Quando os celulares modernos, conhecidos como smartphones, dominaram o mercado, um público ficou prejudicado, a terceira idade. Felizmente, os fabricantes notaram isso e desenvolveram aparelhos específicos. Você já está sabendo disso, mas ainda tem dúvida se vale a pena comprar celular para idoso?

Neste post, vamos contar a você o que é um celular para idosos e explicar por quais motivos pode ser interessante adquirir um seja para você mesmo ou para presentear alguém. Vamos lá?

Os idosos e o uso de celulares modernos

A terceira idade é o grupo que tem mais dificuldades para acompanhar os avanços tecnológicos e isso é perfeitamente natural. É certo que existem aqueles que lidam muito bem como os celulares modernos, mas isso não é regra.

A maioria dos aparelhos modernos têm muitas funções e programas cuja finalidade não é facilmente identificada pelos idosos. Por vezes, até os adultos na faixa dos 30 a 40 anos ficam perdidos com as novidades que aparecem e as formas de uso de cada aplicativo!

Hoje em dia, celulares são como computadores que cabem na palma da mão. Por meio deles, é possível fazer uma variedade de coisas que vão desde uma simples ligação, passando pelo pagamento de contas até chegar à compra de um carro!

Sendo assim, para muitas pessoas, os celulares modernos são sinônimo de praticidade, uma pequena ferramenta por meio da qual é possível resolver várias questões do dia a dia. Para a terceira idade, porém, todos esses benefícios podem passar despercebidos em razão da dificuldade em mexer nos aparelhos.

Se você se identifica com essa situação, não se sinta mal e saiba que não está só! E se você conhece algum idoso que tem dificuldade com o uso da tecnologia dos smartphones, seja compreensivo. O “problema” tem solução!

O que é um celular para idoso

Como é possível deduzir e nós já indicamos, um celular para idoso é um aparelho que foi especialmente desenvolvido pensando nas pessoas que compõem o grupo da terceira idade.

Isso significa que o aparelho se concentra preferencialmente em funções básicas e é adaptado para contornar algumas dificuldades que os idosos enfrentam ao usar um celular moderno.

O foco nas funções básicas segue a ideia de que nada adianta ter um computador que cabe na palma da mão ― um smartphone ― se a ideia de múltiplas funções deixa o usuário perdido a ponto de mal conseguir usar o aparelho.

Assim, um celular para idosos garante que seja fácil fazer ligações, enviar mensagens de texto e, em alguns casos, enviar também mensagens de whatsapp. Além disso, costumam contar com rádio FM, baterias de longa duração e um botão de emergência para acionar contatos com rapidez.

Existem dois tipos de celular para idosos: os que imitam aparelhos antigos e os que são adaptações de aparelhos modernos. Vamos a eles!

Celulares que imitam os antigos

É provável que você se lembre que, antes dos smartphones, existiam celulares cujo teclado era físico ― diferente dos aparelhos modernos em que, para discar um número ou digitar um texto, é preciso tocar na tela do celular.

O toque na tela dos celulares modernos precisa ser sutil porque trata-se de uma tecnologia sensível. Idosos nem sempre se adaptam a essa ideia, seja por dificuldade em compreender a tecnologia ou até em razão de tremores que deixam seu toque menos preciso.

Com isso em mente, existem celulares para idosos que foram desenvolvidos nos dias de hoje, mas seguindo modelos antigos com teclas físicas. É o caso do ObaPhone Barra e do ObaPhone Flip, que são boas alternativas para quem não lida bem com o toque na tela.

Celulares modernos adaptados

Uma característica do celular para idoso que imita aparelhos antigos é que não há acesso à internet. Assim, não é possível usar o whatsapp e nem outros programas como o facebook e o uber.

Algumas pessoas sequer sentem falta dessas funções, mas para aqueles que gostam de usar os aplicativos, existe uma alternativa. 

Entre os celulares desenvolvidos especialmente para a terceira idade, existem aqueles que são versões adaptadas dos aparelhos modernos.

Isso significa que há opções, como o ObaSmart 2, que não têm teclas físicas, mas sim uma tela grande que funciona por meio do toque, e que têm acesso à internet e aos aplicativos.

O principal ponto é que, ainda que se pareça com um celular moderno comum, um aparelho adaptado tem números, letras e botões em tamanho maior para melhorar a visibilidade.

Além do mais, também contam com a chamada de emergência que pode ser muito útil aos idosos.

Então, vale a pena comprar?

Agora você já sabe o que é um celular para idosos e porque essa alternativa foi criada: permitir que a terceira idade faça uso de aparelhos móveis para se comunicar sem enfrentar dificuldades com os sistemas complexos dos celulares modernos.

A premissa básica do celular para idosos é ser de fácil uso. E para que você não tenha dúvidas do quanto isso pode ser importante, imagine a seguinte situação:

Um casal de idoso com 78 e 80 anos mora sozinho em sua casa. Certa manhã, a esposa amanhece sentindo um leve mal estar que precisa de atenção médica. Aos 80 anos, o marido já não dirige e gostaria que um de seus filhos acompanhasse a ele e sua esposa ao consultório ou hospital.

Para tanto, decide fazer uma ligação usando seu celular moderno comum. As teclas são pequenas e o toque na tela não é fácil de lidar. Existem tantas funções que ele demora para encontrar sua lista de contatos e tem dificuldade para selecionar o nome do filho no aparelho.

O tempo vai passando, a esposa continua sentindo-se mal e o marido começa a ficar nervoso… Até que finalmente consegue falar com o filho e tudo corre bem a partir daí.

O final da história é feliz. A esposa não teve nenhum problema grave e já está de volta ao lar, sentindo-se bem. Ela e o marido, porém, ficam preocupados com a dificuldade que enfrentam quando precisam ligar ou passar uma mensagem a alguém.

Com base no exemplo dado, conseguiu entender como um celular para idosos poderia ter tornado toda a situação mais simples? Com teclas grandes, fossem elas físicas ou em um aparelho de toque adaptado, o senhor teria se comunicado mais facilmente com seu filho.

Ainda, com um celular especialmente desenvolvido para terceira idade, o casal poderia ter simplesmente usado o botão de emergência ou botão SOS para solicitar a ajuda de que precisava.

E caso preferissem não chamar o filho, com um celular moderno adaptado poderiam ter chamado um Uber sem dificuldade. Algo que lhes ajudaria a resolver o problema e com autonomia!

Entendeu por que vale a pena comprar um celular para idosos? Acesse o site da Obabox e conheça nossos aparelhos especiais para a terceira idade!