Que os jogos virtuais podem ser uma excelente forma de diversão para as pessoas de qualquer idade, isso muita gente já sabe, mas…

Você sabia que esses mesmos jogos podem oferecer benefícios para quem entrou na melhor idade?

Bom, se você não sabia, agora você poderá saber que benefícios são esses e como os jogos digitais podem fazer toda a diferença para a terceira idade. 

No texto de hoje, vamos falar sobre os jogos virtuais para a terceira idade e como eles têm a capacidade de transformar a vida dessas pessoas. 

Esperamos que goste da leitura!

Jogos online: indo além da diversão

Imaginar que os videogames fariam parte do dia a dia da vida de idosos era um tipo de pensamento distante para boa parte das pessoas. Até porque esse tipo de diversão voltou-se em sua maioria para entreter jovens adultos, crianças e adolescentes. 

Porém, com o avanço da tecnologia e das técnicas para trazer bem estar para as pessoas da terceira idade se constatou a necessidade de trazer prazer e felicidade para práticas rotineiras de saúde. 

Os jogos digitais tem se mostrado uma ótima forma de estimular o aprendizado, além da reabilitação de pessoas com mais idade. A realidade virtual estimula que o cérebro se engaje em fazer mais tarefas, além de raciocinar de forma mais fluida

Entendendo esse avanço, empresas como a Rendever tem acreditado que a qualidade de vida pode ser ainda melhor com a inserção dos jogos na vida de idosos. 

Sem contar que com a inserção dos games para idosos, também há estímulo para o tratamento da depressão, comum às pessoas mais velhas. 

O ambiente virtual traz ainda a comodidade de que pode ser utilizado dentro da própria casa da pessoa. Então, há uma reconexão com o mundo, mas sem precisar sair de casa. 

Os benefícios dos jogos virtuais

Então, para ficar bem entendido que tipos de benefícios trazem não apenas para as pessoas da terceira idade, mas para qualquer pessoa, listamos abaixo o que você precisa saber. 

  1. Melhora a memória: Os jogos trazem desafios de estratégia para o cérebro. Por isso, a memória é estimulada para que a pessoa lembre do que precise fazer. Além disso, traz mais foco para fazer funções tanto em ambiente virtual, quanto na própria rotina. 
  2. Ajuda a saúde mental: Os jogos virtuais trazem emoções a flor da pele e mais vontade de participação. Isso faz com que a pessoa consiga lidar melhor com situações de depressão e isolamento. Sem contar que jogos virtuais podem ajudar na inserção de que jogadores de várias partes do mundo se conheçam, podendo criar vínculos de amizade. 
  3. Ajudam a diminuir avanços de doenças como o Mal de Alzheimer: O Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro que faz com que a pessoa não consiga recuperar suas memórias de curto a longo prazo. Com a inserção dos jogos e o treinamento constante da memória, é possível diminuir o avanço progressivo da doença para uma vida mais saudável do paciente. 
  4. Traz sensação de bem estar e prazer: Jogos são divertidos. Além de contar história, trazem diversos desafios que podem fazer qualquer pessoa rir e até se emocionar. É como fazer parte de um livro que está acontecendo em tempo real. 
  5. Ajuda no aprendizado: Os jogos são altamente indicados para o aprendizado, pois trazem ao cérebro o senso de curiosidade. Com isso, a pessoa é estimulada a querer saber mais e a se dedicar a aprender com vontade e dedicação. 
  6. Melhora a autoestima: É comum notar que as pessoas se sentem melhores quando conseguem passar por um desafio. Com os jogos virtuais isso não seria diferente. A autoestima melhora quando as pessoas sabem que fizeram algo de certo e os jogos proporcionam essa experiência. 

Como começar?

Para começar basta querer. A internet oferece muitas opções de jogos que podem fazer o gosto de quem se interessa pelo tema. Uma pesquisa rápida pelo Google traz uma infinidade de opções, tanto para celular, computador ou videogame. 

Para quem está começando agora e seja da melhor idade,o jogo denominado Sea Hero Quest pode ser uma boa opção. O objetivo central do jogo é navegar pelo mar derrotando monstros que estão dentro de um labirinto. Para isso, os jogadores vão precisar utilizar a memória para saberem se localizar e entenderem a missão. 

Existem alguns jogos que também ajudam na prática de exercícios físicos, como é o caso do Ebb and Flow, que precisa de movimentos e reações físicas para serem jogados. Além disso, jogos de realidade virtual, como o Nintendo Wii, também são excelentes pedidas para a terceira idade. 

Nesse texto você viu que:

  • Jogos virtuais são excelentes opções para quem deseja aprender de forma leve e descontraída;
  • Os jogos também são opções viáveis para ajudar na reabilitação de pessoas da terceira idade;
  • Os jogos promover bem estar e sensação de prazer;
  • Também ajudam no tratamento de doenças como a depressão, além do isolamento social. 
  • Os jogos auxiliam na autoestima das pessoas;
  • São ideais para pessoas da terceira idade para trazer qualidade de vida;
  • Auxiliam na diminuição progressiva dos avanços do Mal de Alzheimer;
  • Jogos de realidade virtuais podem ajudar na prática de exercícios e movimentos corporais;
  • Além disso, jogos também são excelentes formas de terapia para melhora da capacidade mental e emocional de cada pessoa, independentemente da idade. 

Mais sobre diversão e a melhor idade

Para você manter a sua mente sempre ativa não é um desafio tão grande. Ainda que a idade chegue, o pensamento de que a mente não vai funcionar da mesma forma como antigamente já é coisa do passado. 

Você e qualquer pessoa podem treinar a inteligência emocional. Como? Bom, saiba lendo o texto que preparamos para você para que seus pensamentos e emoções estejam no lugar certo em qualquer época da vida. 

Encontre tudo o que você precisa saber sobre assunto no nosso post: Empodere-se! Como ter inteligência emocional na terceira idade.

Esperamos que goste da leitura!

Gostou do conteúdo? Não deixe de compartilhar esse texto com quem curte um bom videogame e precisa saber como jogar faz bem também para as pessoas da terceira idade.