É muito provável que você já tenha ouvido alguém falar sobre o termo inteligência emocional na vida. Mas você já se perguntou sobre o que é e se você tem as habilidades da inteligência emocional?

Para chegar até essas perguntas é necessário entender a importância desse tipo de inteligência. E para isso que a ObaBox traz o texto de hoje: para te ajudar a saber o que fazer para desenvolvê-la e prosperar na sua vida. 

Esperamos que o texto te ajude a ampliar seus horizontes. Boa leitura!

O que é inteligência emocional?

Foi nos anos 90 que o termo inteligência emocional se popularizou e se espalhou pelo mundo. Por meio do Daniel Goleman, grande estudioso sobre o assunto, esse tipo de inteligência é o que faz com que 80% das aptidões sejam direcionadas para ações de sucesso. 

Em outras palavras, inteligência emocional é a sua capacidade de administrar as suas emoções.

Você já deve ter presenciado casos de pessoas que não conseguem separar a vida prática da vida pessoal. Se você consegue entender de maneira simples a razão de seus fracassos, mas sem levar esse quadro para um padrão de sofrimento e estagnação, isso é sinal de que você já tem dentro de si a chamada inteligência emocional. 

Porém, conseguir chegar até esse estágio não é fácil. É necessário treino e entendimento das próprias emoções.

Alguns profissionais de neurolinguística, que são responsáveis por decodificar o que é inteligência emocional, atribuem que o primeiro passo a ser dado é entender o que é emoção e o que é sentimento. 

As emoções são as produtoras de sentimentos.

Por exemplo, o medo é uma emoção que dá origem a sentimentos como insegurança. As emoções são primárias e comuns a todos os seres humanos, além do medo, temos a alegria, a tristeza, o nojo e a raiva. 

Quando você entende o que é emoção e sentimento é mais simples

Algumas pessoas chegam a acreditar que a inteligência emocional é simplesmente não sentir. Porém é justamente ao contrário.

É você sentir e reconhecer como cada emoção pode gerar um sentimento dentro de você que vai influenciar o seu comportamento. E quando seu comportamento é influenciado, as suas ações mudam, logo os seus resultados também. 

Um erro bastante comum para as pessoas é tentar mudar o comportamento ou o pensamento para atingir resultados diferentes. Algumas até conseguem por algum tempo, mas logo em seguida parece que não conseguem mais. E por que isso acontece?

Bom, para entendermos é necessário considerar um exemplo.

Uma pessoa que começa uma dieta e quer emagrecer. Ela se matricula na academia, compra todas as comidas saudáveis, vai até a nutricionista, mas depois de uma semana, ela sente a tentação de comer algo fora do programado. Ela fura a dieta. Por que isso acontece?

Simplesmente porque não houve uma mudança na emoção. Ela é consciente que precisa emagrecer, o que deve fazer, mas as suas emoções não estão fortalecidas o bastante para começar esse processo. E isso é normal. Por isso a importância de desenvolver inteligência emocional na vida. 

Como desenvolver inteligência emocional?

Desenvolver inteligência emocional não é um processo que começa do dia para a noite. Leva tempo e para isso é necessário ter paciência. Abaixo você pode conferir algumas dicas que podem te ajudar a iniciar o processo. Confira:

  1. Aceite e entenda o que você sente: Brigar consigo mesmo(a) é o caminho mais longo para você conseguir construir a sua inteligência emocional. Aceite sentir tudo o que sente e busque entender qual a origem daquela emoção, mesmo que pareça negativo para você naquele momento. 
  2. Preste atenção em suas ações: As emoções e sentimentos muitas vezes são reflexos do que fazemos. Por exemplo, se você passa boa parte do seu tempo ouvindo músicas tristes, isso pode trazer a sensação de tristeza. A consequência será que você pode não estar bem durante o dia e para conseguir se motivar.
  3. Ressignifique o seu momento: As coisas podem até estar caindo na sua cabeça. Tudo parece estar dando errado, mas… Será que isso é apenas ruim ou tem um aprendizado para te passar? Tente encontrar o “lado bom” que esteja acontecendo e como isso veio para te passar uma mensagem
  4. Seja grato: Mesmo que as coisas pareçam ruins. O importante é entender que mesmo cenários ruins são oportunidades de aprender e de ressignificar. Lembre-se que nada vai mudar, porque você está reclamando de que tudo está ruim. É necessário ver com outros outros e acreditar que é apenas uma fase, assim como existem fases boas na vida. 
  5. Estude e peça ajuda: Estudar vai te permitir ter acesso a outras formas de pensar além da sua. E pedir ajuda vai ser o auxílio que você precisa para poder se desenvolver. Não há nada de mal ter alguém com você nesse processo. Terapeutas, psicólogos e psiquiatras estão aqui para te ajudar. 

Você viu nesse texto:

  • A inteligência emocional permite que você alcance seus objetivos e ressignifique a sua forma de pensar;
  • Para isso, é necessária uma mudança nos padrões das suas emoções para que isso gere pensamentos e comportamentos que vão te levar ao sucesso;
  • O que é inteligência emocional começou a ser debatido com frequência a partir dos anos 90 pelo autor Daniel Goleman;
  • Pedir ajuda também é uma forma de treinar a sua inteligência emocional. Você não precisa fazer tudo sozinho(a). Há sempre alguém que pode te ajudar nesse momento. 

E também tem inteligência emocional para a terceira idade

Se engana quem pensa que inteligência emocional é um assunto novo e apenas para pessoas mais jovens. Esse é um assunto que permeia qualquer idade e deve ser lembrado não apenas em momentos como estamos vivendo, mas em qualquer época. 

Então, para provar que esse assunto não tem limitações, a ObaBox traz mais uma sugestão de leitura para ampliar o seu conhecimento sobre o tema.

Não deixe de conferir Empodere-se! Como ter inteligência emocional na terceira idade.

Esperamos que goste da leitura! Depois diz para a gente o que achou!

Gostou do conteúdo? Esperamos que sim! Então, não deixe de compartilhar esse texto em suas redes sociais. Ajude outras pessoas a saberem como desenvolver inteligência emocional.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *