Você tem resfriados e infecções de garganta constantes ou é forte como um touro? Muitas vezes, a gente nem percebe que nosso organismo está batalhando para nos manter saudáveis, mas a verdade é que a gente pode ajudar bastante ao seguir dicas para ter um sistema imunológico forte.

Resfriados e dores de garganta não são os únicos problemas que você pode evitar ao fortalecer seu sistema imune.

Ainda, ao cuidar bem de seu organismo, você cria condições para mal sentir os efeitos até mesmo de doenças como a Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, e se recuperar mais rápido.

Com tudo isso em mente, separamos algumas dicas que você pode seguir para afastar a realidade de um sistema imunológico fraco. Confira!

O que é e como funciona o sistema imunológico

O sistema imunológico, também chamado de sistema imune, é um conjunto de órgãos, tecidos e células que são essenciais à nossa sobrevivência uma vez que tem a responsabilidade de defender nosso organismo contra vírus, bactérias e outros agentes causadores de doenças.

Quando um vírus chega ao nosso organismo, por exemplo, o sistema imunológico é ativado e inicia uma série de reações para tentar expulsar esse vírus e consertar os “estragos” feitos.

Em primeiro lugar, entra em ação a imunidade inata; aquela que nasce conosco e é constituída por barreiras como nossos pelos e muco que dificultam a entrada de agentes indesejados, assim como o ácido estomacal que pode matar algumas bactérias.

Caso a imunidade inata não seja suficiente para afastar o perigo, entra em ação a imunidade adaptativa que nada mais é do que a que adquirimos ao longo da vida.

Sabe quando uma pessoa tem uma doença e, depois de se recuperar, se torna imune? Isso acontece graças aos mecanismos da imunidade adaptativa.

O que pode atrapalhar o bom funcionamento desse sistema

Diferentes fatores podem fazer com que você acabe com um sistema imunológico fraco, pouco capaz de apresentar suas defesas frente a uma situação de perigo para o organismo.

Entre elas, podemos destacar a má alimentação, o sono insuficiente ou de baixa qualidade, o sedentarismo e outros hábitos nocivos como o tabagismo e o consumo excessivo de álcool.

Além disso, o fator emocional traduzido em estresse e ansiedade também pode estar atrelado a um sistema imune ineficiente. Se estressar demais, por exemplo, provoca o aumento da produção de cortisol que, por sua vez, inibe o sistema imunológico.

O que fazer para ter um sistema imunológico forte

Agora que você sabe o que leva você a ter um sistema imunológico fraco, já deve ter uma ideia do que precisa fazer para fortalecê-lo ou mantê-lo forte. Ainda assim, vamos às dicas:

Aposte em uma dieta rica e adequada

Para fortalecer o sistema imunológico, uma boa dica é ter uma dieta rica e adequada às suas necessidades.

De um modo geral, entre os alimentos que contribuem para este objetivo estão aqueles com alto teor de vitaminas A, B, C, D e E, ferro, selênio e zinco.

Traduzindo, é importante que você inclua alimentos como vegetais de folha verde escura, beterraba, feijão, ovos, alho, cebola, peixes oleosos e outros;

Inclua fibras na alimentação pensando na saúde intestinal

Sua alimentação também deve ser rica em fibras, algo que precisa ser acompanhado da ingestão de água ao longo do dia. O objetivo é colocar o intestino para funcionar com regularidade.

Isso porque 70% das células do sistema imunológico estão localizadas no intestino e manter seu funcionamento adequado contribui para a eliminação de toxinas que se acumulam no organismo.

Algo que, como você pode deduzir, contribui para reduzir nossas chances de ter um sistema imunológico fraco e adoecer;

Reduza o consumo de álcool

Quando quebradas, as moléculas de álcool são açúcar puro. O consumo excessivo de açúcar reduz a capacidade do nosso organismo de produzir glóbulos brancos, também chamados de leucócitos.

Os leucócitos são parte importante do sistema imune e têm a missão de combater e eliminar microorganismos e outras estruturas químicas que sejam estranhas ao organismo, além de produzir anticorpos.

A longo prazo, o consumo excessivo de álcool pode ter impacto crescente, contribuindo para um sistema imunológico fraco que nos torna bem mais susceptíveis a doenças;

Mantenha a carteira de vacinas em dia

Você se lembra da explicação que demos sobre a diferença entre a imunidade inata e a imunidade adaptativa? Agora, já imaginou ter que entrar em contato com uma doença para só então aprender a se defender?

As vacinas existem justamente para que nosso organismo entre em contato com o agente da doença, em carga bem baixa ou até inativa, fazendo o sistema imunológico criar anticorpos.

Assim, caso realmente tenhamos contato com o agente causador da doença no dia a dia, nosso organismo estará pronto para se defender sem maiores dificuldades. Por essa razão, é fundamental manter a carteira de vacinação em dia;

Inclua atividades físicas em sua rotina

A prática de atividades físicas promove uma série de benefícios para a saúde e o bem-estar, permitindo que tenhamos um sistema imunológico forte.

Isso porque colocar o corpo em movimento é algo que estimula a produção de linfócito T, um tipo de leucócito, e aumenta das defesas do nosso organismo.

Ainda, praticar atividades físicas também contribui para reduzir o estresse e a ansiedade que, como mencionamos, estão relacionados à fraqueza do sistema imune.

Aposte em boas noites de sono

Se você já ouviu falar em sono reparador, mas nunca parou e pensou a respeito, essa é a hora! Uma boa noite de sono permite que nosso organismo se regenere e regule suas funções.

Recuperar a energia gasta a cada dia é vital para o bom funcionamento de vários mecanismos de nosso corpo, inclusive do sistema imunológico;

Adote estratégias para fugir do estresse

Outra dica para ter um sistema imunológico forte é tentar ao máximo fugir do estresse. Nós sabemos que isso é difícil, então aqui vão algumas dicas:

  • programe pausas no seu dia para ter momentos de puro relaxamento ou lazer;
  • descubra hobbies, como o cultivo de um bonsai, que ajudem você a se desligar de preocupações por alguns instantes;
  • aposte em aplicativos de meditação para práticas diárias, mesmo que por poucos minutos;
  • conheça os benefícios do yoga;
  • programe momentos de interação com pessoas queridas, nem que seja por meio de videochamadas;

Tome sol regularmente

Por fim, mas não menos importante, não subestime a importância do sol para a sua saúde e bem-estar.

Por sermos um país tropical, temos muita preocupação por problemas causados pela exposição excessiva ao sol, como o câncer de pele. Isso, porém, faz com que muita gente fuja de qualquer raio de sol que apareça para alegrar o dia.

O que você precisa saber é que o sol contribui para a síntese de vitamina D e energiza os linfócitos T do organismo, tornando-as mais ativas para eliminar agentes causadores de doenças.

Sendo assim, o caminho é o equilíbrio! A recomendação é tomar 15 minutos de sol por dia, sem proteção para ter um sistema imunológico forte.

Se preferir, você pode usar um boné ou chapéu para proteger o rosto, mas certifique-se de que o sol atinja diretamente a pele em outras áreas do corpo. Em outras palavras, nada de calças e blusas de mangas compridas.

Este post lhe foi útil? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude mais pessoas a encontrarem o caminho para fortalecer sua imunidade!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *