Nos últimos anos, os “bolachões” voltaram a ganhar espaço, despertando o interesse de saudosistas e de entusiastas da música analógica e até provocando o reativamento de fábricas.

Quem participa desse já não tão novo movimento lida com discos de vinil novos e também com relíquias que podem ser encontradas no mercado. É especialmente no segundo grupo que estão os vinis mais caros do mundo.

Você sabe quais são esses discos? Siga em frente com a leitura e descubra!

Lei da oferta e da procura dos vinis

Um dos principais fatores que faz um disco de vinil ser caro é a sua baixa disponibilidade no mercado em comparação com sua alta demanda; a famosa lei da oferta e da procura.

Basicamente, se existem poucos exemplares, é bem provável que o disco tenha um valor maior do que os demais. Mas vale deixar claro que isso só se aplica se existirem também muitos interessados em comprá-lo.

A lógica é simples: se existem apenas 30 exemplares de um disco X no mundo, mas apenas duas pessoas se interessam por ele… bom, esse vinil não vai custar caro até porque, pode representar prejuízo para quem precisa vendê-lo.

Ainda, há outros fatores que podem contribuir para a alta no valor de um disco:

  • ser edição comemorativa;
  • ter a capa ou o encarte autografado (não falamos de um autógrafo impresso, tá);
  • ter pertencido ao acervo de algum famoso;
  • ser da leva de discos da primeira prensagem;
  • vir acompanhado de release de imprensa;
  • ter pôster original acompanhando o encarte;
  • ter algum erro de impressão etc.

Em todo caso, quando falamos dos discos de vinil mais caros do mundo, estamos falando daqueles que chegam a custar milhares de dólares. Não estão ao seu alcance?

Pois é, nem do nosso, mas a gente acha legal falar a respeito assim mesmo!

Sobre as listas que apresentam os discos mais caros

Dados sobre itens históricos, como discos de vinil, nem sempre são muito precisos.

Quando escrevemos sobre os discos mais vendidos da história descobrimos, por exemplo, que padrões de certificação mudaram ao longo do tempo e isso pode fazer com que a contagem de cópias vendidas apresente inconsistências.

Sendo assim, pode ser que aqueles que pesquisam e elaboram listas sobre os vinis mais caros do mundo também se deparem com algumas informações diferentes.

Por essa razão, no fim das contas, existem internet afora posts que listam álbuns diferentes entre os mais valiosos. Digamos que não existe um “tribunal definitivo da música” para atestar quem está mais certo nessa história, então você pode achar uma lista diferente da que vamos apresentar.

Os 5 discos de vinil mais caros do mundo

Para apresentar os vinis mais caros que se tem notícia e (tentar) deixar tudo mais legal, decidimos não somente listar os álbuns, mas falar brevemente a respeito de cada um deles.

Consultamos o portal hmv.com para montar a lista trazendo explicações sobre o porquê desses discos terem sido vendidos por valores tão altos. Vamos lá?

5° lugar: Double Fantasy, de John Lennon & Yoko Ono

Em 8 de dezembro de 1980, pouco antes de morrer, John Lennon autografou uma cópia de Double Fantasy e, assim, especula-se que este tenha sido o último disco de vinil que o Beatle assinou na vida.

Por essa razão, o exemplar foi vendido em 1999 por assombros $ 150.000, ocupando o quinto do lugar da lista dos discos mais vendidos, segundo a hmv.

Caso você ainda não saiba, Double Fantasy foi o quinto álbum de estúdio do casal John e Yoko, sendo o sétimo trabalho de Lennon depois de ter deixado os Beatles. Quatro singles foram lançados: (Just Like) Starting Over, Woman, Watching the Wheels e Beautiful Boy (Darling Boy).

4. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles

Lançado em 1967, o Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, ou simplesmente Sgt. Pepper’s é um dos discos mais icônicos do quarteto britânico que mudou os rumos da música internacional. Entre as faixas, estão With a Little Help from My Friends e Lucy in the Sky with Diamonds.

O álbum já foi considerado o mais importante da história, sendo inclusive o primeiro entre os lançamentos de rock a ganhar um Grammy de Álbum do Ano.

Com isso, já é de se imaginar que uma cópia original deste disco de vinil possa ter um bom valor de mercado, não é mesmo?

Agora, lembra-se de que dissemos que um autógrafo é capaz de elevar o valor de um vinil?

Pois bem, vendida em 2013, a cópia de Sgt. Pepper’s que alcançou a cifra dos $ 290.000 tinha nada menos do que quatro autógrafos. Isso mesmo, todos os Beatles deixaram sua “john hancock” no disco.

3. My Happiness, de Elvis Presley

O “Rei do Rock” também marca presença na lista de discos de vinil mais caros do mundo de uma forma um tanto quanto curiosa.

Em dezembro de 2015, um “comprador não revelado” arrematou em um leilão um disco feito de acetato que tinha registros das músicas My Happiness e That’s When Your Heartaches Begin, as primeiras gravações feitas por Elvis Presley.

Eventualmente, descobriu-se que o comprador era ninguém menos do que Jack White, aquele do White Stripes.

O cantor, que é um entusiasta dos vinis, investiu a bagatela de $ 300.000 em sua compra, pensando inclusive em criar cópias para venda.

2. The Beatles (White Album), dos Beatles

É isso mesmo, estamos de volta com o quarteto britânico, mas não, eles não ocupam o topo da lista de discos mais caros do mundo ― ao menos segundo os dados do hmv.

Só o fato de serem considerados uma das maiores bandas do planeta, há uma expectativa de que os Beatles sempre estejam em listas de mais vendidos, mais ouvidos, mais caros e por aí vai.

Como ficou conhecido, The White Album chegou no ano seguinte ao Sgt. Peppers, quando os Beatles estavam tanto imersos na fama quanto caminhando para o fim da banda.

A ideia de um “álbum branco” teve relação inclusive com a criação de um contraste com a capa colorida do disco anterior. Entre os destaques, estão Ob-La-Di, Ob-La-Da, While My Guitar Gently Weeps e Happiness Is a Warm Gun.

Como você já sabe, quanto mais raro é um exemplar, maior é seu preço. Por longos anos, Ringo Starr foi detentor da cópia número ‘0000001’ do The White Album, vendendo-a em um leilão por nada menos do que $ 790.000, em 2015.

1. Once Upon a Time in Shaolin, de Wu-Tang Clan

Talvez a grande surpresa dessa lista de discos de vinil mais cara do mundo seja o primeiro lugar ocupado pelo Wu-Tang Clan, um grupo nova-iorquino de hip hop.

A surpresa, claro, nada tem a ver com o gênero musical, mas com o fato de os demais artistas citados até aqui serem mundialmente mais conhecidos. O que nos leva ao astronômico valor de $ 2 milhões é o fato de que apenas uma cópia de Once Upon a Time in Shaolin foi feita.

Vendido em 2015, o disco tem até um contrato de que o comprador não pode tentar vendê-lo ou fazer algum dinheiro com o álbum por 100 anos. Apesar disso, segundo explica o hmv, existe a autorização para lançá-lo gratuitamente.

O portal conta ainda que o comprador foi Martin Shkreli, CEO de uma empresa farmacêutica que se envolveu em polêmicas e, inclusive, foi sentenciado a 20 anos de prisão por fraudes. Algo que fez com que o disco fosse parar na mão da polícia federal. 

Gostou do post e é fã de discos de vinil? Conheça a ObaVintage, a vitrola da Obabox!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *