Ao ver esse título, você pode estar pensando que a pergunta não faz muito sentido porque, basicamente, os três são a mesma coisa. Pensar assim não é de todo mal, pois esse é um debate pouco explorado entre as pessoas e nos canais de comunicação. 

Porém, o fato é que existem algumas diferenças entre os três conceitos que, para quem aprecia uma boa música, é importante conhecê-los. 

Pensando nisso, abordaremos essas peculiaridades no post de hoje e mostraremos quais são os gêneros que estão bombando entre a galera atualmente. Boa leitura!

Afinal, o que é estilo? 

O estilo é algo muito particular que está ligado às escolhas que são feitas pelo artista. Trata-se de algo mais intimista que tem relação com o jeito de tocar, cantar, explorar a melodia etc.

Apenas para ilustrar, quem aí já ouviu a música “A Luz De Tieta”, que é do Caetano Veloso, interpretada pelo artista Silva? Até mesmo as outras canções do compositor, lembram o timbre de voz do Caetano. 

Isso que nós estamos falando é um estilo, pois são dois artistas de diferentes gerações, mas que tem pontos em comum no jeito de interpretar as músicas. 

Qual é a do gênero? 

Agora, estamos falando de um conceito inerente a categorização de cada tipo de música por grupos específicos. 

Aí nós temos vários gêneros como a MPB (Música Popular Brasileira), que é muito popular entre os brasileiros, passando pelo funk (gênero afro-americano)

Ainda temos os subgêneros, que são ramificações que vem de um estilo original. O Heavy Metal é um gênero que se desenvolveu a partir do rock, entre as décadas de 60 e 70, e também deu origem a outras ramificações como o Death Metal, Thrash Metal, entre outros. 

O que significa ritmo? 

Quando falamos em ritmos, estamos falando em variações de tempo e velocidade no jeito de tocar. 

Estas variações podem oscilar entre períodos rápidos e longos, fracos e fortes, enfim, e aí vai se consolidando uma melodia e uma canção. 

O Sepultura, quando lançou no final de 1993 o disco Chaos A.D, deixou muito clara a influência de ritmos de percussão nas músicas, que são perceptíveis nas linhas de bateria do então baterista da banda Iggor Cavalera. 

Neste disco, é evidente como a fusão entre os instrumentos é determinante para fazer com que as músicas passem por ritmos mais acelerados até os mais cadenciados. 

No final, os três conceitos não viram um só? 

O fato é que em meio ao senso comum é normal, muitas vezes pelo instinto, acharmos que o ritmo é o que marca a música e, consequentemente, o gênero musical. 

Entretanto, procuramos trazer essa diferenciação como uma forma bem leve de satisfazer a curiosidade de muitos e, porque não, trazer uma informação valiosa para quem não abre mão de ouvir uma bela canção. 

Mas o fato é que em meio a música esses conceitos se misturam, porém, como dissemos aqui neste post, eles tem peculiaridades. 

De qualquer forma, se até aqui você não sabia dessas diferenças está tudo bem, porque o bacana é se jogar e curtir o som que mais gosta, não é mesmo? 

Falando em músicas prediletas, você quer saber quais são as que estão bombando no momento? Confira na sequência!

Quais são os gêneros musicais que não saem da cabeça da galera? 

De acordo com levantamento do G1, com base em dados extraídos de pesquisa do Spotify realizada em 2020, apesar de uma ligeira queda, os estilos mais populares continuam em alta.  Veja os estilos que o público mais curte!

Sertanejo e Funk

O estudo considerou um ranking de 200 músicas e o gênero campeão é o sertanejo, com 23 faixas tocadas no ano passado. O número apresentou ligeira queda em relação a 2019, quando foram computadas 25 canções. 

O segundo lugar ficou com o funk com 12 faixas tocadas, também teve leve redução na comparação com o ano anterior, que registrou 13 músicas. 

Os dois estilos, embora tenham caído um pouco, continuam fortes e fazendo a cabeça do público. 

O levantamento considera as faixas que estavam no ranking das 200 músicas mais ouvidas no Brasil, entre 1 de janeiro e 15 de dezembro de 2020. 

Na sequência da pesquisa, aparece o pop estrangeiro, forró, pop brasileiro, rap brasileiro e pagode. 

Ficou curioso para saber quais as canções mais escutadas? A dupla sertaneja Henrique e Juliano aparece com as músicas “Liberdade Provisória”, na sequência vem o Gustavo Lima com “A Gente Fez Amor” e o top três fecha com Marília Mendonça cantando “Graveto”. 

Já uma outra pesquisa realizada pelo portal Hypeness também coloca o sertanejo em posição de destaque como o gênero mais ouvido no Brasil. Entretanto, o estudo mostra também que a MPB e a música gospel tem boa capacidade de penetração no mercado fonográfico. 

O estudo faz um raio-x da preferência musical dos brasileiros, analisando a porcentagem de cada região do país. Veja os números!

  • na região Norte, o gospel (52%) é mais ouvido que o sertanejo;
  • lá no Nordeste, a MPB (68%) tem a preferência da galera;
  • aqui no Sudeste o sertanejo (55%) é o gênero favorito;
  • e, no Sul, é novamente o sertanejo (64%) que se destaca.

Conclusão

Fica evidente que o sertanejo e o funk são estilos musicais preferidos dos brasileiros. Entretanto, vivemos em um país com culturas diversas e isso se reflete também nas preferências da indústria fonográfica. 

Se é a moda de viola, passando pelo pop, punk rock, heavy metal, enfim, o importante mesmo é o que você curte ouvir no seu dia a dia. 

Mas para escutar sua música favorita, não basta só a canção em si, é fundamental ter uma caixinha de som para que o áudio saia perfeito e alegre o ambiente, seja na festa, em casa, ou no trabalho. Você quer saber mais como uma caixinha de som pode fazer toda a diferença na hora de ouvir música?

Então leia o post “Como escolher a sua caixa de som portátil”, que está em nossa página.

Share:

1 Comment

  • Tais tavares lima, 20 de outubro de 2020 @ 16:24 Reply

    Meu estilo favorito de música é funk,acústico e sertanejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *