Se alguém pergunta a você quando é o Dia Mundial do Rock, pode ser que você tenha o “13 de julho” como resposta na ponta da língua. Agora, conta aí, sabe também qual é a história desta data?

O que você diria se tivesse que explicar a alguém por que o dia 13 de julho é tão especial para os fãs deste gênero musical? Quais curiosidades você compartilharia a respeito?

Se você ficou sem respostas para essas perguntas, não se preocupe.

Neste post, vamos falar sobre a história do Dia do Rock e trazer outras informações bacanas pra você.

Confira!

O festival Live Aid

Para falar da história do Dia do Rock, precisamos voltar a 13 de julho de 1985, o dia em que aconteceu o Live Aid: um festival de rock (e pop) realizado, sobretudo em Londres e na Filadélfia, apesar de ter contado com shows também na Austrália, Rússia e Japão.

O evento foi organizado pelo escocês Midge Ure e o pelo irlandês Bob Geldof com o objetivo de arrecadar dinheiro para combater a fome da Etiópia. Linhas telefônicas foram disponibilizadas pela BBC para que os telespectadores pudessem fazer doações por cartão de crédito.

Algo semelhante ao que vemos hoje com as lives, não acha?

Nomes de peso como Queen, David Bowie, Sting, Elton John, B.B. King The Who, Eric Clapton, Mick Jagger, Paul McCartney e U2 participaram do Live Aid, para mais de 1,5 bilhão de espectadores.

Se você é fã de rock, é bem provável que tivesse feito questão de acompanhar ao menos um dos shows e compor esse público!

Tem como assistir ao Live Aid?

Uma curiosidade sobre o festival que acabou dando origem ao Dia do Rock é que seus organizadores prometeram aos artistas que os shows só seriam vistos pelo público uma vez.

Em outras palavras, ninguém faria dinheiro com gravações.

Com isso, o festival não foi gravado em formato original e completo, mas as emissoras que o transmitiram (ABC e BBC) fizeram gravações.

Geldof chegou a pedir às TVs que apagassem o material, mas cópias acabaram sendo feitas antes disso.

Como consequência, um total de 10 horas em vídeo pode ser recuperado e lançado em um box para o DVD oficial do Live Aid, mas isso só aconteceu em 2004.

Pode ser que você encontre o DVD para comprar ou até versões piratas online.

Se não puder comprar uma cópia legal, recomendamos que você o canal do Live Aid no youtube e assista aos mais de 90 vídeos que foram compartilhados por lá.

Dia “global” do Rock

Além dos artistas que listamos, outros se apresentaram no Live Aid.

Entre eles estava Phil Collins que, em determinado momento, acabou sugerindo que aquele 13 de julho “deveria ser considerado o Dia Global do Rock”. Alguém captou a ideia!

Uma das coisas mais curiosas que se pode dizer sobre o Dia Mundial do Rock é que, apesar de a origem da data ter sido em um evento internacional, no fim das contas, não existe nada de “mundial” na tal celebração.

Outros países celebram o Dia do Rock, mas nenhum outro além do Brasil o faz no dia 13 de julho.

Apenas para que você saiba mais sobre isso, nos Estados Unidos a data é celebrada em 9 de julho, o mesmo dia em que um programa importante na difusão do gênero, o American Bandstand, estreou na TV.

13 de julho: o Dia “brasileiro” do Rock

Lembra que dissemos que alguém captou a ideia jogada no ar pelo Phil Collins? Pois é.

Segundo o saudoso Kid Vinil, duas rádios paulistas, a 89 FM e a 97 FM, foram as responsáveis por levar a ideia adiante.

O ano era 1987 quando ambas as rádios que eram dedicadas ao gênero musical e haviam se impressionado com o megaevento do Live Aid decidiram celebrar o Dia do Rock anualmente.

Com isso, acabaram por difundir a ideia, ao menos em território nacional.

Grandes festivais dos dias de hoje

Dificilmente algum festival de música vai ser tão significativo para os fãs de rock como o Live Aid. Isso não impede, porém, que eventos memoráveis e shows históricos ainda aconteçam.

Por isso, se você tem vontade de viver uma experiência de celebração do seu amor pelo rock ‘n roll, listamos alguns melhores festivais que precisam entrar para o seu radar:

Rock in Rio

Especialmente considerando que o Dia Mundial do Rock só existe no Brasil, nossa lista só poderia começar com um nacional, o Rock in Rio.

Sim, a gente sabe que não são apenas artistas do rock que se apresentam e, na verdade, sempre foi assim.

Apesar disso, achamos seguro dizer que o Rock in Rio é o maior festival de rock do planeta e, vejam só, teve sua primeira edição realizada também em 1985.

WOA ― Wacken Open Air

O WOA é considerado um dos melhores festivais de heavy metal do mundo, acontecendo anualmente na vila de Wacken, na Alemanha. A primeira edição aconteceu em 1990, apenas com bandas alemãs, mas isso mudou.

O festival ainda recebe mais bandas da Escandinávia e da Europa, mas artistas de outros países já se apresentaram.

Adivinha quem entra para a lista? Eles mesmos, o Sepultura!

Rock Werchter

A vila de Werchter sedia e batiza este festival que acontece na Bélgica, tendo a sua primeira edição em 1976.

As edições de 2003, 2005, 2006, 2007, 2012 e 2014 do Rock Werchter receberam o “Prêmio Arthur” por melhor festival internacional da International Live Music Conference.

Pode ser que essa premiação não pareça grandes coisas, mas o Werchter costuma ser elogiado pelo seu line-up que é mais eclético.

Por lá, já se apresentaram nomes como Foo Fighters, Arcade Fire, Prophets Of Rage e Kings Of Leon.

Festival de Glastonbury

Outra opção é o Glastonbury Festival, ou simplesmente Glasto, o segundo maior festival a céu aberto do mundo. Isso mesmo, perde para o Rock in Rio.

A primeira edição aconteceu em 1970 e o evento evoluiu muito desde então. Atualmente, são cinco dias de atrações artistas e não apenas musicais.

Como era de se esperar para um festival desse porte, não é só o rock que ganha espaço nos palcos, mas vale a pena considerar.

Dia do Rock para além dos festivais

Nem só de festivais e shows são feitas as celebrações do Dia do Rock, não é mesmo?

É bem provável que, como bom roqueiro ou roqueira, você já saiba exatamente o que quer ouvir hoje e o que mais deseja fazer para aproveitar a data, mas temos algumas sugestões:

  • Montar e compartilhar sua playlist de essenciais do rock;
  • Escolher uma playlist pronta de serviços de streaming, como a Pátria Rock, do Spotify (ou qualquer outra mais adequada ao seu gosto pessoal);
  • Ler sobre a história dos discos de vinil no blog da Obabox e se inspirar para começar ou aumentar a sua coleção;
  • Assistir a documentários sobre o rock clássico na Netflix;
  • Caprichar na selfie com a camisa da sua banda favorita ou postar uma foto sua em um show que marcou sua vida (e sim, tá liberado o “textão” na legenda).

Seja como for, o mais importante é curtir o Dia Mundial do Rock.

A gente sabe que você deve ouvir aos seus artistas favoritos todos os dias, mas se a data existe, o bom mesmo é aproveitar!

Gostou do post?

Aproveita para conferir quais são os discos mais vendidos da história e não esquece de contar pra gente quais são as suas bandas preferidas!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *