No frio, há quem precise tomar uma série de cuidados para respirar melhor e, bem ou mal, já até se habituou a isso. Mas, por que será que tanta gente sofre com as doenças de inverno?

Neste post, vamos contar a você por que temos a tendência de ficar mais doentes quando as temperaturas caem e o que podemos fazer para manter a saúde em dia e evitar problemas.

Acompanhe!

As chamadas “doenças de inverno”

Certamente, doenças de inverno não é um nome técnico e nem 100% acurado.

Existem, porém, enfermidades que se tornam mais comuns durante a estação em que faz frio e o clima está também mais seco. Por isso, o termo acaba sendo usado para fazer referência.

Em geral, falamos de doenças respiratórias que são transmissíveis, como os resfriados e as gripes.

E também de outras doenças bastante conhecidas por quem sofre com o inverno como é o caso da rinite, da sinusite, da otite e da asma.

Boa parte das doenças mais comuns no inverno que mencionamos são causadas por vírus e bactérias, mas há também aquelas que se originam de processos alérgicos e inflamatórios.

Algumas, como os resfriados, por serem mais leves, podem ser tratados por conta própria, seguindo protocolos que todos conhecem bem. Outras, porém, tendem a precisar de atenção médica, sobretudo para evitar que se agravem.

A relação das doenças com o clima

Agora que você já sabe quais são as principais doenças de inverno, consegue deduzir qual é a sua relação com o clima característico dessa estação?

É provável que você já tenha ouvido de sua avó ou de qualquer outra senhora gentil que é preciso ter “cuidado com a friagem para não adoecer”.

Essa é uma crença que vem sendo passada de geração em geração há muitos e muitos anos e, acredite, tem um fundo de verdade.

O frio em si não causa doenças. É certo que algumas pessoas são mais sensíveis e, por reações alérgicas às baixas temperaturas, acabam tendo mais coriza e espirrando com frequência.

Mas não é bem isso o que está por trás das doenças mais comuns do inverno que mencionamos.

O que acontece é que o clima frio nos leva a manter os ambientes fechados, limitando ou até eliminando a circulação de ar.

Algo que acontece, inclusive, em aglomerações: no transporte público, nos escritórios, nas salas de aula e por aí vai.

Com isso, nos mantendo em ambientes fechados, aumentamos as chances de contaminação por vírus e bactérias causadores de doenças respiratórias.

A falta de circulação do ar também propicia a permanência desses microrganismos no ambiente, podendo prolongar o quadro da doença.

Alergias respiratórias

É importante esclarecer que as alergias respiratórias podem mesmo estar mais associadas ao frio propriamente. Peguemos a rinite como exemplo.

Quando a temperatura cai e a umidade baixa, o que acontece também no outono, cria-se um cenário propício para a irritação da mucosa nasal.

Se você sofre com o problema já sabe que a rinite nada mais é do que a inflamação dessa mucosa, uma situação que pode ser desencadeada por outros fatores e agravada pelo frio.

Convém ter consciência disso porque, em grande parte, o resfriado e a rinite se parecem e tem gente que acaba confundindo e se medicando de forma equivocada.

Por isso, se você sofre com doenças de inverno, mas não sabe ao certo o que tem, procure orientação médica para um tratamento adequado.

Assim como a rinite, a asma também aparece no rol de doenças respiratórias que podem se agravar com o frio.

Um dos fatores sequer diz respeito à temperatura diretamente, mas às roupas e outros itens que usamos para nos aquecer.

Quando as temperaturas baixam, é comum que tiremos do armário agasalhos, cobertores e outros que passaram muito tempo guardados, acumulando pó e cheiros.

Como consequência, acabamos tendo contato com causadores de alergias que favorecem o surgimento de crises em quem lida com a doença.

Como se prevenir das doenças de inverno

Para se prevenir das doenças mais comuns no inverno e em outros períodos de frio, evitar a friagem pode até ajudar, ainda que este não seja o fator por trás dos problemas.

Quando sentimos frio, nosso organismo se esforça para nos aquecer e esse esforço, quando excessivo, pode levar a um cansaço que, se recorrente, pode acabar enfraquecendo todo o organismo.

Mas, quanto a isso, se agasalhar bem pode ser o suficiente.

Com isso, vamos a algumas dicas de prevenção que você pode seguir para evitar as doenças de inverno e manter a saúde em dia em qualquer estação:

  • Fortaleça seu sistema imune. Ter um sistema imunológico forte é importante independentemente da época do ano, inclusive porque vírus e bactérias que causam doenças respiratórias estão sempre circulando.

Para isso, convém adotar uma alimentação balanceada e adequada às suas necessidades, tomar sol de forma segura para propiciar a produção de vitamina D, evitar bebidas alcoólicas e praticar atividades físicas;

  • Mantenha os ambientes arejados. Sabemos que, quando as temperaturas caem, é difícil deixar tudo aberto, mas alguma circulação de ar precisa existir. Por isso, ao menos quando você não estiver em determinado ambiente, abra janelas para renovar o ar.

Em locais como ônibus e escritórios, evite que todas as entradas e saídas de ar estejam obstruídas o tempo inteiro;

  • Higienize as mãos com água e sabão. Lavar as mãos com frequência com água e sabão ou usar álcool em gel é algo que, provavelmente, vai ficar na mente de todos que viveram a pandemia do novo coronavírus.

A Covid, assim como muitas das doenças de inverno, é causada por um microorganismo e a dica da higiene para evitar contaminações é algo que você deve levar para a vida;

  • Exponha roupas guardadas ao sol. Roupas, cobertores e outros itens a serem usados para manter você e sua casa aquecida devem ser expostas ao sol para eliminar odores, ácaros e outros alergênicos.

Assim, algumas doenças que se agravam no frio podem ser evitadas ou, ao menos, suas crises podem ser minimizadas.

Lembre-se de que doenças de inverno podem acontecer em outras épocas do ano, ainda que sejam mais comuns quando faz frio. Por essa razão, cuide sempre de sua imunidade e bem-estar.

E já que você sabe como manter a saúde em dia, que tal conferir dicas de como aproveitar as quedas de temperatura? Confira o post: O friozinho chegou? Confira dicas para curtir o inverno!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *