Fã de música, entusiasta do “chiado do vinil”, alguém pronto para comprar um aparelho de som para ouvir os bolachões, mas com uma dúvida: ObaRetrô ou ObaVintage ― qual escolher?

Quem está em busca de uma vitrola retrô ou de um toca-discos completo pode encontrar diferentes opções no mercado e ter várias dúvidas para decidir entre elas. Para tentar ajudar e facilitar sua escolha, vamos fazer um comparativo entre os dois aparelhos da Obabox.

Acompanhe!

Os atributos das vitrolas Obabox

Se esta é sua primeira vez no blog da Obabox ou se você ainda não notou com base em diversas publicações que fizemos, somos um pessoal que gosta muito de música.

Suspeitamos que em um grupo formado por vários amantes da música, deve sempre ter ao menos uma pessoa que conhece discos de vinil e que é saudosista dos tempos das vitrolas e toca-discos.

Foi nesse contexto que a ObaRetrô e a ObaVintage surgiram como soluções completas para ouvir música. Ambas contam com:

  • tocador de vinil (vitrola);
  • rádio FM;
  • CD player;
  • funcionalidade para tocar MP3;
  • funcionalidade para converter áudios direito do vinil ou do CD para o formato MP3 ― assim, você pode levar suas músicas preferidas por onde for;
  • conexão bluetooth, na versão plus, para ouvir pela vitrola músicas que estejam no celular ou em um serviço de streaming de música (como o Spotify ou o Deezer) acessado pelo aparelho móvel;
  • caixas de som embutidas de 10W de potência;
  • saída RCA para adaptação de caixas de som anexas;
  • design vintage, em madeira, para levar mais charme para a sua casa.

Além disso, tanto a ObaRetrô quanto a ObaVintage são capazes de rodar vinis de 33 ⅓ RPM e 45 RPM. E, para melhorar, contam com agulhas de safira que garantem mais fidelidade para o som.

Os diferenciais da ObaRetrô

Agora que você já sabe as características principais que os aparelhos compartilham, é o momento de conhecer aqueles que são os diferenciais da ObaRetrô. Veja só:

Rotações

Ainda que seja multifunção, a ObaRetrô tem foco no vinil. Não sem motivo, é a única entre as duas vitrolas que também aceita vinis 78 RPM.

Caso você não saiba, os vinis que fazem 78 rotações por minuto são os mais antigos, pesados e frágeis. Por essas razões e por não serem capazes de gravar mais do que três minutos em cada lado, acabaram se tornando obsoletos na década de 1960.

Se quiser se aprofundar nessas diferenças, pode conferir nosso post sobre a história do disco de vinil, de sua criação até os dias de hoje.

Por ora, o que você precisa ter em mente é que apesar de serem tão antigos ou justamente por isso, vinis 78 RPM podem ser considerados raridades e há que os tenha ou sonhe em tê-los. Se este é o seu caso, a ObaRetrô é o que você precisa!

Simplicidade

Mesmo com todos os atributos que possui, a ObaRetrô é uma vitrola ligeiramente mais simples do que a ObaVintage e isso pode ser uma vantagem.

Basta ter em mente que as características dessa vitrola retrô fazem com que ela tenha um preço mais acessível. Assim, se você quer investir em um toca-discos completo a um preço bem bacana, encontrou a opção ideal!

Diferenciais da ObaVintage

A essa altura, você já sabe que a ObaVintage é um toca-discos ligeiramente mais completo do que a ObaRetrô, mas precisa entender o que isso quer dizer. Então, vamos aos seus diferenciais:

É um aparelho de som com toca fitas

Além de todas as funções que já mencionamos ― rádio, CD player e MP3 ―, nossa vitrola vintage também tem um tocador de fitas K7.

É certo que algumas pessoas acabaram de (re)começar suas coleções de disco de vinil, mas se você está no grupo dos que nunca se desfizeram dos bolachões, pode ser que tenha fitas paradas por aí também. Com isso, a funcionalidade extra da ObaVintage se torna um ponto positivo.

Ainda, convém esclarecer que se o tocador de fitas K7 existe, a possibilidade de converter seu áudio para o formato MP3 também. Tem uma mixtape antiga que você gostaria de compartilhar com alguém?;

Cuidados com o seu disco de vinil

Se você sabe como vinis e toca-discos interagem, sabe também que, com o tempo, a agulha tende a ir se desgastando e desgastando as ranhuras dos discos. Por isso, há alguns cuidados que devem ser tomados no dia a dia para conservar os vinis e a vitrola.

De antemão, porém, se você pode investir um pouco mais, é recomendável avaliar a compra de uma vitrola vintage que tenha mecanismos como uma alavanca de lift, para subir e descer a agulha com delicadeza.

Algo que vai contribuir para a vida útil de seus discos e da agulha do aparelho.

Então, qual das duas escolher?

No fim das contas, a escolha entre a ObaRetrô e a ObaVintage é completamente pessoal. Entretanto, temos algumas informações e reflexões finais que podem ser de grande valia para que você se decida e “bata o martelo”.

Considere seu perfil e objetivos

Tenha em mente as características e os diferenciais que apresentamos e faça um paralelo entre tudo isso, aquilo o que você busca em uma vitrola e seu próprio perfil.

Como você pode ver, tanto a ObaRetrô quanto a ObaVintage são toca-discos completos e têm potencial para atender bem aos fãs do vinil e da música de um modo geral, independente do formato.

Por ser um aparelho com foco maior nos discos de vinil, a ObaRetrô pode ser mais apropriada para pessoas da terceira idade ou para aquelas que cresceram ouvindo os bolachões e são mais saudosas dos tempos em que as vitrolas reinavam.

Por sua vez, por ser mais versátil, a ObaVintage pode ser mais adequada àqueles que estão adorando a volta do vinil, mas querem a alternativa mais completa em suas casas.

Nada disso, porém, é regra, ok? Um jovem que nasceu na era digital, mas se apaixonou pelo disco de vinil pode muito bem ser feliz com a ObaRetrô e por aí vai.

Considere o custo-benefício

Quando o assunto é uma nova compra de aparelhos eletrônicos, há quem entenda que a qualidade é proporcional ao preço. Em partes, isso faz sentido, mas não define tudo.

Para que uma vitrola resistente, com boa qualidade de som e durável seja colocada no mercado, ela precisa ser feita com bons materiais e não a dúvidas de que estes custam mais do que os materiais ruins.

Então, parte da qualidade está mesmo atrelada ao preço de venda.

Quanto a isso, o que você precisa saber ― e pode comprovar pela quantidade de funcionalidades e características técnicas que a ObaRetrô e a ObaVintage têm em comum ― é que ambas as opções têm qualidade.

Assim sendo, considere seu orçamento, mas não se limite a isso. Com responsabilidade e bom senso, avalie as condições de pagamento e quais funcionalidades realmente lhe atraem.

Isso vai ajudar você a decidir pela vitrola certa para o seu bolso e para suas expectativas.

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis para guiar sua escolha sobre qual aparelho de som com toca-discos comprar.

Acesse já o site da Obabox, consulte nossos preços e condições e receba em casa sua tão desejada vitrola!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *