No Brasil, as pessoas leem, em média, apenas dois livros por ano. Você tem lido menos ou mais? Precisa de dicas para leitura se tornar um hábito em sua vida?

Nos últimos tempos, movimentos como clubes do livro e o crescimento do mercado digital têm ajudado a impulsionar a leitura no país.

Apesar disso, muita gente ainda encontra dificuldades para aumentar a própria lista de títulos já lidos. Super normal, tá?

Se você quer ler mais, mas não sabe como criar ou manter esse hábito, temos dicas valiosas. Confira!

Estabeleça metas

Falar de metas logo faz você pensar em trabalho? É, a palavra é muito usada no meio profissional, mas confie em nós: dá para estabelecer metas que não vão se tornar (mais) um estresse em sua vida.

Por isso, a primeira dica para leitura é: estabeleça metas realistas.

Você soube de alguém que leu mais de 100 livros no ano passado, mas você não chegou nem perto disso? Ora, então não adianta achar que 100 livros vai ser uma meta adequada.

Se você estabelecer uma meta que não condiz com sua capacidade de leitura e com seu tempo disponível, logo vai se frustrar, desanimar e parar de ler.

Por isso, mantenha os pés no chão e seja um pouco flexível. Uma boa meta pode conter as palavras “pelo menos”.

Ler pelo menos um livro por mês, pelo menos quinze livros no ano… e por aí vai. Estabelecer metas realistas é fundamental para que você as alcance e, então, estabeleça metas mais ousadas.

Considere também metas diárias de leitura

Ler todo dia pode ser uma das melhores formas de criar ou manter o hábito da leitura.

Às vezes, começamos uma obra bem bacana e nos envolvemos. Sem dar sequência, porém, acabamos deixando o livro de lado, esquecido.

Por isso, a segunda dica para leitura é: leia todos os dias e crie metas diárias.

Aposte no “pelo menos” mais uma vez, se for preciso. Defina, por exemplo, que você deve ler pelo menos 10 páginas por dia.

Claro, se você quiser ou precisar passar alguns dias sem ler, tudo bem. Entretanto, se você ler O poder do hábito, de Charles Duhigg, vai entender porque precisa de frequência para desenvolver seu hábito de leitura.

Planeje seus momentos de leitura

Muita gente deixa para ler quando dá, quando encontra tempo, quando percebe que está à toa e poderia estar com um livro nas mãos ou invés de assistindo a TV.

Se você se identificou com isso, atenção à terceira dica para leitura: defina horários ou momentos para ler e siga seu planejamento.

A ideia certamente não é transformar a leitura em um compromisso chato. É que, se você quer desenvolver o hábito e alcançar suas metas, vai precisar de uma boa dose de disciplina.

Planejar seus momentos de leitura não significa ter uma agenda rigorosa. Diferente disso, você pode estabelecer que vai ler suas 10 páginas diárias logo após o café da manhã, antes do trabalho, por exemplo.

Considere fazer pausas estratégicas ao longo do dia

Você tem a sensação de que não consegue ler porque não tem tempo?

A técnica Pomodoro é usada por muitas pessoas que querem melhorar sua produtividade no trabalho e vai nos servir de base ou inspiração aqui.

A ideia é que a cada ciclo de 25 minutos ininterruptos de trabalho/estudo, você faça uma pausa de cinco minutos. Uma vez que completar quatro ciclos, tem direito a uma pausa maior.

Na prática, você pode ajustar isso. Se preferir, pode trabalhar por 40 minutos seguidos e fazer pausas de 10 minutos, por exemplo.

Defina o que funciona melhor para você e aproveite as pausas para ler. Ao fazer isso, você tem boas chances de conseguir ler bem mais do que 10 páginas por dia!

Baixe um aplicativo de leitores

O que acontece se você definir uma meta de leitura e não compartilhá-la com ninguém? Ou se quiser ler mais, mas não conhecer outros leitores vorazes?

Bom, pode ser que nada dê errado, mas nosso ponto é que compartilhar suas metas é um incentivo maior para respeitá-las e encontrar outros leitores é encorajador.

Por isso, nossa quinta dica para leitura é: compartilhe suas leituras e encontre uma comunidade de leitores em um app.

Um bom aplicativo de leitores é o Skoob, que tem versão para dispositivos móveis e também pode ser acessado pelo computador.

Nele, você pode criar uma lista com todos os livros que pretende ler e adicioná-los à sua “meta de leitura” para o ano. Com isso, pode até ir atualizando seu progresso.

Ainda, você pode adicionar ou seguir pessoas e interagir com outros usuários do Skoob. Assim, pode se inspirar no que os outros estão lendo, conferir resenhas, dar sua opinião e se animar mais e mais.

Entre para um clube do livro 

Tem gente que lê pouco porque sente que nunca sabe quais livros valem a pena ser lidos ou não consegue escolher. Se identificou?

A sexta dica de leitura é: entre ou monte um clube do livro e viva toda essa emoção. Tá, vamos explicar isso aí!

Tem clube do livro que é temático e você já entra tendo uma boa noção dos tipos de livros que vai ler. Tem clube que define a lista de leitura completa e você entra sabendo exatamente o que vai ler.

Entretanto, tem clube do livro (especialmente os por assinatura como o TAG Livros) que existe para surpreender os membros. Você participa e, a cada mês, recebe um título surpresa.

Clubes do livro por assinatura são ideias bem interessantes. Destacamos três razões especiais para confirmar isso:

1) A expectativa

Receber um livro surpresa pode ser emocionante. Assim, pode ser que estar em um clube do livro acabe aumentando sua animação para ler cada vez mais;

2) A comunidade de leitores

Por vezes, clubes do livro organizam comunidades, seja em plataforma própria ou em alguma rede social.

Muita gente gosta de ter com quem conversar sobre uma leitura e quem está no clube vai ler os mesmos títulos que você.

Assim, por causa dos livros que lê, você pode conhecer pessoas super legais e até criar laços de amizade.

3) O investimento feito

Não poderíamos deixar de dizer que, bem… você vai pagar para entrar em um clube do livro por assinatura.

No fim das contas, se nada mais te incentivar a criar ou manter o hábito da leitura, pensar que o serviço já foi ou está sendo pago pode ajudar.

Crie um perfil literário nas redes sociais

Como já dissemos, compartilhar metas é uma forma de conseguir mais incentivo para desenvolver a leitura.

Assim, nossa sétima dica para leitura é: crie um perfil literário ou simplesmente crie o hábito de falar sobre o que lê, seja em um post, nos seus stories, em um blog ou onde quiser.

Pessoas são legais e dificilmente vão te pressionar a bater a própria meta, a menos que você peça esse “empurrãozinho”.

Apesar disso, quando compartilhamos, nós mesmos nos pressionamos a seguir lendo para, então, poder falar sobre novos livros.

Compre um leitor digital

Já vamos começar dizendo que se você não abre mão dos livros físicos de jeito nenhum, vai torcer o nariz em 3, 2, 1…

A oitava dica para leitura da Obabox é: compre um leitor digital ou simplesmente aposte nos ebooks.

Ebooks podem ser lidos em dispositivos como o Kindle, o leitor digital da Amazon, ou até mesmo no tablet ou no celular.

Seja como for, a ideia é que ebooks são mais práticos e, por vezes, mais baratos do que livros físicos (mas isso não é regra).

Se você for viajar, ao invés de ter que escolher qual livro levar ou pesar a mala com diferentes títulos, pode ter tudo no seu leitor digital que pesa menos de 200g.

Não quer mesmo o leitor digital?

Tudo bem, é fácil entender o apego ao papel e ninguém aqui vai te julgar por isso.

Vamos apenas sugerir que você conheça sebos, físicos ou virtuais, e pesquise por clubes de trocas de livros, caso esteja aberto a isso. Assim, pode gastar menos e ler mais.

Escolha livros que realmente te interessam

Por último, vamos à nona dica para leitura: escolha livros que você quer ler, que despertam seu interesse, mesmo que não sejam clássicos ou obras de autores renomados.

Arriscamos dizer que essa é a dica mais importante deste post, ainda que algumas vezes seja preciso encarar uma leitura chata também.

Seja por causa dos estudos ou do trabalho, eventualmente a gente se depara com um conteúdo maçante e precisa encarar. Quando você puder escolher, porém, aproveite a oportunidade.

Ler com qualidade vale mais do que ler muito só para chegar aos mais de 100 livros por ano.

É certo que clássicos e autores renomados têm fama pela qualidade e que, sim, vale o esforço para conhecê-los ― você pode adorar!

Apesar disso, qualidade é um conceito que varia de leitor para leitor. Por isso, respeite suas preferências e divirta-se. Do contrário, vai ser bem difícil desenvolver o hábito da leitura.

Gostou? Aproveite para ler também sobre a “Netflix de livros”: serviços para quem quer acesso a ebooks variados!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *