A hipertensão arterial, também conhecida popularmente como pressão alta, está presente no organismo de milhares de pessoas ao redor do mundo. Com sintomas como tontura, visão embaçada e dor na nuca, pode trazer sérios riscos à saúde de quem ainda não trata a doença. 

Para ajudar a entender ainda mais sobre o quadro, a ObaBox traz hoje um pouco mais sobre esse tema e tudo o que você precisa saber sobre a prevenção e o tratamento.

Além disso, vamos esclarecer também as possíveis relações que a mesma pode ter ou não com o coronavírus

Esperamos que goste da leitura!

O que é a hipertensão arterial?

A hipertensão arterial é caracterizada pelo aumento do batimento cardíaco ocasionado pelo sangue que, ao ser bombeado pelo coração, sofre pressão e resistência na hora que está passando pelas paredes internas dos vasos do organismo.

Com isso, o organismo passa a não operar bem, aumentando o ritmo do coração. 

A hipertensão também é um fator de risco para o surgimento de outras doenças, tais como demência e insuficiências do rins. Para quem um paciente seja considerado hipertenso é necessário que ele apresente pressão arterial de 14×9. 

Sintomas de pressão alta

Os sintomas são facilmente percebidos em boa parte das vezes. Porém, há casos de pessoas que são assintomáticas e não apresentam os sintomas de hipertensão arterial a seguir:

  1. Dor de cabeça;
  2. Sonolência;
  3. Dor na nuca;
  4. Enjoo;
  5. Visão dupla ou embaçada;
  6. Zumbido no ouvido;
  7. Palpitação cardíaca ou dor no peito;
  8. Dificuldade para respirar;
  9. Pequenos pontos de sangue nos olhos.

Boa parte dos sintomas correspondem a casos mais graves que precisam ser socorridos imediatamente.

A hipertensão arterial pode provocar casos de Acidente Vascular Cerebral, o AVC, ou insuficiência cardíaca alterando o funcionamento do organismo. 

Em casos de pressão alta, recomenda-se que a pessoa seja medicada com anti-hipertensivos na veia pelo médico responsável por ministrar o medicamento.

Além disso, até o momento de ser socorrida, tomar suco de laranja ajuda a estabilizar a pressão que deve ser medida após uma hora da ingestão, caso o socorro médico ainda não tenha chegado.

Já os sintomas de pressão alta durante a gravidez, conhecida também como pré-eclâmpsia, podem envolver dores abdominais, além de pernas e pés muito inchados. Esse cenário pode ser frequente durante o final da gestação.

É necessário acompanhamento médico para possíveis tratamentos que não afetem a saúde da mãe e do bebê. 

Tratamentos

A hipertensão arterial não tem cura, mas pode ser tratada para que o paciente leve uma vida saudável.

O tratamento envolve muitas vezes um estilo de vida saudável e também medicamentos como vasodilatadores, inibidores do canal de cálcio, diuréticos e beta-bloqueadores. 

Para o caso de mulheres grávidas com hipertensão arterial, é recomendado o mínimo de medicamentos. O medicamento só deve ser ministrado em casos de risco para que não afete o desenvolvimento e nem a saúde da criança. 

Para ambos os casos, a pressão deve ser medida semanalmente para que médico e paciente se mantenham informados sobre o estágio da doença. 

Prevenindo a doença

A melhor forma de se prevenir contra a hipertensão arterial está no estilo de vida. É sabido por muitas pessoas de que o consumo excessivo de sal é um dos principais agentes para o aparecimento da doença. 

Além disso, o tabagismo, o fator genético, o estresse, colesterol alto, obesidade, sedentarismo e até poluição contribuem para que a doença se instale no organismo.

Um estilo de vida saudável, uma alimentação bem equilibrada e atividades de relaxamento podem ajudar a prevenir que a hipertensão apareça. 

A hipertensão aparece em cerca de 95% dos casos em pessoas adultas, mas as crianças não estão livres de terem a doença.

A alimentação e o estilo de vida com atividades físicas devem fazer parte da rotina diária dos pequenos para que a saúde se mantenha boa. 

Coronavírus e hipertensão

Em tempos de coronavírus muitas pessoas acabam associando os sintomas da doença do Covid-19 com a hipertensão. Porém, é necessário observar as principais diferenças. 

O coronavírus também apresenta sintomas similares aos de hipertensão, porém é possível diferenciar um caso do outro.

Os principais sintomas do Covid-19 envolvem a tosse seca, a falta de ar e a febre. A febre não se apresenta como um dos sintomas comuns da hipertensão. 

Além disso, a dor de cabeça que ambas as doenças também podem apresentar são diferentes. A região da nuca e do centro da cabeça podem corresponder aos sintomas de hipertensão. Já o coronavírus pode apresentar dor atrás dos olhos. 

Saiba mais

  1. Cerca de 35% da população brasileira possui hipertensão arterial, segundo dados do Ministério da saúde;
  2. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, cerca de 383 mil mortes foram contabilizadas devido a hipertensão;
  3. A pressão alta não precisa desencadear o falecimento do organismo, mas pode desencadear outros quadros, como o derrame, que levam até o estágio;
  4. Segundo o cardiologista do HCor, Celso Amodeo, a incidência da pressão alta é maior entre pessoas de pele negra e também e pessoas com mais de 65 anos.  

Você viu nesse texto:

  • A hipertensão arterial, conhecida como pressão alta, é responsável por desencadear diversas doenças, entre elas a insuficiência renal;
  • O quadro de hipertensão não tem cura, mas pode ser prevenido por meio de um estilo de vida saudável;
  • A pressão alta pode ser tratada com medicamentos e com mudança no estilo de vida;
  • O excesso de sal é um dos grandes vilões para o aparecimento da hipertensão. 

Mais sobre saúde e bem estar

A hipertensão arterial é uma das doenças que mais assustam pessoas do mundo do todo. Porém, ela não é a única que requer cuidados e atenção redobrada. Os problemas respiratórios também podem tirar o sono e o conforto de muita gente. 

Pensando nisso, a ObaBox traz mais uma dica de leitura para você. Por aqui você vai saber tudo sobre quais os males que os problemas respiratórios podem trazer para a sua saúde e de sua família. 

Fique por dentro do assunto lendo o texto Doenças respiratórias: quais os cuidados para você respirar melhor?

Esperamos que goste da leitura!

Gostou do conteúdo? Esperamos que sim! Então, não deixe de compartilhar esse texto em suas redes sociais com quem precisa saber tudo sobre a hipertensão arterial e como cuidar da doença.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *