Você curte o “chiadinho” do vinil, está super feliz que essa moda voltou, mas ainda não tem onde ouvir seus discos favoritos? Que tal escolher uma vitrola retrô?

Nos últimos anos, as vendas de discos de vinil aumentaram ao ponto de poderem superar as vendas de CDs nos Estados Unidos. Por aqui, os saudosistas acompanharam e seguem acompanhando este movimento.

Acontece que ninguém compra vinis só para tê-los guardados em casa, ou compra? Assim, talvez você precise de uma ajudinha para escolher uma vitrola com visual retrô e qualidade.

Confira nossas dicas!

O que é uma vitrola retrô

Antes de apresentarmos os melhores modelos do mercado, achamos conveniente explicar o que é uma vitrola retrô. Isso porque pode parecer que estamos falando sobre qualquer aparelho que toca discos de vinil e que o termo “retrô” é uma mera alusão a outros tempos, o que não é verdade.

De fato, vitrolas surgiram décadas atrás e o termo retrô poderia mesmo estar relacionado a isso.

Caso você se interesse, aproveitamos para recomendar a leitura de nosso post especial sobre a história dos aparelhos que marcaram época.

Por aqui, o que queremos esclarecer é que falamos retrô para fazer referência à aparelhos de som com toca-discos que tenham uma aparência mais antiga, ainda que sejam novos.

Em resumo, uma vitrola retrô é um aparelho moderno, que conta com tecnologias modernas, mas que imita a aparência de aparelhos antigos em prol da beleza e da nostalgia. Uma ideia que também se traduz pelo termo vitrola vintage.

Os melhores modelos de vitrola retrô

Agora que você já sabe do que estamos falando, vamos às recomendações de vitrola retrô que separamos para este post:

Raveo Arena

A Raveo Arena é uma vitrola retrô que vem com “pernas”, ou seja, você não precisa separar um móvel em casa para ter onde colocar o aparelho.

Tem um visual característico em tons de vermelho alaranjado e creme, podendo ser um dos pontos de destaque para o ambiente de sua casa. Por outro lado, essas mesmas características podem não ser tão atraentes caso você prefira algo mais discreto.

Para além da aparência, a Arena é uma vitrola com três diferentes rotações: 33 1/3, 45 e 78 RPM e isso significa que é capaz de tocar até os vinis mais antigos; aqueles que pararam de ser produzidos em meados da década de 1960.

Além disso, a Arena Raveo é mais do que uma vitrola porque possui outras funcionalidades. Com ela, você pode ouvir rádio, músicas que estejam em um pendrive ou até usar o bluetooth.

Preço médio: R$ 559,00.

Raveo Ópera

Diferente do modelo anterior, a Raveo Ópera não é uma vitrola retrô que vem com pernas, sendo necessário que você tenha um móvel em casa para acomodá-la.

Isso, porém, não é algo que precisa ser entendido como uma desvantagem. Como pontos de destaque, a Ópera aposta em um visual mais clássico e neutro em madeira, o que pode torná-la mais adequada para quem acha que os tons da Raveo Arena não combinam com a decoração de casa.

Mais do que um visual diferente, a Raveo Ópera se difere da “irmã” por ser um dos modelos de toca-discos completos do mercado. Além do vinil, essa vitrola retrô é equipada com rádio FM, tocador de fitas K7 e de CDs, bluetooth e entrada USB para pendrives.

Se o seu foco é mesmo o vinil, porém, é importante saber que este modelo toca apenas duas rotações: 33 1/3 e 45 RPM ― algo que pode ser um entrave caso você colecione vinis mais antigos.

Preço médio: R$ 1.288,80

ObaRetrô

Por último, apresentamos você a ObaRetrô, um produto original Obabox e que também pode ser apresentada como Oba Retrô ― um esclarecimento apenas para que você saiba que não há diferenças no aparelho em razão de qualquer mudança na grafia.

A ObaRetrô também aposta em um visual clássico, sendo feita de madeira, tendo a aparência de um rádio antigo, mas sendo capaz de fazer muito mais do que isso. Ainda sobre o design, convém dizer que essa vitrola retrô não tem pernas, mas pode encaixar muito bem em sua decoração.

Além disso, a ObaRetrô também é um aparelho toca-discos bastante completo, contando com rádio FM, entrada USB para pendrives e músicas em MP3, CD player e bluetooth.

Se, por um lado, a vitrola retrô da Obabox não toca fitas K7, por outro permite que você converta as músicas de seus discos de vinil ou CDs para um pendrive. Isso pode ser bastante útil caso você queria levar por aí versões que não são encontradas facilmente, com qualidade, na internet ou nos serviços de streaming.

Ainda, é importante destacar que, como a Arena, a ObaRetrô tem foco no vinil e conta com as três rotações: 33 1/3, 45 e 78 RPM. Você pode saber um pouco mais sobre a importância dessa característica para os mais aficcionados em nosso post sobre a história dos discos de vinil.

Preço médio: R$ 1.399,90.

Outras vitrolas

Nem toda vitrola tem o visual retrô. Assim, se você estiver considerando um aparelho de som com toca-discos que tenha um visual mais moderno, saiba que existem opções desse tipo.

Você pode saber um pouco mais a respeito em nosso post sobre os melhores modelos de vitrola e toca-discos do mercado.

Como escolher a sua vitrola retrô

Como explicamos, uma vitrola retrô é chamada assim em função de seu visual. Com isso, um fator importante para a sua escolha é design, sendo interessante escolher um aparelho que você considere bonito e que se encaixe bem à decoração do ambiente em que você deseja colocá-lo.

A aparência não é tudo, porém. As características técnicas também devem ser levadas em consideração para que você não acabe com um aparelho de som com toca discos que acha lindo, mas que não atende tão bem às suas necessidades.

Ainda, é interessante que você busque informações a respeito do tempo de garantia e da venda de acessórios que podem ser úteis para a conservação de seu aparelho.

Com o tempo, é natural que a agulha das vitrolas se desgaste e, para evitar que isso se torne um problema, é importante conferir se a empresa fabricante ou revendedora oferece agulhas extras compatíveis com o aparelho.

Por fim, mas não menos importante, você precisa considerar o seu orçamento. Nossa seleção possui vitrolas retrôs de faixas de preço diferentes. Se você pesquisar, pode encontrar modelos mais baratos, mas que talvez não entrem para uma lista com as melhores opções do mercado.

Avalie o custo, as formas de pagamento e, claro, o benefício associado para que seu investimento valha a pena. Assim, você consegue tomar uma decisão mais segura, evitando qualquer tipo de arrependimento.

Gostou do post? Se você não vê a hora de ter sua vitrola retrô, aproveite que está por aqui e conheça mais sobre a ObaRetrô, a vitrola da Obabox!