A tecnologia surgiu para facilitar a vida das pessoas e isso passa por mantê-las conectadas, não importando a distância. Entretanto, em áreas rurais isso sempre foi um desafio porque as empresas do setor não conseguiam viabilizar sinal para essas regiões.

Imagine há alguns anos quando o filho que vive na capital tentava falar com o pai que mora no sítio, longe dos grandes centros, e não conseguia em função da ausência de conexão. 

Tempos complicados, mas que, com o desenvolvimento da tecnologia estão ficando para trás, dando lugar a uma interligação sem fronteiras, não importando o lugar. 

Existem equipamentos eficientes capazes de melhorar a conectividade nestas localidades. Vamos explicar hoje em detalhes o funcionamento destes equipamentos e como através deles as pessoas se comunicam. 

Qual a realidade sobre a conexão para internet em áreas rurais? 

Quando falamos em acesso a internet parece algo banal para muitos que vivem em cidades grandes. Entretanto, essa não é uma realidade totalmente palpável para quem vive no campo. 

De acordo com o último Censo Agropecuário, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística, falta conexão em 3,6 milhões de fazendas pelo país. 

O Brasil tem 5,07 milhões de estabelecimentos rurais. Portanto, em mais de 70% falta internet. Fator preocupante e que prejudica, não só a comunicação entre as pessoas, mas a implementação de novas tecnologias para potencializar o crescimento do agronegócio brasileiro. 

O que é e para que serve a antena rural? 

A antena rural consiste em um dispositivo usado para que os celulares possam ter sinal para serem utilizados nas áreas rurais, onde a cobertura de celulares não consegue chegar. 

O equipamento ajuda a aprimorar a recepção desse sinal. Entretanto, para que ele funcione com eficiência, é necessário que a sua instalação seja feita de forma que a antena fique apontada para a torre de transmissão mais próxima ou para o local onde o sinal é mais intenso. 

É um dispositivo importante para melhorar a conexão de quem vive ou trabalha nestas localidades. 

Além de melhorar a conexão para smartphones, ela abre a possibilidade para utilização de um telefone celular fixo, totalmente adaptado para uso rural. Ele funciona com um cabo coaxial conectado ao aparelho. 

Também existe a possibilidade de utilizar adaptadores de celular que habilitam os celulares a receberem o sinal. Geralmente, são estruturas que se encaixam atrás dos telefones. 

O que são os repetidores de sinal e para que servem? 

Trata-se de um aparelho que leva o sinal de celular a locais onde existe dificuldade de cobertura, como áreas rurais. 

Embora seja um produto mais caro, pois permite acesso a internet 3G, conforme seja o local de utilização e disponibilidade da operadora, a instalação é bem simples. O aparelho é conectado internamente, melhorando a conexão da antena no ambiente externo. 

O objetivo desses aparelhos é potencializar o sinal das operadoras, principalmente em locais remotos onde a conexão é fraca ou praticamente inexistente. 

Conheça os benefícios de uma área rural conectada

Além de viabilizar a comunicação no campo e possibilitar o uso de telefones celulares em áreas rurais, dispositivos que facilitam a comunicação nestas localidades, como antenas rurais e repetidores de sinal proporcionam mais benefícios que são:

  • Melhorar qualidade das ligações; 
  • Possibilidade de ter internet 3G e 4G no campo; 
  • Viabilidade para uso de mais celulares.
  • Acesso a novas tecnologias essenciais ao trabalho no campo. 

É possível ter internet rápida em áreas rurais? 

A resposta a essa pergunta é um pouco complexa, pois tudo depende da estrutura da sua região. O fato é que muitas operadoras estão investindo em formas de levar uma conexão mais consistente ao meio rural. 

Operadoras conhecidas no mercado direcionam planos específicos para atender a estas localidades. Em princípio as condições são atrativas, mas é essencial analisar criteriosamente se os pacotes atendem às suas necessidades. Entre as empresas que oferecem planos deste tipo estão Tim, Claro, Vivo e Oi.

Vale ressaltar ainda que as operadoras disponibilizam as opções de internet via rádio e satélite, mecanismos que garantem acesso à internet em boa parte do país, ampliando a chance de quem vive no campo ser contemplado. 

Agtechs: alternativas para gestão e maior conectividade no campo

Como dissemos, a ausência de conexão no meio rural prejudica, não só do ponto de vista da comunicação, mas também sob a ótica do acesso às novas tecnologias. 

Quando se fala em novas funcionalidades para o campo, é preciso mencionar as Agtechs, startups que levam soluções inovadoras a estes locais, visando o fortalecimento do agronegócio na região. 

Entre as principais soluções que poderiam chegar a estes lugares com acesso a internet estão softwares para gestão empresarial, mecanismos para monitoramento da lavoura, equipamentos para controlar logística e armazenamento de insumos, entre outras possibilidades. 

Conclusão

Mesmo vivendo em uma área rural, é possível investir em equipamentos que viabilizem o acesso a internet, ampliando o leque de possibilidades, não só para se comunicar, mas para novos negócios. 

Com um investimento relativamente baixo, é possível se conectar com o mundo de maneira eficiente, mesmo longe das grandes metrópoles. 

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos e continue acompanhando a ObaBox no blog e nas redes sociais.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *