Sua rotina de cuidados com a casa passou por alguma mudança nos últimos tempos? Por causa do coronavírus, muita gente passou a dar mais atenção a medidas para desinfetar a casa.

O vírus, em específico, se propaga principalmente pelo ar, mas você tem bons motivos para caprichar na limpeza de ambientes como o banheiro e a cozinha para evitar a proliferação de microorganismos.

Que tal falarmos um pouco mais disso, compartilhando dicas para você otimizar esse cuidado? Vem com a gente!

Desinfetar a casa ‘na medida certa’

A primeira coisa que queremos é te tranquilizar. Nosso objetivo não é transformar você em uma pessoa alucinada por limpeza.

Exageros não costumam ser bem-vindos, não é mesmo? O que buscamos é um nível de limpeza para desinfetar a casa na medida certa e vamos explicar o porquê de estarmos sugerindo tudo isso.

A desinfecção de ambientes como o banheiro e a cozinha pode ser super interessante para evitar o surgimento e a proliferação de microorganismos causadores de doenças.

Salmonella e e.coli são alguns dos exemplos de “germes” que podem ser nocivos para nós.

Por outro lado, existem microorganismos que fazem bem para nós. Assim, o exagero está longe de ser uma boa ideia (inclusive porque dá um trabalhão e cansa além da conta).

Use produtos seguros e… com segurança

Apostamos que tão logo você tenha visto que o tema do post é desinfetar a casa, você pensou no uso de desinfetantes. Acertamos?

A relação é clara e faz total sentido, sendo nossa deixa para te lembrar que alguns produtos desse tipo são bastante abrasivos e, por isso, vale a pena usá-los com cautela e segurança.

Luvas e botas de borracha podem ser uma boa pedida, por exemplo. Além disso, convém ter cuidado com os olhos e a boca.

Algumas dicas interessantes:

  • Escolha um desinfetante que elimine germes e bactérias e que, de preferência, não contenha substâncias tóxicas.
  • Considere fazer seu próprio desinfetante caseiro;
  • Volte seus esforços para zonas de perigo. Quais? O banheiro e as esponjas e tábuas de corte usadas na cozinha.

Como fazer desinfetante caseiro

Já que mencionamos a ideia, fomos atrás de uma “receita” de desinfetante caseiro para compartilhar com você.

Os ingredientes são:

  • 100 ml de água oxigenada 10 volumes;
  • 250 ml de vinagre branco;
  • 250 ml de água;
  • 1 recipiente com pulverizador com capacidade para 600 ml.

Como fazer e usar seu desinfetante caseiro:

Na verdade, você vai precisar misturar apenas a água e o vinagre, colocando-os no recipiente que tenha o bico de pulverização.

Para a desinfecção da casa, o passo seguinte é despejar um pouquinho da água oxigenada no local a ser limpo e, então, borrifar o vinagre diluído.

É fundamental não exagerar na quantidade de água oxigenada e ter cuidado para que a substância não entre em contato direto com a pele. Caso contrário, você pode sofrer com o ressecamento e embranquecimento da pele e, em situações mais graves, com a obstrução de vasos sanguíneos.

A dica? Usar luvas de borracha ao fazer uso do seu desinfetante caseiro.

Importante! Essa receita foi desenvolvida por um cientista da Virginia Tech (EUA), membro do Departamento de Ciência Alimentícia e Tecnologia.

Sua proposta foi criar algo para remover salmonela de carnes e vegetais e, para tal, é preciso muita atenção à quantidade de água oxigenada e, de preferência, usar a mistura somente em alimentos com casca ou que serão cozidos.

Mas, nosso foco aqui é a ideia de desinfectar a casa. Quanto a isso, saiba que esse desinfetante caseiro também pode eliminar microorganismos nocivos e reduzir a chance de transmissão de algumas doenças virais.

Concentre seu uso, por exemplo, nos banheiros compartilhados quando alguém de casa estiver com uma gripe ou resfriado.

Sobre a necessidade real de desinfetar a casa

Cloro, álcool e água sanitária estão entre os produtos mais usados por quem busca desinfetar a casa. A ideia parece ótima, não é mesmo?

E pode até ser, mas há quem sequer recomende algo assim. O biomédico Roberto Figueiredo, mais conhecido como Dr. Bactéria, afirma que uma mistura simples de água e vinagre pode resolver seus problemas.

Segundo o especialista, a proporção é de 10 litros de água para um copo de vinagre para criar uma solução desinfeta o banheiro ou a cozinha sem matar bactérias “do bem”.

Lembra-se de que mencionamos que existem microorganismos que fazem bem para a gente? Pois é. São bactérias que ajudam, inclusive, a eliminar aquelas que são nocivas para nós.

Assim,  exagero na desinfecção da casa, feito pensando em aumentar a proteção, pode não ter o efeito esperado.

Conclusão

Sem paranoias, desinfetar a casa é algo que pode ser mais simples do que parece.

Assim, você pode seguir usando um desinfetante comum, criar uma misturinha própria (desde que pesquise sobre antes) ou acatar a dica do Dr. Bactéria.

Em qualquer caso, vale ter em mente que alguns microorganismos são benéficos para nós e que, em contrapartida, o excesso de substâncias químicas pode ser perigoso.

Conclusão? Limpar e desinfetar a casa com segurança, sim. Exagerar, não!

Achou o conteúdo útil? Compartilhe com alguém que também vai gostar de ler!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *