve o QR Code

Já falamos em código de barras e em propagandas na TV. Afinal, para quê serve o QR Code?

O código estilizado tem diferentes usos. Por isso, vamos citar três que consideramos muito interessantes. Veja só:

Acesso a sites e e-commerces

Quando você ouve sobre e vê o QR Code na TV, ao apontar a câmera do seu celular aberta para o quadradinho, vai dar início a um processo que logo envia uma solicitação para a tela do seu aparelho.

Essa solicitação pede que você autorize (ou não) que determinado conteúdo seja aberto. Só então, o QR Code realmente te direciona a um endereço que pode ser de um site comum ou um site de vendas, por exemplo.

Assim, o QR Code serve para te direcionar mais rapidamente a uma página com informações ou com um produto do seu interesse.

Percebe que você já não precisa abrir o navegador, digitar um endereço e procurar pelo que te interessa? Com o código, você vai direto ao ponto em instantes.

Pagamentos e cobranças

Outro uso tem a ver com a relação do QR Code com o código de barras.

Você já usou o PIX? Se sim, pode ser que tenha notado que existe a possibilidade de fazer um pagamento ou uma cobrança via PIX a partir de um QR Code.

Isso significa que uma pessoa pode te mandar a imagem de um quadradinho para que você faça a leitura com seu celular e, logo em seguida, autorize e conclua o pagamento.

E também significa que você pode, usando o app do seu banco, gerar um QR Code e enviá-lo a quem te deve algum valor.

Acesso a perfis profissionais ou comerciais

Ainda, o QR Code pode ser inserido em cartões de visita, flyers e em outros materiais de comunicação e propaganda.

Assim, quem se interessar por determinado serviço e quiser mais informações, pode simplesmente mirar o quadradinho com a câmera do celular e obter detalhes como contato e outros.

Hoje em dia, algumas lojas mandam um código na embalagem de seus produtos. Assim, você acessa uma página comercial para conferir sobre a composição ou outras informações relevantes.

Como funciona o QR Code

As informações sobre o QR Code estão te deixando com alguma pulga atrás da orelha? O que muita gente se interessa em saber é como essa solução funciona.

Não vamos tentar te explicar a parte técnica da coisa, apenas compartilhar o básico para que você tenha uma noção melhor, ok?

Lembra-se de que dissemos que cada QR Code é único? Existem programas geradores, como o QR Code Generator, que criam um “desenho” exclusivo e o associa a determinadas informações.

Se você reparar bem, verá que dentro do quadrado maior, há diferentes quadradinhos e é ali que as informações estão. Não conseguimos entender simplesmente olhando e um software habilitado para leitura 2D precisa fazê-lo por nós.

Exemplo do PIX

Se você quiser, vai poder testar a criação de um QR Code para receber um pagamento via PIX. Basta encontrar a opção para fazê-lo no app do seu banco. Falamos dos casos em que o aplicativo do banco tem um gerador de códigos, certo?

Pois bem. O app já tem suas informações pessoais que vão servir para: 1) te identificar para quem for fazer o pagamento; e 2) direcionar o dinheiro para a sua conta na mesma instituição bancária.

Parte do desenho do seu QR Code tem relação com essas informações.

Ainda, você vai notar que é preciso informar a quantia a receber porque a ideia do código é uma transação rápida. Assim, quem vai pagar não precisa digitar o valor por conta própria.

Há também a possibilidade de decidir se o QR Code é válido apenas uma vez ou se pode ser usado múltiplas vezes. E tudo isso também fará parte do desenho do código.

Quando concluir, basta verificar a opção de compartilhamento do QR Code e enviá-la a quem precisa te fazer um pagamento.

Não quer testar? Tudo bem! O exemplo teve por objetivo mostrar, de forma bem simples e leiga, que tipo de informações podem estar em um QR Code e para quê isso serve na prática.

Leitura de QR Code e segurança

Vira e mexe, quando falamos de tecnologia e inovação aqui no blog da Obabox, trazemos informações sobre a segurança de soluções como o QR Code.

Sabemos que certas novidades causam medo e, por essa razão, queremos te tranquilizar.

Em um primeiro momento, é natural temer que tão logo a câmera do seu celular leia um código, algum dinheiro vai ser retirado de você, mas não é bem assim que funciona.

Tenha algumas coisas em mente:

  • Antes de abrir um conteúdo, o esperado é que seu celular confirme que você realmente deseja acessar a informação indicada por um QR Code;
  • Ainda que seja um e-commerce ou uma cobrança, você terá que autorizar o pagamento;
  • Você pode, sim, ter contato com um QR Code que foi desenvolvido para te levar a um site malicioso. Por isso, desconhecendo a procedência, tenha cuidado e analise o endereço de destino.

Na dúvida, cancele o processo e busque mais informações.

Conclusão

Ainda não usou um QR Code? Quando tiver a oportunidade, experimente. Basta acionar a câmera do seu celular e focalizar o quadradinho.

Você verá que o processo é simples e que a solução realmente é o que se propõe a ser: um Código de Resposta Rápida que pode facilitar diferentes ações em seu dia a dia.

Quer uma última dica? A Obabox usa QR Code inclusive quando está na TV. Da próxima vez que vir algum de nossos produtos sendo anunciado, faça o teste.

O código vai te direcionar para nosso site de vendas e, sem compromisso, você aproveita para conhecer melhor o que a Obabox tem para você!

Gostou do conteúdo? Compartilhe-o com mais alguém que vai gostar de aprender sobre o QR Code e ter essa praticidade no dia a dia!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *