Com o passar dos anos, é comum que alguns sistemas de nosso organismo deixem de funcionar tão bem quanto antes. Você sabe por que e como cuidar da saúde ocular na terceira idade?

Pesquisadores do Reino Unido concluíram que doenças nos olhos, quando não tratadas, tendem a fazer com que idosos se sintam constrangidos com a própria situação, se sintam desanimados e isolados dos demais. Algo que afeta a sua qualidade de vida e até a sua saúde mental.

As principais doenças oculares

É certo que existem doenças oculares que acometem pessoas mais jovens. Nosso foco, porém, é a terceira idade e os principais motivos pelos quais esse grupo precisa dar atenção especial à saúde dos olhos.

Presbiopia

A presbiopia não é bem uma doença nos olhos, mas sim uma condição popularmente conhecida como vista cansada. Em geral, acomete pessoas a partir dos 40 anos.

A vista cansada faz com que seja difícil enxergar bem objetos que estão perto, algo que se agrava em ambientes com pouca luz. Além do inconveniente, quem não busca auxílio profissional pode sofrer com dores de cabeça e fadiga;

Catarata

Uma das partes de nossos olhos é o cristalino; uma lente natural que se localiza atrás da pupila e tem papel importante para a formação de imagens na retina.

Em geral, a catarata é uma doença que acontece naturalmente e evolui gradualmente com o avançar da idade. Por isso, é mais comum que atinja indivíduos acima dos 50 anos, mas também pode prejudicar a visão dos mais jovens.

A catarata leva à perda da transparência do cristalino, deixando-o opaco. Isso faz com que as imagens formadas na retina se tornem menos nítidas a cada dia, o que pode limitar bastante a vida do idoso.

Glaucoma

O glaucoma é a principal causa da perda definitiva da visão. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença deve atingir 111,5 milhões de pessoas até 2024.

O fator genético está entre as principais causas da doença, mas não é a única. A idade avançada também é um fator que contribui para o surgimento e progressão do glaucoma.

A doença causa a degeneração do nervo óptico, geralmente em razão da elevação da pressão nos olhos, o que acaba levando à perda progressiva da visão periférica;

Degeneração macular

A degeneração macular, conhecida como DMRI, também merece a sua atenção quando o assunto é saúde ocular na terceira idade. A doença está entre as principais causas da perda da visão em pessoas com mais de 50 anos.

A doença danifica células da mácula, uma parte da retina que cumpre o importante papel de converter luz em impulsos elétricos que chegam ao cérebro para que enxerguemos com clareza. Essa degeneração compromete a visão central, mas não a periférica;

Retinopatias

Retinopatias, como o nome indica, são doenças que afetam as retinas tendo entre as principais causas a diabetes e a hipertensão.

Alguns de seus sintomas a visão borrada e a perda repentina da visão. Além disso, o problema pode causar a deformidade dos vasos oculares e hemorragias.

Saúde ocular e terceira idade

Os olhos estão entre as partes mais sensíveis do nosso organismo. Essa é uma das razões pelas quais existe a possibilidade de que diferentes doenças surjam com o avanço da idade.

É certo que essa raciocínio pode nos levar a crer que as dificuldades para enxergar nitidamente são coisas naturais da idade e pronto, mas não deve ser assim. O comprometimento da visão afeta a autonomia e a qualidade de vida dos indivíduos e, por essa razão, merece atenção.

Para a terceira idade, de modo especial, cuidar da saúde ocular é o que permite a identificação das doenças nos olhos em seus estágios iniciais. Quanto mais cedo um problema é identificado, melhores são as chances de que o tratamento seja bem-sucedido e que as consequências sejam menos severas.

Problemas como a catarata e o glaucoma se destacam entre as causas de cegueira irreversível, mas podem ser tratados, evitando a perda da visão, se identificados a tempo.

Até mesmo a degeneração macular, que não tem cura, pode ter seu avanço barrado com o tratamento adequado.

Os principais cuidados com a saúde dos olhos

Já dizia o ditado, prevenir é melhor do que remediar! É certo que não há muito a ser feito para evitar que uma doença ocular surja com o avanço da idade. Afinal, questões genéticas e o próprio envelhecimento do organismo estão entre as causas comuns.

O que os especialistas recomendam é que, desde cedo, as pessoas se habituem a cuidar da saúde dos olhos. Usar óculos com proteção ultravioleta, evitar forçar as vistas ao invés de procurar um médico para a prescrição de óculos e lentes de grau e proteger os olhos do contato direto com a poeira são algumas das dicas.

A qualquer etapa da vida, o indivíduo pode segui-las. Com isso em mente, vamos a outras dicas de saúde ocular na terceira idade:

Alimentação adequada

Sim, a qualidade de alimentação é capaz de impactar a saúde de todo o organismo, inclusive dos olhos. Comer bem contribui para que o corpo tenha os nutrientes de que precisa para funcionar bem por mais tempo.

A recomendação é de incluir na dieta a cenoura, já que suas propriedades ajudam a retardar a catarata e o glaucoma, e as folhas e verduras verde escuras ― como couve, espinafre e brócolis ― por sua ação antioxidade. Além disso, vale investir no consumo peixes ricos em Ômega 3, minerais e vitaminas como o salmão, a sardinha e o atum;

Atendimento especializado

A realização de exames de rotina é regra, sobretudo para a terceira idade. A dica é fazer o possível para encontrar um profissional que esteja habituado a atender pessoas na mesma faixa etária porque isso implica em contar com alguém que conhece bem as doenças nos olhos que surgem com o avançar da idade;

Equipamentos de qualidade

Por fim, na medida do possível, recomenda-se dar preferência a equipamentos de qualidade. Quem usa óculos, por exemplo, sabe que uma armação leve e resistente pode custar caro e o mesmo vale para lentes.

Fazer as contas com atenção em busca de uma combinação que tenha qualidade vai contribuir e muito para corrigir a visão e evitar a progressão da doença. Em outras palavras, uma boa pesquisa de mercado pode afastar você da “armadilha” do barato que acaba saindo caro, comprometendo ainda mais a saúde ocular.

Falar sobre saúde e bem-estar lhe interessa? Confira também nosso post sobre a importância do sono na terceira idade!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *