Você conhece algum adulto que nunca se queixou de dores na perna? Até mesmo os mais jovens podem ter que lidar com o problema. Às vezes, tudo não passa de um leve desconforto causado pelo esforço excessivo, mas em outros casos a dor pode sinalizar um problema mais grave de que demanda atenção médica.

Se você chegou até este texto provavelmente é porque está sofrendo com as dores na perna ou buscando informações para alguém que está passando por essa situação. Então, saiba desde já que não temos o objetivo de fazer qualquer tipo de “diagnóstico”.

Ao longo da leitura, você vai conhecer as principais causas para essa dor e entender por que a ajuda profissional é importante. Acompanhe!

Cãibras

A cãibra é uma contração involuntária do músculo que provoca dor paralisante ― pode ser bem difícil mover a perna, o que limita a capacidade de locomoção por quem lida com o problema.

Quando não ocorrem em decorrência da prática intensa de alguma atividade física, o mais comum é que a cãibra na perna aconteça durante a noite ou durante a gravidez. Em alguns casos, a situação persiste por alguns minutos, podendo ocorrer de forma frequente ao longo dos dias. 

Antes de continuarmos, quer dicas de atividades físicas para fazer sem medo? Confira 6 dicas de atividades, neste post!

Voltando às cãibras….

A recomendação para amenizar a dor é promover o relaxamento da musculatura por meio da aplicação de gelo e, quando possível, da realização de uma massagem na região.

Além disso, como forma de prevenção, recomenda-se o alongamento diário da musculatura e uma dieta rica em potássio, cálcio e magnésio.

Lesões

As lesões estão entre as causas comuns de dores na perna. Às vezes, essas lesões são de origem muscular, às vezes se originam em razão da ruptura de fibras ― uma situação conhecida por muita gente que pega pesado nos exercícios físicos.

Em geral, o uso de antiinflamatórios e a aplicação de gelo no local da dor são estratégias recomendadas para lidar com o problema. O repouso da musculatura também é bem-vindo.

Tendinite e bursite

Como você já deve saber, as “ites” são sinônimo de inflamações. A tendinite acontece quando tendões, a parte final do músculo, está irritada ou inflamada. Uma situação que também pode causar dor e que precisa de atenção médica para o tratamento adequado. O mesmo vale para a bursite de joelho, nome dado à inflamação que acontece nessa parte do corpo.

Tendão de Aquiles

O tendão de Aquiles é o cordão fibroso que liga os músculos localizados no calcanhar. Sua ruptura parcial ou total também está entre as lesões que causam dor na perna, sendo essa uma situação de maior gravidade do que as anteriormente mencionadas. Com isso, a decisão de buscar ajuda profissional é imprescindível.

Má circulação

A má circulação, ou seja, os problemas vasculares são famigerados causadores de dor nas pernas. Em alguns casos, a causa é a circulação arterial deficiente que acontece quando as artérias não estão dando conta de levar o sangue que sai do coração por toda a perna até chegar à ponta do pé.

Já em outros casos, a causa é a dificuldade do retorno do sangue venoso. São as veias do nosso corpo que levam o sangue de volta para o coração e há fatores que tornam essa tarefa difícil, o que causa dor. As varizes são um conhecido sinal dessa situação que, por vezes, vem acompanhada de inchaço e sensação de que as pernas estão pesadas.

Em alguns casos, a dor na perna causada por problemas de circulação é tratada com medicamentos e o uso de meias elásticas especiais. Para isso, porém, um médico precisa avaliar o problema para entender se sua origem é arterial ou venosa e fazer as recomendações apropriadas.

Dor ciática

O nervo ciático começa na região da lombar e desce até chegar aos pés, sendo o mais longo de todo o corpo humano. A dor ciática, também chamada de ciatalgia, é causada pela compressão ou irritação das raízes que formam o nervo ciático.

Quando o problema existe, a dor pode irradiar pelos glúteos e pela parte de trás da coxa. Uma de suas possíveis consequências a dor na perna que pode atingir a lateral do membro e chegar ao tornozelo e ao pé.

Há casos em que a dor na perna provocada pela inflamação do nervo ciático é ainda um sinal da existência de uma hérnia de disco! Seja como for, é provável que a pessoa sinta sensação de fisgada na perna, dormência, fraqueza nas pernas e sensação de piora ao permanecer por muito tempo parada.

Para lidar com a dor ciática, não existe alternativa que não seja buscar ajuda médica. A avaliação do profissional é que vai identificar ao certo a origem do problema para tratá-la com sucesso. Algo que, por consequência, resolve também a questão da dor na perna.

Problemas articulares

Os problemas articulares são todos aqueles que atingem as articulações do corpo humano. Entre eles, estão a artrite e a artrose ― este último, em especial, muito comum entre os idosos.

Tais problemas levam a dores nas juntas, por exemplo, do joelho e provocar a rigidez da região, sobretudo nos primeiros 15 minutos da manhã. Com isso podem comprometer a capacidade de locomoção, o que se agrava em consequência do esforço físico ao longo do dia.

Todo o desconforto gerado pelos problemas articulares pode ter como consequência a dor nas pernas. Para aliviar a dor, seja no joelho ou no tornozelo, deve-se fazer uma compressa quente por 15 a 20 minutos.

Essa medida, porém, não anula a necessidade da consulta junto a um médico ortopedista, pois só este profissional pode determinar a necessidade de uso de antiinflamatório ou de realização de sessões de fisioterapia.

Infarto

Há situações em que a dificuldade para a circulação no sangue é causado por gordura acumulada nos vasos arteriais. Quando a situação é grave, partes do músculo da perna deixam de receber o sangue, ficando sem oxigênio e sem glicose. Isso causa um tipo de dor chamado isquemia.

A isquemia tende a piorar com o esforço físico porque este estimula a atividade cardiovascular, ou seja, coloca o coração para trabalhar de forma mais vigorosa, e aumenta a pressão sanguínea. Se o problema não for identificado e tratado, há riscos locais de limitação dos movimentos, atrofia muscular e até amputação.

Os médicos indicam que se a dor nas pernas é causada pelo acúmulo de gordura, é provável que artérias coronárias e as carótidas também estejam entupidas. Essa situação, por comprometer a circulação de sangue no coração, pode levar ao infarto.

É certo que esta é uma possibilidade alarmante. Nosso objetivo não é que você termine a leitura achando que a dor na perna que você tenha começado a sentir recentemente seja sinal de um problema fatal. 

Entretanto, sabemos que a gravidade de um infarto costuma motivar as pessoas a não ignorar a dor e buscar ajuda médica. E, para reforçar, em razão de cada provável motivo de dor na perna apresentado neste texto, a melhor decisão é a de contar com orientação profissional para resolver o problema o quanto antes e garantir sua qualidade de vida!

Foi ao médico, mas sua dor em tratamento ainda dificulta sua locomoção? Conheça a Obacane, a bengala dobrável da Obabox!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *