Você já pensou em usar madeira na decoração? A madeira é um material versátil que pode tanto ajudar a criar um ambiente mais sofisticado como ser aplicada de forma a criar um visual mais despojado.

Neste post, você vai aprender um pouco mais sobre os tipos de madeira encontrados no mercado e conhecer 6 ideias que podem servir de inspiração para decorar sua sala, quarto, escritório ou outros espaços. Vamos lá?

Qual madeira é usada na decoração?

A verdade é que não existe um único tipo de madeira a ser usada na decoração de sua casa. Antes de pensar no material em propriamente, pode ser mais interessante avaliar que tipo de peça ou qual será o uso da madeira.

Mais do que pensar na beleza, é importante ter em mente a sua durabilidade e adequação ao projeto e ao ambiente em questão.

Por muitos anos, as madeiras naturais eram consideradas as opções mais chiques e se tornaram sonho de consumo de muita gente. Entretanto, visando balancear o custo e proteger o meio ambiente, tanto a madeira de demolição como a industrial surgiram como opções igualmente interessantes.

Ainda não sabe qual a diferença entre uma madeira natural, uma madeira de demolição e uma madeira industrial? Siga em frente com a leitura e tire essa dúvida!

Os diferentes tipos de madeira

Você certamente já notou. Existem madeiras mais escuras, outras mais claras. Existem aquelas que são mais lisas e outras que têm variações de cor. Há também aquelas que chegam a nós quase como são encontradas na natureza e outras que são criadas industrialmente.

Confira só!

Madeiras naturais

Como você pode imaginar, madeiras naturais são aquelas usadas em seu estado natural e, por essa razão, costumam ser reconhecidas pelo nome das suas árvores de origem. O carvalho, que tem tom avermelhado escuro e destaca-se por sua resistência e versatilidade, é um dos exemplos mais conhecidos.

Outras opções naturais de destaque para usar madeira na decoração são a cerejeira e a imbuia. A cerejeira tem um tom amarelado claro e, além de durável, é mais macia. Essa última característica a torna ideal para a construção de móveis decorativos.

Por sua vez, a imbuia tem tonalidades mais escuras e costuma ser indicada para a construção de painéis e para compor vigas e divisórias que podem dar um toque único ao ambiente.

Madeiras de demolição

Nós sabemos, madeira de demolição é um termo que pode soar estranho e passar a ideia de que trata-se de algo a ser descartado e não usado na decoração de sua casa. Mas não é bem assim!

A madeira de demolição nada mais é do que a madeira natural reaproveitada. Por vezes, móveis e outras peças são descartados por terem um design ultrapassado ou algum defeito. Em situações assim, é comum haver partes em boa qualidade que podem ganhar vida nova.

Para o uso, a madeira passa por tratamento e ganha um visual mais rústico que pode dar muita personalidade aos ambientes. Em geral, costumam ser mais baratas do que as madeiras naturais e ainda representam uma escolha sustentável ― ou seja, boa para o meio ambiente.

Como exemplo, a cor clara do pinho o coloca como uma ótima opção de uso de madeira na decoração. Em geral, é uma madeira de demolição adotada em projetos que têm um visual mais “limpo” ou clean, sendo um uso comum a composição de móveis.

Madeiras industriais

É bem provável que você já conheça as madeiras industriais pelo nome de seus exemplares mais famosos, como o MDF e o compensado. Como o termo indica, esse tipo de madeira não é encontrada em seu estado natural. Na verdade, trata-se de um material derivado da madeira e produzido industrialmente.

Seu custo de produção é consideravelmente mais baixo, o que faz das madeiras industriais opções mais econômicas para os compradores. É a qualidade do produto que vai garantir a sua resistência e durabilidade, mas é certo que a madeira natural tende a ser mais forte do que aquela produzida industrialmente.

Voltando aos exemplares, o MDF é um painel produzido pela união de fibras de madeira e resina sintética. É um material que recebe bem o verniz, o laminado e a laca, elementos que permitem a criação de uma aparência específica seguindo o projeto decorativo proposto para o ambiente.

Já o compensado é comumente mais utilizado para a construção de portas e para compor a estrutura de móveis e prateleiras.

Como usar madeira na decoração

Agora que você já conhece os principais tipos de madeira, é hora de falarmos sobre as diferentes formas que esses materiais podem ser usados na decoração de sua casa, escritório ou outro ambiente que deseje.

1. Painel de madeira

Está pensando em usar madeira na decoração para criar um ambiente aconchegante, que pode tanto combinar com um estilo mais antigo quanto com um mais moderno? Aposte no uso de painéis de madeira!

Painéis de madeira são como placas a serem aplicadas na parede. É possível destacar apenas uma área, por exemplo, indo do teto ao chão no espaço atrás da televisão. Ou aplicar em uma ou mais paredes inteiras do ambiente ― nestes casos, a dica é balancear os demais elementos e iluminação para não deixar o visual muito carregado.

Para fazer os painéis, é mais comum optar por madeiras de demolição ou industriais. A leveza dos materiais, assim como suas variações de cores e texturas podem fazer toda a diferença para deixar o espaço com a sua cara!

2. Madeira com ferro

Se você sempre sonhou com aquela mesa de jantar feita de madeira maciça, ainda pode tê-la. Entretanto, queremos apresentar a você uma ideia mais ousada de uso de madeira na decoração: a mistura com o ferro ou com o metal.

Uma peça grande de madeira natural pode custar caro. Pensando nisso, que tal ter uma mesa cuja estrutura é feita de metal e somente o tampo leva madeira? Uma boa mistura é a que leva pernas pintadas de cinza metálico ou preto e cerejeira.

Ainda, se você gostou da ideia, mas não faz questão de usar madeira natural, vai gostar de saber que a aparência rústica das madeiras de demolição podem tornar essa peça ainda mais vistosa.

Ah, aqui usamos uma mesa de jantar como exemplo, mas a combinação se aplica bem a cadeiras, mesinhas de centro, bancadas e até estantes!

3. Vigas aparentes

Nos últimos anos, construções com o pé direito alto ― aquele teto que fica significativamente mais elevado que o comum ― ganharam o boa parte do público que se interessa por decoração.

Acompanhando esta ideia, destacou-se também a de deixar vigas aparentes como forma de conferir personalidade ao ambiente. Essas vigas, em geral, fazem parte da estrutura do teto e, muitas vezes, acabam sendo cobertas na busca por um visual mais moderno.

Para quem quer dar destaque ao uso da madeira na decoração, porém, deixar as vigas à mostra é uma alternativa interessante. E se modificar o teto não é uma opção para você, considere revestir pilastras ou outras estruturas salientes com madeira para aproveitar todo o charme deste material.

4. Mosaico de madeira

Quando o assunto é madeira na decoração, é sempre possível fugir do “mais do mesmo” e buscar algo diferenciado. Para tanto, você pode substituir os painéis lisos que sugerimos anteriormente por um mosaico de madeira.

Mosaicos de madeira podem ter aparências diversas. A ideia principal é buscar uma composição diferenciada, por vezes com o uso de figuras geométricas e de relevo.

Além de ser aplicado a paredes, os mosaicos de madeira podem ser usados em portas de armários ou até mesmo em portas de entrada que sejam maiores e mais vistosas.

5. Mescla de tons

Outra forma de brincar com a madeira na decoração é mesclar os tons. É comum que, ao comprar um móvel novo, busquemos nos aproximar ao máximo das cores e características das madeiras que já são usadas no ambiente e tudo bem!

Para quem quer ousar, porém, mesclar os tons de forma harmoniosa pode ser divertido e criar um efeito visual bem bonito. Chegar a um resultado interessante, sobretudo nesse caso, é algo que pode demandar um olhar mais artístico para não errar na escolha. Por isso, se achar necessário, consulte um designer de interiores ou um decorador!

6. Bancos decorativos

Agora, se você busca formas mais simples e práticas de usar a madeira na decoração, considere itens menores como bancos decorativos.

Existem bancos que mesclam madeira e metal ― uma combinação que já apontamos anteriormente ― com recortes geométricos. Outros que apostam na pintura da madeira com cores chamativas para criar peças de destaque no ambiente.

Cadeiras, mesinhas de centro ou de cabeceira também podem seguir esse mesmo conceito para o uso de madeira na decoração. Quanto a isso, basta escolher a peça que mais fizer seus olhos brilharem e encontrar um cantinho especial para ela!

Gostou do post? Aproveite para ler também sobre Formas de dar vida nova aos móveis de madeira!

Share: