A desidratação é um dos principais males que podem acontecer com frequência nas épocas de maior incidência de calor. 

Porém, não é apenas em épocas mais quentes que se deve ter atenção para evitar estar desidratado. A desidratação pode acontecer a qualquer momento e precisa de cuidados específicos, principalmente com pessoas com mais idade. 

Por isso, trouxemos esse texto especialmente para te ajudar a saber que cuidados são esses e como prevenir a saúde se hidratando sempre. 

Esperamos que tenha uma excelente leitura!

O que é a desidratação? 

A desidratação acontece quando o corpo perde mais água do que o consumido. Dessa forma, o organismo apresenta dificuldades para exercer algumas funções do corpo, trazendo alguns sintomas de mal estar. 

Geralmente a desidratação se apresenta para algumas pessoas com maior frequência no verão ou em em dias mais quentes. 

Porém, não existe regra para que a desidratação ocorra. Os tempos mais quentes facilitam o cenário por conta do excesso de transpiração do corpo, fazendo com que a pessoa sue mais e elimine mais água. Quando não se consome líquido suficiente, esse cenário contribui para a desidratação. 

Contanto, algumas pessoas podem apresentar a desidratação de forma constante. É o caso de crianças que estão sempre em movimento e suam mais. Por conta disso, podem desidratar com facilidade. 

Outro caso é o de pessoas de mais idade que também podem apresentar desidratação intensa. Isso ocorre, pois o corpo de uma pessoa com mais idade apresenta maior dificuldade em conservar água no organismo. 

Além disso, o corpo pode apresentar dificuldades em se adaptar sobre as mudanças de temperatura. 

Um alerta

O quadro de desidratação pode facilitar a ação de vírus e bactérias no organismo. Isso acontece por conta da fragilidade que o sistema imunológico é submetido por conta do quadro, o que o deixa mais fraco para combater doenças. 

Os sinais da desidratação

Quando uma pessoa está desidratada é possível observar alguns sinais. Alguns deles são ressecamento dos lábios, alguns ficando até feridos, e fraqueza corporal. 

Para casos de maior gravidade, a pessoa pode apresentar pressão baixa, dificuldade para se comunicar e pensar, além de dor no peito. 

Na presença de qualquer um dos sinais citados acima, é importante parar o que está fazendo e pedir por ajuda. 

Sintomas da desidratação

Os sintomas de desidratação são diversos. Alguns deles podem ser:

  • Sede constante: É importante beber no mínimo dois litros de água por dia para evitar a desidratação. 
  • Cansaço: A pessoa se sente cansada para fazer até ações simples, como sentar, levantar e andar.
  • Constipação: Com a falta de água no organismo, a prisão de ventre pode ocorrer com maior facilidade. Isso ocorre, pois o intestino busca retirar o máximo de água do organismo para de manter funcionando. 
  • Enxaqueca: Com o aumento do batimento cardíaco, a dor de cabeça passa a ser um sintoma da desidratação. 
  • Menor vontade urinar: Com menos água no organismo, a vontade de ir ao banheiro diminui. 
  • Urina amarelada: Menos água no organismo é sinônimo de toxinas em maior concentração no organismo, principalmente na região da bexiga. Isso contribui para uma urina amarelada e ácida. 
  • Pele ressecada: A pele é um dos principais locais a serem hidratados com a presença de água. Com a falta dela, o resultado é uma pele mais esbranquiçada e seca. 

Prevenção: o cuidado para não desidratar 

O primeiro cuidado básico para evitar a desidratação é o consumo de água. Consumir de dois a três litros de água por dia, principalmente em dias quentes, é indispensável para uma boa saúde. 

Além disso, outro cuidado essencial é quanto ao consumo de alimentos e substâncias que ajudam a desidratação. 

O alto consumo de álcool e de café são potenciais responsáveis pelo quadro. Por isso, é interessante estar sempre se hidratando com água para compensar o consumo. 

Fatores como alta temperatura e se exercitar sem beber água são outros potencializadores. Mantenha uma garrafa com água sempre a mão para evitar estar desidratado. 

Quando uma pessoa já está doente e apresenta diarreia, vômito e febre também pode desidratar com facilidade. Por isso, é de extrema importância manter o consumo moderado de água para o organismo se restabelecer. 

Alimentos para ajudar a não desidratar 

Dependendo do quadro e a causa da desidratação, alguns alimentos podem ajudar muito a melhorá-la. Outros também podem evitar que a pessoa desidrate. 

Alguns desses alimentos são frutas aguadas, como a melancia e o abacaxi. Além de promoverem a sensação de saciedade, ajudam repondo líquidos e minerais que o organismo tanto precisa. 

Sorvetes naturais leves e de fruta também ajudam. O sorvete ajuda no resfriamento da temperatura corporal, o que ajuda a diminuir a perda de líquido pelo suor. 

Atenção especial: desidratação em idosos 

Os idosos são algumas das pessoas que mais sofrem com o quadro de desidratação. Como esse quadro mexe diretamente com as funções vitais do organismo, pessoas de mais idade precisam estar atentas para que não se acarrete consequências para graves. 

É de extrema importância que pessoas de maior idade se preservem ao máximo para não correrem o risco de desidratar e enfraquecer o seu sistema imunológico. 

Portanto, com uma alimentação balanceada, consumo suficiente de líquidos, evitando a exposição excessiva a altas temperaturas e também o excesso de atividade físicas, fica mais fácil evitar ser vítima desse quadro. 

Pessoas com mais idade, ou seja, geralmente a partir dos 60 anos, podem apresentar dificuldades para que o corpo se recupere de quadros como o da desidratação. 

Por isso, é importante não se descuidar e não deixar de manter a hidratação em dia, evitando a instalação de doenças e fortalecendo as defesas do organismo. 

A desidratação pode ocasionar desde mal estar, sede e demais sintomas, até consequências mais graves, como a vulnerabilidade do sistema imunológico para bactérias e vírus externos. 

Quando o assunto é evitar a desidratação em idosos, o cuidado é ainda mais essencial. É importante se manter atento e se hidratando sempre que possível. 

Por isso, se você deseja saber mais sobre como manter uma vida boa e saudável e longe da desidratação, não deixe de acompanhar os textos que sempre preparamos para você.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *