Você sabe como incluir as crianças na divisão de tarefas domésticas?

A gente sabe que o melhor da infância é poder brincar e se divertir bastante, mas sempre tem um espacinho para aprender e isso pode passar pelas tarefas de casa.

Envolver as crianças na arrumação ou na faxina é algo que tem poder educativo e, desde que exageros sejam evitados e boas estratégias sejam adotadas, faz bem e funciona. Vamos às dicas? Acompanhe!

Defina tarefas adequadas

Para envolver as crianças, pode ser interessante montar um cronograma com tarefas domésticas que tenha estímulos visuais. Já viu os quadros em que é possível mover um marcador para sinalizar quando uma tarefa foi cumprida? Estratégias assim são bastante válidas.

O que você precisa ter em mente para montar esse cronograma é a necessidade da casa e, mais importante, a faixa etária da criança para que sejam definidas tarefas adequadas.

Pegar pesado pensando em “forçar” o aprendizado pode dar errado, desestimular e fazer com que a criança associe as tarefas a algo ruim. Por isso, analise com carinho o que os pequenos são capazes de fazer sem que precisem passar por um estresse ou desgaste desnecessário.

O que cada faixa etária consegue fazer?

Algumas crianças começam a andar mais cedo do que outras, não é mesmo? Isso significa que não há uma única regra sobre tarefas domésticas infantil no sentido de cravar o que uma pessoa consegue fazer com base em sua idade.

Com isso, é a sua avaliação é determinante. Recomendamos apenas que tenha em mente que crianças são, muitas vezes, mais capazes do que pensamos! Para te orientar, separamos algumas orientações, confira:

Crianças de 2 a 3 anos

Dá para começar a participar da arrumação da casa desde cedo, incluindo tarefas na rotina da criança que precisam ser cumpridas à medida que a necessidade surge. Crianças de 2 a 3 anos podem:

  • Recolher os próprios brinquedos;
  • Ajudar a limpar caso uma comida ou bebida caia no chão ou em outra superfície;
  • Ajudar a alimentar animais de estimação;
  • Separar a roupa suja para lavar por cores;
  • Colocar a roupa suja no cesto;
  • Tirar o prato da mesa (se não for de vidro) e levar para a cozinha.

Crianças de 4 a 5 anos

Nessa faixa etária, as crianças não vão realmente entrar na divisão de tarefas domésticas, mas podem ser responsáveis por algumas coisas ainda que você precise dar uma ajeitada em tudo depois. Veja:

  • Arrumar os brinquedos;
  • Arrumar ou ajudar na arrumação da própria cama;
  • Ajudar no preparo de refeições cumprindo tarefas simples como adicionar os ingredientes de uma receita de bolo no recipiente onde serão misturados, etc;
  • Colocar e tirar roupas da máquina de lavar (a depender de onde fica a abertura do equipamento);
  • Regar plantas;
  • Separar o lixo para reciclar.

Crianças de 6 a 8 anos

Nessa fase o cronograma de tarefas domésticas começa a fazer mais sentido, inclusive porque as crianças começam a entender que pode não ser tão divertido cumprir com suas responsabilidades.

Assim, o cronograma pode servir para que você acompanhe melhor o que realmente está sendo feito e até estabeleça um sistema de recompensas. O acesso a tablets e outros dispositivos, por exemplo, pode servir como “moeda de troca” pela realização das tarefas.

Seja qual for seu sistema, saiba que nessa faixa etária as crianças podem:

  • Arrumar o quarto;
  • Varrer a casa e recolher o lixo com pás;
  • Ajudar a passar o aspirador de pó;
  • Ajudar a lavar a roupa;
  • Estender a roupa limpa para secar no varal;
  • Ajudar a colocar e a retirar a mesa para as refeições;
  • Guardar as compras.

Crianças de 9 a 12 anos

Com o avanço da idade, o senso de responsabilidade se desenvolve, mas o sistema de recompensas pode seguir existindo. Nessa faixa etária, além de algumas tarefas já realizadas antes, crianças podem:

  • Lavar e guardar a louça;
  • Levar o lixo para fora;
  • Ajudar a fazer a lista do supermercado;
  • Trocar a roupa de cama;
  • Ajudar no preparo de refeições;
  • Ajudar a lavar o carro.

Tarefas curtas e diversão

Para começar a ensinar os pequenos sobre a importância de ajudar ou incluir as crianças na divisão de tarefas domésticas, convém começar aos poucos e, de preferência, de forma divertida.

O ideal é que nem mesmo os mais grandinhos passem “o dia todo” ajudando com a faxina de casa porque, no melhor dos cenários, o que nós mais queremos é que crianças possam brincar e aproveitar a vida, além de ajudar.

Pense em músicas e até em brincadeiras para elevar o astral de todos. Se você tem mais de uma criança em casa, por exemplo, pode criar uma competição saudável dizendo que quem arrumar a cama primeiro tem direito a escolher a sobremesa do dia.

Paciência e orientação

“Com sua idade eu já sabia…”. Alguém já te disse isso? Enquanto comparar realidades pode instigar ou motivar, pode também ter um efeito negativo e sequer ser justo.

Se a criança não sabe como executar uma tarefa, tenha paciência e ensine. Se for preciso, acompanhe a execução das primeiras vezes e vá passando orientações para que ela aprenda aos poucos e se sinta cada vez mais capaz e orgulhosa de si mesmo.

Fez, mas fez errado? É certo explicar o que não deu certo, cobrar mais atenção e o que for preciso, mas cuidado para não pegar pesado, ok? Lembre-se de que crianças gostam de aprender, sobretudo quando são estimuladas e em um ambiente positivo.

Segurança em primeiro lugar

Até mesmo adultos acostumados a fazer faxina precisam ter cuidado. Um chão molhado e com produtos de limpeza pode ser um “convite” para uma queda, enquanto produtos químicos podem apresentar risco de alergia, irritações e até intoxicações graves.

Se adultos precisam estar atentos, o melhor a se fazer é evitar riscos e definir a divisão de tarefas domésticas de forma a manter todos seguros. Lembra-se de que dissemos que sua avaliação é determinante? Pois é.

Além das dicas que demos, considere aquilo o que você sabe que sua criança é capaz de fazer. Pode ser que uma criança de 9 anos acabe quebrando louças ao tentar lavá-las, então convém esperar mais um pouco para evitar acidentes. Entendeu o raciocínio?

Incluir crianças de diferentes idades na limpeza da casa, criar um cronograma de com tarefas domésticas e adotar outras estratégias vai trazer benefícios para o desenvolvimento dos pequenos, para seu senso de responsabilidade e para a casa.

Gostou do post? Leia também: Dicas De Como Fazer Uma Faxina Completa e Manter a Casa Limpa!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *