Saber qual é o melhor plano de saúde individual é um desafio para boa parte das pessoas. São muitas ofertas e serviços oferecidos, além dos hospitais que podem atender a área médica de cada paciente, o que acaba se tornando uma missão decidir qual tem o melhor custo-benefício. 

Quando o assunto é plano de saúde para aposentados, a necessidade de se escolher um bom plano aumenta e, consequentemente, também as dúvidas. 

Desejamos uma leitura esclarecedora. 

Por que ter um plano de saúde?

Ter um plano de saúde é essencial para ter a tranquilidade de saber que a saúde pode ser cuidada por profissionais da área médica que valorizam o bem estar de seus pacientes.

O Sistema Único de Saúde, conhecido como SUS, é responsável por trazer aos brasileiros atendimentos em qualquer área da medicina. 

Porém, sabe-se que com a defasagem no número de médicos e o grande número de pessoas esperando atendimento em filas, contar apenas com o SUS pode ser arriscado, principalmente quando o paciente possui uma doença grave e que necessita de atendimento diferenciado e o quanto antes. 

Os planos de saúde encontrados no mercado são uma boa opção para quem está buscando cuidar de seu bem estar e dar início a tratamentos. Dependendo da necessidade e da idade do paciente, é possível encontrar planos com valores acessíveis. 

Existem muitas formas do paciente adquirir o seu plano. Há casos que planos de saúde para grupos e até empresas seja uma ótima forma de se conseguir um desconto no valor mensal do plano.

Além disso, é possível avaliar também o melhor plano que possui clínicas e hospitais perto da residência do paciente. Há uma série de consultores no mercado que fazem essa pesquisa de acordo com o que o paciente precisa. 

Os planos são altamente indicados para pacientes de mais idade, além dos que possuem doenças de tratamento contínuo e precisam de acompanhamento especial. Por isso, se esse for o seu caso, confira ainda mais sobre os possíveis benefícios que você pode encontrar na hora de fazer o seu plano. 

Plano de saúde para aposentados 

O plano de saúde para aposentados é uma alternativa para quem está na terceira idade, já se aposentou ou está para se aposentar. 

Se o aposentado já possui aposentadoria pela empresa que trabalhou, é necessário também verificar se a empresa garantia o direito ao plano de saúde. Tal benefício também se estende para o funcionário que está se aposentando. 

Segundo a Lei 9.656/98, o funcionário tem o direito de usufruir do plano que possuía em tempos de serviço, mantendo o convênio médico. O mesmo vale para planos de saúde de funcionários que também tinham dependentes. 

Entretanto, para manter esse direito, é necessário se atentar com algumas questões. Confira abaixo:

  1. Para quem está se aposentando é necessário comunicar em até 30 dias o interesse em continuar usufruindo do serviço quando a empresa confirma a garantia desse direito;
  2. Para usufruir do plano de saúde vitalício, o funcionário precisará ter contribuído com a empresa por no mínimo 10 anos;
  3. O funcionário precisará assumir pelo pagamento integral do convênio depois que se aposentar. Se o regime for de coparticipação, é possível que a empresa promova um acesso a esse funcionário a valores mais baixos. 

Encontrando o melhor plano de saúde para a terceira idade

Além do que já falamos por aqui, é essencial que se verifique algumas questões para se certificar que o plano é o ideal para a pessoa. Se atente em mais algumas informações que trouxemos para você. 

  1. Verifique se o plano atende às normas da ANS: A Agência Nacional de Saúde, é responsável por traçar algumas especificidades e normas que todos os planos de saúde precisam seguir. Então, não deixe de conferir. 
  2. Confira as coberturas que o plano oferece: As especificidades médicas precisam ser especificadas para que a escolha do plano seja feita. 
  3. Verifique se o plano oferece determinadas abrangências: Quanto mais o plano oferecer melhor. Serviços de emergência, por exemplo, são essenciais, principalmente para pessoas de mais idade ou para cobertura de acidentes. 
  4. Não esqueça de pedir a mudança da modalidade para o benefício de aposentadoria: Na entrada do pedido de aposentadoria, a mudança ou contratação do plano deve ser especificada o quanto antes para garantir melhores serviços e valores. 
  5. Não esqueça da documentação: Documentos como carteira de trabalho em conjunto do comprovante de pedido de aposentadoria, carta de concessão, documentos do titular e seus dependentes (além da certidão de nascimento dos filhos menores de idade, caso os tenha) e comprovante de endereço são indispensáveis para a contratação do plano. 

Atenção!

Segundo a ANS, os planos de saúde podem passar por reajustes de acordo com cada idade. Confira abaixo como esse procedimento acontece. 

São 10 faixas etárias divididas da seguinte forma:

  • 0-18 anos;
  • 19-23 anos;
  • 24-28 anos;
  • 29-33 anos;
  • 34-38 anos;
  • 54-58 anos;
  • 59 anos ou mais.

Por isso, é necessário também considerar e estar atento sobre possíveis reajustes abusivos para que o cliente não venha a ter uma dor de cabeça mais tarde. É necessário levar em consideração os serviços que estão sendo utilizados e os valores em média que estão sendo praticados por outros planos. 

Além disso, se você possui idade superior a 59 anos e está para contratar um plano de saúde, os períodos de carência para utilizar integral do plano serão os mesmos do que para qualquer plano de idade diferente. 

Entretanto, em caso de constatação de doença, procedimentos de alto complexidade precisarão esperar por um período de 2 anos até poderem ser feitos com cobertura do plano.

Saiba mais como funciona a carência  dos planos de saúde:

  1. 24 horas para utilização em caráter de urgência da emergência;
  2. 180 dias para realização de consultas, internações e exames (podendo ser liberadas em até 30 dias em casos especiais);
  3. 300 dias para realização de parto;
  4. 2 anos para condição de doença pré-existente;

Mais sobre saúde e bem estar

Atuar na prevenção contra doenças é essencial para manter uma saúde boa e estável. Muitas vezes até fazendo tudo certo, apostando em exercícios físicos e uma boa alimentação, algumas doenças podem nos pegar de surpresa, causando uma boa dose de cuidados extras. 

É o caso da dengue, doença transmitida pelo mosquito aedes aegypti. Então, para falarmos ainda mais sobre o caso da doença, resolvemos trazer para você o texto Dengue: fique fora das estatísticas para que você saiba tudo sobre o assunto. 

Esperamos que tenha uma boa leitura!

Gostou do conteúdo? Então, que tal compartilhar em suas redes sociais para que outras pessoas possam ler também? Ah, e não deixe de comentar o que achou!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *