Você sabe o que são jardins suspensos? Se você adora plantas e área verde, mas não tem muito espaço onde mora, precisa conhecer essa forma de decoração que vai deixar seu cantinho mais bonito e aconchegante.

Para quem não tem espaço para ter um jardim convencional, uma versão suspensa ou um jardim vertical podem dar conta do recado. Continue a leitura do post e saiba mais sobre o assunto!

O que é um jardim suspenso

Para muita gente, o termo “jardim suspenso” é auto explicativo, mas para evitar qualquer dúvida, estamos falando de um tipo de jardim que não fica no chão. Sendo assim, você não precisa ter um grande quintal ou muita área livre disponível para montar o seu.

Em essência, um jardim suspenso é aquele que fica em uma estrutura adequada, como um vasinhos, pendurada no teto. Entretanto, um jardim vertical, que em geral é uma estrutura que pode ser apoiada em uma parede ou sustentada de outra forma sem que haja necessidade de prender nada ao teto.

Caso você nunca tenha visto algo do tipo, a princípio a ideia de jardins suspensos ou verticais pode parecer complicada. A verdade, porém, é que é você mesmo quem vai definir como montar o seu, podendo deixá-lo tão simples quanto gostaria que fosse.

A flexibilidade no que diz respeito ao espaço e à montagem do jardim suspenso, assim como do vertical, estão entre as razões que fazem com que essa decoração seja um sucesso.

Como fazer seu jardim suspenso (ou vertical)

Para entender como fazer um jardim suspenso ou vertical, antes de qualquer coisa, você precisa saber que pode optar tanto por usar plantas naturais quanto por usar plantas artificiais.

Para quem deseja trazer um pouco de natureza para dentro de casa, as plantas verdadeiras são a melhor opção. Entretanto, se você tem mais interesse no visual desse tipo de decoração e quer algo que seja mais prático no dia a dia, considere criar um jardim vertical artificial.

É importante pensar nisso desde o início porque um jardim com plantas naturais precisa ser montado em um lugar que receba boa iluminação e ainda, ter uma estrutura mais resistente para suportar o peso da terra. Preocupações que não são tão necessárias caso você opte por plantas artificiais.

DIY e jardins suspensos

Com isso dito, para fazer seu jardim vertical ou um jardim suspenso, você precisa conhecer as opções de suporte para as plantas que têm à sua disposição. Com a popularização do movimento faça você mesmo ou Do It Yourself (DIY), muita gente usa latas, garrafas pet ou pallets com este objetivo.

Latas e garrafas pet podem receber furos, cordas ou arames para que sejam penduradas do teto ou para que sejam amarradas em estruturas como grades ou os próprios pallets.

Sozinhos, os pallets também podem ser usados para formar uma espécie de parede com vasos ― uma estrutura vertical ― onde é possível plantar um jardim ou posicionar plantas artificiais.

Para fazer sua escolha, considere se você deseja fazer sua própria estrutura ou comprá-la pronta. A partir disso, avalie o nível de dificuldade ou o custo de cada projeto e opte por aquele que melhor se encaixar à sua realidade.

Caso decida colocar a mão na massa, saiba que é fácil encontrar vídeos e conteúdos com tutoriais passo a passo para orientar seu projeto. É o caso, por exemplo, deste post que ensina a fazer um jardim vertical de garrafas pet, publicado pelo Autossustentável.

Tenha em mente também o visual que você busca para o seu jardim suspenso. Fazendo uma busca na internet, você consegue descobrir ainda outros materiais que podem ser utilizados como suporte para encontrar o que combina melhor com o ambiente.

Dicas importantes para um jardim natural

Há algumas dicas que você precisa conhecer para fazer um jardim suspenso ou vertical com plantas de verdade. Tratam-se de informações válidas mesmo que você compre a estrutura pronta, veja só:

Uso de telas

Caso você faça um jardim vertical, aconselha-se a colocação de uma tela metálica ou de alumínio ao fundo, na parte que vai de encontro à parede.

É importante que a tela tenha afastadores para permitir a circulação de ar entre as plantas e evitar o acúmulo de umidade na parede de apoio;

Faça pequeno furo nos vasos

Os vasos para jardim vertical precisam ter um pequeno furo na parte de baixo. Sua função é permitir o escoamento de ar para que excessos não absorvidos pela planta sejam eliminados, evitando o apodrecimento das raízes.

Assim, caso você opte por usar outros materiais como latas e garrafas, lembre-se de fazer um pequeno furo para facilitar a saída de água;

Prepare o vaso corretamente

Antes de plantar ou transportar mudas para os vasos, é importante prepará-los de maneira correta. Aconselha-se usar uma manta geotestíca ao fundo ― o material é encontrado em casas de jardinagem ― e preenchê-la com pedras de argila expandida ou cacos de cerâmica.

Essa etapa tem por objetivo otimizar a drenagem dos vasos para evitar que o escoamento seja muito intenso e acabe retirando muitos nutrientes da terra;

Retoques finais

Em seguida, coloque uma camada de terra de jardinagem, transfira a muda para o vaso e firme-a no local com um pouco mais de terra, apertando levemente com os dedos. Certifique-se de prender bem os vasos para evitar quedas e acidentes.

Dicas válidas para um jardim artificial

Existem plantas artificiais que se parecem bastante com suas versões originais e promovem um lindo efeito decorativo. Quanto a isso, é importante saber que não é porque não são plantas verdadeiras que não é preciso tomar alguns cuidados.

Para manter seu jardim vertical artificial bonito, é interessante evitar colocá-lo em locais com forte incidência de luz solar ou que esteja sujeito à chuvas.

Dessa forma, a cor e o aspecto das folhas e flores tendem a se manter por mais tempo sem manchas ou sinais de desbotamento.

Ainda, é bom lembrar que plantas artificiais também acumulam poeira. Para se livrar dessa sujeira e evitar um aspecto feio e até mesmo doenças respiratórias, é possível recorrer a:

  • espanador de pó,
  • aspirador de pó portátil ― como o Obaclean;
  • secador de cabelo em temperatura fria;
  • pano de microfibra seco.

Quais plantas escolher para seu jardim suspenso

Se você decidiu ter um jardim suspenso, o legal é que as plantas cresçam para baixo de modo a se fazerem visíveis.

Caso você tenha optado por um jardim vertical, esse “caimento” das plantas também é bem-vindo porque ajuda a esconder a estrutura utilizada e pode dar a ilusão de uma parede verde!

Com isso, algumas sugestões de plantas que você pode usar são:

  • samambaia;
  • columéia;
  • véu-de-noiva;
  • peperômia;
  • jibóia;
  • colar-de-pérolas;
  • flor-batom e outras.

Para fazer boas escolhas, convém pesquisar sobre as plantas que você considera visualmente mais atraentes e adequadas para o visual desejado para seu jardim suspenso ou vertical.

Ainda, vale a pena dedicar um tempo da pesquisa, seja online ou em conversa nas floriculturas, para se informar sobre os cuidados que cada tipo de planta necessita.

Ter muita variedade de espécies pode causar um belo efeito visual, mas pode ser mais trabalhoso para a manutenção de seu jardim. Por isso, analise beleza e praticidade antes de tomar sua decisão.

Gostou do post e decidiu fazer seu próprio jardim? Conheça a Obaserra, uma ferramenta que vai facilitar seu trabalho!