Para muitas pessoas, o streaming tomou o lugar das rádios e isso tem suas vantagens e seus desafios. Você acha difícil escolher o que ouvir? Então, precisa conhecer as melhores playlists do Spotify.

Talvez você não tenha vivido isso, mas talvez se lembre de um tempo em que a gente sabia exatamente o setlist da nossa emissora de rádio favorita. A gente se acostumava e ouvia feliz, dia após dia, até enjoar.

De certa forma, isso pode funcionar hoje se você encontrar as playlists certas. Inclusive porque, quando cansar de uma, pode trocar para outra e curtir músicas novas.

Bora continuar essa conversa?

A (provável) origem das playlists

O Spotify é um serviço inovador, mas não inventou a roda, ou seja, não criou algo completamente novo ― e não há mal nenhum nisso! Assim, playlists já existiam e isso não deve ser novidade para ninguém.

Ao que se sabe, o termo playlist ou “lista de reprodução” surgiu mesmo no contexto das rádios. Essa lista apresentava todas as músicas que determinada estação tinha para usar, ou seja, seu catálogo de opções para compartilhar com os ouvintes.

Em algum momento, o termo também começou a ser usado em referência a uma sequência ordenada de músicas a serem reproduzidas em determinado momento.

Inclusive, se voltarmos naquele cenário que descrevemos na introdução, podemos dizer que o que chamamos de setlist nada mais era do que uma playlist.

Certamente, essas playlists eram pensadas para agradar, afinal, uma rádio vive de audiência (e anúncios). Era por isso que nós sabíamos exatamente que horas começava nossa seleção favorita, podendo até decorar a sequência das canções.

As playlists e o serviço de streaming

Como você já sabe, o streaming surgiu em uma época em que a música digital já estava presente. Muitas pessoas já haviam se acostumado a comprar álbuns para programas como o iTunes ou a baixar arquivos MP3.

Sendo assim, as pessoas tinham acesso à álbuns, mas também tinham condições de montar suas próprias playlists criando suas listas de reprodução livremente.

Arriscamos dizer que as ideias mais comuns fossem reunir as músicas favoritas do momento em uma mesma play ou criar listas com as favoritas de cada artista, por exemplo.

As pessoas mais criativas podem ter sido pioneiras na ideia de criar playlists específicas por gênero ou, ainda mais interessante, por intenção: músicas para trabalhar, músicas para estudar, para correr e por aí vai…

É claro que tudo isso se tornou mais fácil com a chegada do streaming. O vasto acervo do Spotify é ideal para deixar a criatividade solta e ir criando playlists para toda e qualquer ocasião. O mesmo vale para serviços afins.

As melhores playlists do Spotify

Aproveitar o streaming para criar as próprias listas de reprodução pode ser super divertido. Inclusive, já até fizemos um post com dicas para montar uma playlist com a sua cara (esperamos que você se divirta no processo).

A questão é que montar uma boa playlist pode ser trabalhoso, mesmo quando a gente pode contar com as sugestões que o próprio Spotify dá com base em nossas escolhas prévias.

Não é sem motivo que existem playlists do Spotify prontinhas, só esperando você apertar o “play” e curtir. Em muitas das vezes, o serviço conta com inteligência artificial para colher dados e montar listas que têm melhores chances de agradar.

Em outras, a plataforma convida algum famoso, que pode ou não ser do meio da música, para montar uma seleção premium. Em outras palavras, criar sua playlist do Spotify.

Todas as “plays” oficiais, aquelas que têm a assinatura do serviço de streaming podem ser encontradas pelo perfil do Spotify no Spotify ou pelo mecanismo de busca. Você vai identificá-las pelo selo do serviço que ilustra a lista.

E quais são as melhores, hein, Obabox?

De verdade, ‘verdadinha’, nós não sabemos quais são as melhores playlists do Spotify, até porque isso é muito subjetivo, não é mesmo?

Nós poderíamos dizer que a melhor de todas é uma play que reúne as músicas do Raça Negra e você insistir que qualquer seleção com músicas dos Beatles é muito superior.

Apesar disso, fizemos algumas buscas para tentar descobrir as mais ouvidas e queridas. Confira:

Esquenta Sertanejo ― essa é uma playlist do Spotify que existe desde 2014 e está entre as que mais fazem sucesso. Inclusive, em 2020, foi a mais ouvida aqui no Brasil;

Top Brasil ― reunindo aquelas que são consideradas as músicas mais “tops” do país, essa é outra play com bastante ouvintes.

  • Além do sertanejo, que já sabemos ser uma preferência da maioria, há canções de funk e de alguns segmentos do pop nacional;

Top 50 Global ― atualizada diariamente, essa playlist do Spotify reúne as músicas mais ouvidas pelos usuários do mundo inteiro.

  • É uma boa pedida para você que curte o pop internacional e quer ficar por dentro dos hits do momento.
  • Uma curiosidade? Essa é uma play criada pelo spotifycharts e isso significa que o serviço indica quais canções subiram ou desceram no ranking.

Hits da Internet ― e por falar em hits, o Spotify sabe que eles fazem sucesso. Por essa razão, tem uma playlist específica com as músicas mais novas que, aparentemente, “todo mundo” já conhece;

Rock Forever ― com música para todos os gostos, é claro que existe uma playlist do Spotify para quem se recusa a aceitar que o rock já morreu;

Home office ― lembra da ideia de criar playlists com intenções? Isso é algo que o Spotify faz muito bem e essa seleção do home office entra em nossa lista para ilustrar a possibilidade de pesquisar uma atividade e encontrar uma play.

Como dissemos antes, talvez essas não sejam as melhores playlists do Spotify em sua opinião, mas podem servir como sugestão ou como indicativo da variedade de opções que o serviço tem.

Dica! Ao aprender o que você gosta de ouvir, o próprio Spotify vai te indicar artistas, álbuns e playlists capazes de te agradar.

Gostou? Saiba como o Spotify usa inteligência artificial para montar playlists e, antes de ir, conta pra gente qual é a sua play favorita!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *