Já pensou em não precisar encostar na maquininha de cartão para pagar uma compra? Com as soluções de pagamento por aproximação, que já estão entre nós, isso é possível.

A tecnologia não é assim tão nova, mas pode ganhar novo impulso graças aos cuidados a que fomos apresentados em razão da pandemia do novo coronavírus. Como você verá, há outros motivos além da saúde para apostar no pagamento por aproximação.

Preparamos este post especialmente para apresentar a você essa solução e o seu funcionamento.

Siga em frente e boa leitura!

O que é o pagamento por aproximação

O pagamento por aproximação é aquele que é feito sem que haja qualquer tipo de contato físico entre pagador e maquininha (ou qualquer que seja o dispositivo).

Por isso, também pode ser chamado de pagamento contactless que, literalmente, quer dizer “sem contato”.

Pode ser que você já tenha reparado que cartões de crédito mais novos estão vindo com símbolo parecido com o da internet wi-fi.

Essa é o sinal de que o pagamento pode ser feito sem que seja necessário inserir o cartão na máquina ou digitar senha.

Cartões físicos não são a única forma de aproveitar a tecnologia de pagamento por aproximação, porém.

Muitos smartphones vêm com aplicativos de carteiras digitais nas quais é possível cadastrar cartões e usar o próprio dispositivo para fazer o pagamento contactless.

Considerando dispositivos mais modernos, já existem até mesmo pulseiras que podem ser usadas para o mesmo fim.

Alguns eventos, como o festival musical Popload, já passaram a contar com pulseiras cashless ou “sem dinheiro” que podem ser carregadas e evitam que as pessoas precisem levar algum tipo de dinheiro ou cartão físico ao evento.

Se você já começou a imaginar como tudo isso funciona, ótimo! Logo vai confirmar se suas suspeitas estão corretas ou ampliar seus conhecimentos sobre o assunto.

Vai saber também se essa tecnologia é segura e, portanto, se pode ser realmente útil.

Como essa tecnologia funciona

Agora você já sabe que o pagamento por aproximação pode ser feito usando cartões que foram desenvolvidos com essa funcionalidade ou carteiras digitais. Hora de entender qual é a tecnologia que está por trás de tudo isso.

Vamos destacar duas tecnologias que permitem que o pagamento por aproximação funcione.

A primeira delas é o NFC ou Near Field Communication, um termo que poderia ser traduzido como “Comunicação de Campo Próximo”.

Diferente do wi-fi ou do bluetooth, o NFC foi desenvolvido para possibilitar a comunicação entre dois dispositivos e entre esses dois dispositivos apenas.

Por que isso é importante? Se você usa internet wi-fi, sabe que qualquer pessoa que tenha a senha pode acessá-la. Em casa, criamos senhas e as compartilhamos com pessoas de confiança, mas se a informação vazar, a rede se torna acessível até a estranhos.

De forma similar, um sinal de bluetooth pode ser captado por mais de um dispositivo ao mesmo tempo, gerando algum tipo de conflito ou até colocando em risco a privacidade dos envolvidos.

Com o NFC, isso não acontece porque somente o dispositivo pagador (cartão ou smartphone) vai ser capaz de se comunicar com o dispositivo receptor naquele intervalo de tempo em que o pagamento por aproximação é feito. Em seguida, a conexão entre eles acaba e pronto.

A segunda tecnologia é a RFID ou Radio-Frequency Identification que, em português, significa identificação por radiofrequência. De forma simples, podemos dizer que a RFID possibilita a NFC, que tem se tornado cada vez mais comum.

Apesar disso, pulseiras cashless ainda estão entre as soluções baseadas em RFID.

Como acontece um pagamento por aproximação

Como já dissemos, você não precisa inserir o cartão em uma máquina para efetuar um pagamento por aproximação. Também não precisa informar dados do seu cartão presente na carteira digital e nem nada do tipo.

Uma vez que o pagamento for liberado, basta aproximar o cartão da maquininha, sem tocá-la e esperar a confirmação. Caso esteja com o smartphone, basta desbloquear o aparelho e aproximá-lo da máquina de cobrança.

Vale saber que a NFC conecta dois dispositivos que estejam a, no máximo, 10 cm de distância. Apesar disso, para pagamentos, a distância que costuma funcionar bem é entre 2 e 3 cm.

Em todo caso, é sempre importante conferir antes o valor registrado na maquininha. Erros acontecem e você não vai querer pagar mais do que deveria por um produto ou serviço, não é mesmo?

Convém também, sempre que possível, conferir o valor registrado pelo aplicativo do seu banco.

A segurança no pagamento por aproximação

No Carnaval de 2020, quando a tecnologia de pagamento por aproximação já estava sendo utilizada, alguns órgãos ― entre eles, o Procon de São Paulo ― chegaram a alertar os foliões sobre um golpe envolvendo esse tipo de solução.

A ideia por trás do alerta é que, se uma pessoa mal-intencionada se aproximar do seu bolso ou bolsa onde seu cartão esteja, sem que você perceba, pode realizar uma cobrança.

É como se um pagamento fosse feito com seu cartão contactless sem que você se desse conta.

É possível? Sim, mas não é algo tão simples de ocorrer. Como dissemos, os dispositivos pagador e recebedor devem estar bem próximos para que uma transação aconteça, assim, há boas chances de que você perceba uma aproximação indevida e evite o problema.

Em todo caso, se você percebeu que seu cartão funciona para pagamento por aproximação e não gostou dessa possibilidade, saiba que é possível desabilitar a função.

Por outro lado, há quem defenda que pagamentos feitos com a tecnologia NFC são mais seguros do que outros meios de pagamento.

Entre os motivos estão os fatos de que a tecnologia NFC funciona por criptografia de dados, além de ser protegida contra pagamento duplicado.

Ainda, se você usa seu smartphone para o pagamento por aproximação, pode ativar e desativar a função quando quiser e ainda conta com uma etapa de validação para confirmar a compra.

Quais são as vantagens dessa solução

Dito isso, a depender de como você escolher ver as coisas ― turma do copo meio cheio ou do copo meio vazio? ― uma das vantagens do pagamento por aproximação é justamente a segurança.

Para complementar esse ponto, vamos lembrar que:

  • Cartões com tecnologia NFC evitam que você precise encostar em maquininhas que podem ter passado por várias outras mãos antes; o que vai proteger você contra o coronavírus e outros microorganismos;
  • Usar o smartphone para pagamento por aproximação evita que você precise sair de casa com dinheiro ou até mesmo com seus cartões.

Assim, o pagamento por aproximação é também mais prático. Inclusive, no caso das pulseiras cashless, a tecnologia pode representar também mais rapidez nos pagamentos, evitando filas para pegar ficha, depois filas para pegar bebidas e alimentos em eventos.

Se você ainda não realizou um pagamento por aproximação, a oportunidade pode estar cada vez mais perto. Tenha em mente as informações que compartilhamos e boas compras!

Gostou do post? Leia também sobre tudo o que você precisa saber antes de fazer uma compra pela internet!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *