Qual o seu gênero musical preferido? Já se perguntou se ele está entre os mais ouvidos aqui no Brasil?

Algo assim certamente não define que um gênero é melhor que o outro, mas a curiosidade é válida e não é a toa que muita gente gosta de saber a respeito. Mais do que apresentar um ranking, porém, vamos contar um pouco a vocês sobre cada gênero e seus principais representantes.

Siga em frente e boa leitura!

Mais ouvidos de acordo com quem?

Já se deparou com algum ranking de gêneros musicais mais ouvidos ou artistas de maior sucesso e se desconfiou da veracidade? Não é regra, mas a pulga atrás da orelha costuma surgir quando a gente não se vê tão bem representado como gostaria.

É certo que, em outros casos, o problema é a falta de credibilidade ou até de informações sobre o ranking. Como se não bastasse, não é tão incomum achar listas diferentes divulgadas em épocas parecidas.

Com tudo isso, o que queremos dizer é que pesquisamos aqui, pesquisamos ali e optamos por basear este post em um levantamento do projeto Hello Monitor Brasil, com dados de 2019. Assim, pode ser que você encontre rankings diferentes do nosso, e tudo bem, ok?

Caso seu gênero favorito não esteja na lista, esperamos que não se frustre ao final da leitura. Sacode a poeira e coloca seu artista preferido pra tocar porque não existe ranking para te impedir de fazer isso, né!

Os gêneros mais ouvidos no país

É bem provável que você já desconfiasse ou já soubesse disso com certeza: o sertanejo (87%) é o gênero musical mais ouvido no país, em especial, o chamado sertanejo universitário.

Na sequência, se destacam a MPB (47%) e a música gospel (39%), sendo que o rock (33%), o reggae (24%) e a música eletrônica (21%) também foram mencionados pelos entrevistados.

Nos concentraremos nesses para conhecê-los um pouquinho mais:

Sertanejo universitário

A música sertaneja está entre as expressões musicais mais tradicionais do Brasil. Quando começou de forma mais intensa, por volta de 1929, tinha a viola como base para dar origem aos famosos “modões de viola”.

O que antes já foi um som mais caipira e depois evoluiu para um estilo mais de música romântica de rádio, é hoje uma mistura de influências que culmina em um som mais jovem e animado que ficou conhecido como sertanejo universitário.

Não é que o modão já não exista, por exemplo, mas que os artistas que chegam às paradas de sucesso e fazem esse gênero musical ser o mais ouvido do país têm mesmo um estilo diferente.

Enquanto nomes como Marília Mendonça, Gustavo Mioto, Simone e Simaria e outros lançam um hit atrás do outro, duplas como Chitãozinho & Xororó seguem entre os principais representantes do sertanejo no país.

Prova disso é que, em 2019, Evidências completou 30 anos sendo aclamada como uma espécie de “hino nacional” conhecido e entoado até mesmo porque não é fã do gênero.

Música Popular Brasileira

Se você ouviu por aí que ninguém ouve mais MPB, é mentira! De nomes consolidados como Caetano Veloso e Gilberto Gil a outros mais novos e badalados como AnaVitória e Rubel, este gênero musical segue em destaque.

Mais do que um gênero, na verdade, a MPB é um movimento musical brasileiro que se iniciou na década de 1960, se construindo a partir do jazz da Bossa Nova, do folclore brasileiro e de gêneros musicais europeus e africanos.

Gradativamente, a MPB foi evoluindo e se tornando mais abrangente. Tanto que podemos jogar por terra a ideia de que as músicas agradam apenas aqueles que têm mais experiência de vida.

O já mencionado duo AnaVitória, assim como Tiago Iorc, são artistas que lotam emplacam músicas entre as mais ouvidas nas rádios e arrastam multidões com muitos jovens para seus shows.

Música gospel

Quem não espera ver a música gospel entre os gêneros musicais mais ouvidos do país é, provavelmente, porque não ouve. Dizemos isso porque se está no ranking é porque faz sucesso e talvez só seja testemunha disso (com o perdão do trocadilho) que adentra esse nicho.

Basta pensar que não é qualquer rádio que toca música gospel. Até mesmo aquelas que são ditas ecléticas podem se distanciar de conteúdo religioso por preferirem não compartilhar com os ouvintes algo que pode interessar a um público bastante específico.

Em contrapartida, existem rádios que só tocam música gospel e que são ouvidas, porque não dizer, fielmente. Com isso, ainda que pareça acontecer em um universo à parte para quem não é fã de artistas gospel, o sucesso do gênero é bem real no país.

Entre os nomes que se destacam está o da cantora Priscila Alcântara que, inclusive, chegou a fazer parceria com Whindersson Nunes, um dos artistas mais populares do Brasil na atualidade. Antes de se dedicar à música, Priscila se tornou conhecida como apresentadora de programas infantojuvenis no SBT, o que contribuiu para sua fama.

Rock

Se você quer uma surpresa mesmo em relação aos gêneros musicais mais ouvidos no país, considere essa de que o rock está na lista.

É surpresa porque, entre os fãs do gênero, é sabido que muito som pop é chamado de rock hoje em dia ― inclusive, não sabemos dizer quais artistas ou músicas os respondentes do Hello Monitor Brasil de fato ouvem e chamam de rock.

Ainda, temos notícias de que o rock sumiu do top 10 da lista da Billboard que relaciona as 50 músicas mais tocadas dos anos 2010. Com isso, pode ser curioso e talvez animador saber que um projeto nacional coloca o gênero entre os mais ouvidos.

E já que estamos falando de um ranking brasileiro, citamos nomes como Titãs, Paralamas do Sucesso, Raimundos, Angra e Sepultura apenas para ilustrar esse gênero que é cheio de subgêneros!

Música eletrônica

Para encerrar, vamos falar de música eletrônica e, em especial, da música eletrônica brasileira que, já há alguns anos, virou produto de “exportação”, fazendo sucesso em terras estrangeiras.

Talvez, o nome mais conhecido atualmente seja o do DJ Alok, mas há outros como Vintage Culture, Dubdogz, LOthief, Cat Dealers com músicas sendo lançadas por alguns dos principais selos internacionais, como aponta a matéria do Bananas Music Branding.

Música eletrônica é toda música criada, modificada ou recriada por meio de aparelhos eletrônicos. E assim como acontece com os outros gêneros, tem subgêneros e até estilos diferentes.

Assim, pode ir desde o mais frenético “bate-estaca” até à música lounge que é bem mais tranquila e até ajuda a relaxar.

Gênero ou estilo?

Agora que já passamos por toda a lista, já reparou que quando rankings são divulgados é comum ler gênero e estilo como se fosse tudo a mesma coisa? Pois bem, não é.

Artistas de um mesmo gênero musical podem ter estilos diferentes porque isso varia de acordo com a personalidade de cada um. No dia a dia, os termos acabam sendo usados como sinônimos e muita gente sequer imagina que há diferenças.

Nós também estamos acostumados a ver tudo mais ou menos como se fosse a mesma coisa, mas tomamos cuidado para tentar não misturar conceitos neste post e estamos de dedos cruzados para ter cometido algum ato falho!

Você também quer saber como falar de cada coisa do jeito certo? Confira nosso o post: O Que São Gêneros, Estilos e Ritmos Musicais? e aprenda!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *