O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo e está ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Você faz parte desse grupo? Sabe como preparar um chá de forma a garantir seus benefícios?

Perguntando assim, pode até parecer que preparar chá corretamente é algo desafiador, mas isso não é verdade.

Apesar disso, para realçar o sabor da bebida e ter os efeitos esperados para a saúde e o bem-estar, há algumas coisas que você precisa saber.

Neste post, além de dicas de preparo, apresentamos outras informações para que você conheça melhor a bebida e tenha ainda mais motivos para se apaixonar!

Breve história e o consumo do chá no mundo

Reza a lenda que o chá é uma bebida que se originou na China por volta do ano 2.737 a.C. quando o Imperador Shen Nong fervia uma água quando folhas de uma árvore próxima caíram na panela.

A bebida é consumida e produzida em diversos países, ocupando espaços diferentes em cada cultura e possuindo características que podem mudar de um local para o outro.

A Inglaterra, por exemplo, é um país famoso pelo “chá das cinco” ou pela brincadeira de um convite para um “chá com a Rainha”. Por lá, inclusive, é muito comum que a bebida seja servida com leite ― algo que não é tão comum aqui no Brasil, embora muitos amantes do chá já o consumam dessa forma por aqui.

E já que compartilhamos essa informação, uma dica: diferentes chás podem ficar saborosos com a adição de leite. Em muitos casos, é o gosto pessoal quem determina isso, mas vale saber que não é recomendado misturar leite em chás verdes.

Independente da forma de preparo, fato é que uma pesquisa da Euromonitor constatou que o chá é a segunda bebida mais consumida do planeta, perdendo apenas para a água. Em 2019, foram cerca de 243 xícaras por pessoa no mundo!

Os benefícios do chá para a saúde e o bem estar

Ainda que muitos chás possam ser servidos frios, é mais fácil associar a bebida ao um momento de relaxamento e autocuidado em busca de bem estar quando servida quentinha. Isso porém, é quase sempre questão de preferência.

Para além da questão de gosto, portanto, vamos a alguns dos principais benefícios dos chás:

  • (chás com cafeína e com o aminoácido teanina) melhoram os níveis de concentração;
  • previnem a aterosclerose, ou seja, o acúmulo de gordura nas artérias;
  • (três xícaras de chá por dia) previnem o acúmulo de gordura no fígado, a cirrose e a doença hepática crônica;
  • previnem o diabetes;
  • reduzem o risco de doenças cardiovasculares;
  • (três xícaras de chá por dia) reduzem o risco de um acidente vascular cerebral (AVC);
  • inibem o surgimento de células cancerígenas;
  • contribuem para a redução do colesterol ruim ou LDL;
  • (três xícaras de chá por dia) diminuem as chances do surgimento de sintomas da depressão;
  • contribuem para minimizar a ansiedade e a TPM;
  • promovem o relaxamento e favorecem o bom sono.

Como você pode imaginar, diferentes chás têm diferentes benefícios. Um chá verde, por exemplo, pode ajudar você a elevar seus níveis de concentração, mas se você quer uma noite reparadora, precisa optar por ervas como a camomila.

O que você precisa saber desde já é que:

  1. segundo a nutricionista Nairana Borim “todos os chás contém polifenóis” e, por isso, nos fazem bem;
  2. entretanto, o consumo excessivo de qualquer chá pode ocasionar desconforto estomacal, náuseas e alterações intestinais.

Chá, infusão e decocção: tem diferença?

Para ampliar ainda mais seus conhecimentos, vamos falar brevemente sobre a diferença entre os tipos de chá.

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que chamamos de chá qualquer bebida à base de ervas preparada em água quase ou fervente, mas isso não é tudo.

Chá, no mais correto significado do termo, é somente a bebida feita a partir da erva Camellia sinensis, popularmente conhecida como chá-da-índia.

Por sua vez, as demais bebidas feitas a partir de outras ervas como a camomila, a erva cidreira e a hortelã recebem o nome de infusões.

Quando preparada também com o caule e as raízes de alguma planta, a bebidas passa a ser chamadas de decocção.

No dia a dia, chamamos todas essas bebidas de chás e não foi diferente neste post até o momento desde esclarecimento que é importante porque há diferenças também no preparo. Veja só:

Preparo de chás

A Camellia sinensis dá origens a chás como o chá verde, o preto, o chá branco e alguns outros. Para essas bebidas, a recomendação comum é de que você não deixe a água ferver.

Assim, basta adicionar algumas folhas do chá à água bem quente e deixar repousar por alguns minutos.

Em geral, recomenda-se “uma colher de chá” da erva escolhida e o tempo de descanso varia ― três, cinco ou 10 minutos ― a depender do quão forte você deseja que o sabor da bebida seja.

Atenção: excessos podem tornar o seu chá amargo!

Em seguida, basta retirar as ervas da água, se preciso coar, e tampar até que a bebida fique morna ou em temperatura agradável o bastante para ser consumida sem queimar a boca.

Preparo de infusões

Diferente dos chás, as infusões são feitas com água fervente; tão logo as bolhas comecem a aparecer na água, você deve desligar o fogo.

Há duas opções: jogar as ervas diretamente na panela usada para ferver a água ou colocar as ervas em uma xícara e despejar a água fervente sobre elas. Em ambos os casos, recomenda-se tampar o recipiente e aguardar por cerca de cinco a 15 minutos.

Infusões são feitas com folhas, flores e até frutos moídos. Se desejar, você pode preparar uma quantidade maior de uma só vez, mas vale ter em mente que a bebida deve ser armazenada em geladeira e consumida em até 24 horas.

Em média, para uma infusão de chá, usa-se uma ou duas colheres de sopa da planta fresca para uma xícara de água. Você pode fazer suas experiências, evitando excessos, porém.

Preparado de decocções

Como você já sabe, decocções são as bebidas que usam caules e raízes, assim como cascas. Algumas escolhas comuns são a canela, o gengibre e a casca de laranja.

Quando for preparar esse tipo de chá, você precisa se lembrar de que os elementos devem ser fervidos junto com a água.

Entenda: você não deve ferver a água e só depois despejá-la sobre os elementos, mas colocá-los na panela junto com a água e então ligar o fogo.

Em geral, uma decocção deve ferver por cerca de 10 a 15 minutos. É importante tampar a panela, se necessário deixando uma pequena abertura, para evitar que a água se evapore em demasia.

Dicas finais para a sua “hora do chá”

À medida que você se habituar a como preparar chás, vai compreender melhor sobre as formas de preparo de cada tipo da bebida. É comum que algumas ervas acompanhem instruções sobre a temperatura ideal da água e você também pode se aprofundar sobre isso em uma pesquisa na internet.

Se você descobrir que adora chás, pode até começar a plantar algumas de suas ervas favoritas para tornar sua relação com a bebida ainda mais especial. Já pensou?

Note que, neste post, focamos em instruções sobre o preparo de chás não industrializados, mas se preferir, nada impede você optar pelos chás de sachês que são vendidos nos supermercados. Basta seguir as instruções para aproveitá-los bem.

Por fim, recomendamos que, ao menos de vez em quando, você transforme sua “hora do chá” em um momento de qualidade consigo mesmo. Tire um tempinho para desacelerar, apreciar o sabor da bebida e sua própria companhia. Vai valer a pena!

E se você gostou mesmo da ideia de criar esse momento especial com seus chás favoritos, conheça a ObaMug: a caneca da Obabox que é ideal para o consumo da bebida!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *