Reformar a casa é algo que você pode fazer por necessidade, em razão de um problema, ou por livre e espontânea vontade de mudar algo para deixar o ambiente do jeitinho que você quer.

Seja como for, até mesmo as obras mais simples costumam gerar algum tipo de dor de cabeça, sobretudo se você vai permanecer na casa durante a reforma. Quanto a isso, é sempre melhor prevenir do que remediar! 

Neste post, compartilhamos com você algumas dicas que podem fazer sua reforma ser mais bem sucedida e tranquila. Acompanhe!

Planeje a obra

Pode até parecer improvável, mas não é raro que pessoas comecem uma obra sem o devido planejamento. É comum que saibam o que querem que seja feito, mas nem sempre consideram todo o processo e cada etapa a ser seguida.

Para reformar a casa sem sair dela e ter menos dor de cabeça, tire um tempinho para planejar. Por onde começar? Qual cômodo será o segundo? E o terceiro? Responder a essas perguntas vai ajudar você a esquematizar a retirada de móveis de determinado ambiente e as demais adequações que devem ser feitas para a obra.

Imagine se você retira os móveis do quarto e leva-os para a sala, mas na hora de colocá-los de volta em seu lugar de origem, não pode fazê-lo porque decidiram arrumar o corredor primeiro, travando a circulação! O planejamento ajuda a evitar situações como essa.

Caso contrate algum profissional para auxiliá-lo, elabore um calendário para que todos tenham previsões claras. Algo que ajuda a manter o ritmo da reforma ― e consequentemente, a manter a obra dentro do orçamento ― e a organização. Uma característica crucial para que a reforma não vire uma loucura imprevisível.

Escolha um cômodo para a família

Se você decidir reformar a casa toda, o mais recomendável é que você faça a obra por partes. Entretanto, nem sempre dá para fazer um cômodo por vez porque, enquanto espera uma parede secar, o profissional pode estar adiantando outra etapa em outro ambiente da casa.

Com isso, é interessante que você escolha um cômodo para que a família se “abrigue” durante a obra. Certifique-se de levar o que todos precisam: suas roupas, medicamentos e outros itens de uso diário. A dica é para que tentem ser práticos e atenham-se àquilo o que realmente precisam para não transformar o ambiente em um amontoado de coisas.

O cômodo escolhido deve ser o último a passar pela reforma e, na medida do possível, ao passo a que a obra vá sendo concluída, os moradores podem ir retornando aos seus ambientes convencionais.

Adeque os horários

Em geral, obras começam cedo porque é mais fácil para os profissionais trabalharem aproveitando a luz do dia. Definir horários é interessante para que você e os demais ocupantes da casa estejam preparados e tenham certa liberdade no período da reforma. 

Sabemos que, quando uma obra está em andamento, alguém sempre precisa estar presente atendendo às solicitações dos profissionais. Por essa razão, saber quando o serviço começa e termina e quais são as pausas para almoço e lanche, por exemplo, vai ajudar você a planejar suas próprias atividades.

Além disso, caso tenha alguma necessidade especial com relação a horários ― por ter um bebê na casa ou alguém mais idoso que precise seguir uma rotina específica ―, essa adequação se torna ainda mais importante.

Proteja os móveis e objetos

Antes da obra começar, projeta móveis e objetos da casa. Se necessário for, coloque itens mais sensíveis, sobretudo peças de decoração, em caixas e cubra as peças e móveis maiores com tecidos ou lonas.

Essa proteção, além de evitar quebras, evita também o acúmulo de poeira ou danos que podem ser causados durante a pintura em razão dos respingos que comumente aparecem.

Ainda, avalie uma forma de proteger portas e seus vãos para evitar a passagem da poeira de um ambiente ao outro. Algo que vai contribuir para que as áreas da casa que ainda não estejam passando pela reforma sejam o menos impactadas possível pela sujeira.

Aposte na limpeza e na organização

Reformar a casa sem provocar sujeira é impossível, mas manter certo nível de limpeza e organização é algo que pode ser feito sim. No processo de escolha dos profissionais responsáveis por conduzir a obra, você tem chances de encontrar aqueles que já trabalham seguindo esta política.

Caso isso não aconteça, não deixe de firmar um acordo e estabelecer que, diariamente, ao final das atividades, os locais de trabalho devem ser limpos ― na medida do possível ― e organizados.

Os próprios profissionais vão se beneficiar com essa medida porque passarão a encontrar, dia após dia, ambientes mais preparados para dar continuidade ao seu trabalho e cumprir o cronograma.

Enquanto a família vai tirar vantagem da redução da sujeira e de um nível de ordem que mantém os ambientes em reforma minimamente circuláveis.

Considere medidas alternativas

Uma boa dica de como reformar a casa enquanto você permanece nela é buscar soluções alternativas às convencionais. Caso você decida trocar o piso de um ambiente, por exemplo, considere instalar o piso novo por cima ao invés de fazer a retirada do antigo.

Isso porque, retirar um piso pode ser um processo trabalhoso, demorado e que, por essas razões, aumentam o custo de sua obra. Consulte profissionais para dizer a você se, em sua casa, é possível ou não adotar a medida alternativa ― algo que depende, por exemplo, das características e condições do piso atual.

Outra possibilidade é optar pela aplicação de papel de parede ao invés de renovar a pintura em todos os cômodos. O papel causa menos sujeira e transtornos característicos de uma obra e ainda, pode trazer um efeito único para o seu ambiente.

Prepara-se para lidar com imprevistos

Por fim, mas não menos importante, prepare-se para os imprevistos. Se você já viveu uma experiência de obra em que nada fugiu do planejado, faça-nos um favor e conte pra gente o segredo!

A decisão de reformar a casa precisa vir acompanhada da ideia de que, durante o processo, os profissionais podem descobrir um problema que ninguém sabia que existia até o momento. Uma situação que pode forçar uma mudança de planos ou readequação no orçamento e no cronograma.

Dias de chuva intensa podem atrasar a obra na parte externa, enquanto um defeito em uma máquina alugada para a reforma também pode fazer o prazo se estender.

Ter essas e outras possibilidades em mente vai ajudar você a não ser surpreendido, o que tende a amenizar os estresses que são quase inevitáveis na vida de quem decide reformar a casa.Gostou do post? Confira também nossas dicas para reformar a casa gastando pouco!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *