Montar uma boa playlist é como ter uma estação de rádio própria, sem ter que ouvir músicas que a gente não gosta. Uma vez que a play está pronta, a única “preocupação” é colocar para tocar e curtir.

Já se perguntou o que faz uma boa playlist? Tem gente que monta listas incríveis e tem gente que até reúne músicas legais, mas acaba sentindo que algo não está fluindo tão bem.

Neste post, vamos apresentar dicas para que você saiba transformar suas playlists em puro sucesso (ou algo do tipo). Confira!

Escolha um tema ou “mood”

Pessoas ecléticas existem aos montes, mas acredite, é mais fácil montar uma playlist boa quando a gente não faz da lista de reprodução uma verdadeira “salada mista”.

Já imaginou colocar Anitta para tocar logo depois de um rock pesado? Bom, pode até funcionar bem para você e para várias outras pessoas, mas se você está em busca de uma dica de sucesso, escolha um tema ou um “mood” (humor).

Dê uma olhada nas playlists do Spotify que são feitas pela própria plataforma para entender do que estamos falando. Você vai encontrar seleções como “Cantando na Cozinha” ou “Dançando com as Crianças” que sugerem a reunião de músicas de um mesmo estilo que se encaixam bem ao momento ou situação que o título descreve.

Capriche nas três primeiras músicas

Definiu um tema ou um mood? Capriche na escolha das três primeiras músicas. Como você deve saber, muita gente julga se vale a pena ouvir uma playlist avaliando se gosta ou não das primeiras músicas.

Assim, vá logo para as músicas mais legais que você acha que combinam com o clima que você quer gerar. Tenha em mente que se você criar uma play chamada “Verão animado”, as pessoas vão esperar encontrar músicas alto astral e dançantes.

Então, mostre logo que a seleção entrega o que as pessoas desejam para que queiram fazer o download da playlist ou salvá-la para ouvir várias e várias vezes.

Conte com a inteligência artificial

Pode ser tarefa fácil escolher as três primeiras e selecionar ainda algumas outras músicas que você tem certeza que não podem ficar de fora. Mas, e depois?

Às vezes, é a memória que falha e faz com que seja difícil lembrar outras músicas que combinam com o tema ou mood definido. Às vezes, a gente se perde mesmo.

Seja como for, playlists do Spotify e de outras plataformas de streaming podem contar com uma ajudinha da inteligência artificial. À medida que você adiciona músicas à lista, o serviço começa a captar a ideia e sugerir músicas relacionadas.

Com isso, convém ficar de olho nas sugestões para receber dicas de músicas que você conhece, adora, mas estava se esquecendo  ou até para conhecer músicas que são tão legais quanto as que você já escolheu para a sua playlist.

Não tenha medo de reorganizar

O processo inicial de montagem de uma playlist pode fazer você ter várias músicas de um mesmo artista em sequência. Algo que, no fim das contas, tende a não ser tão legal a menos que o objetivo seja fazer uma play com as favoritas daquele artista.

Com isso, não tenha medo de reorganizar e alterar a ordem das músicas na playlist para chegar a um resultado mais interessante. Tente apenas se lembrar de que as três primeiras músicas precisam ser super legais!

Mais para a frente, quando a playlist estiver montada, você não precisa ficar reorganizando com frequência porque se cansou da ordem original. É só se lembrar de ativar o “modo aleatório”, também conhecido como shuffle.

Saiba quando parar

Voltando ao processo de montagem de uma boa playlist, vamos supor que você está lá explorando as sugestões da plataforma de streaming, se lembrando de outros artistas e músicas e se divertindo até. Ótimo!

Por mais legal que isso seja, entenda que uma hora você precisa parar. Há quem consiga montar playlists com 9h, 10h ou mais horas de duração, mas fazer isso bem é um desafio. Ou o mood se perde ou você precisa ter uma habilidade desenvolvida para fazer a transição entre os estilos e manter a play agradável.

É legal que playlists tenham música o suficiente para algumas horas de reprodução, mas assim que você sentir que está difícil se manter no tema ou no mood que você criou, pare.

Pense em um nome bacana

Por mais pessoal que a seleção musical seja, a menos que você a queira guardá-la sete chaves ou mantê-la privada, não convém escolher um nome como “Minha playlist para malhar” ou “Minha playlist de estudos” porque as pessoas não vão encontrá-la ou não vão achá-la atraente.

Uma boa dica para escolher nomes para playlists é passear pelo Spotify e conferir os títulos usados em listas de sucesso, sejam da própria plataforma ou outras que tenham sido criadas por seus usuários.

Um nome como “Para soltar a voz” sugere uma playlist com músicas que são legais de cantar. Com isso, pode atrair muita gente, inclusive quem sabe não canta muito bem, mas quer se divertir.

A ideia é dar um nome que tanto passe a ideia certa com relação ao tema ou mood da playlist, quanto seja capaz de despertar o interesse das outras pessoas.

Escolha uma capa atrativa

Por último, mas não menos importante, lembre-se de que se muita gente julga um livro pela capa, muita gente julga uma playlist pela capa também. Sabendo disso, dedique um tempinho a achar uma imagem legal.

Quando a gente monta uma playlist no Spotify, por exemplo, a plataforma automaticamente cria uma montagem com quatro capas de álbuns que estão presentes na seleção. É ok, mas não é lá muito atrativo.

Por isso, consulte bancos de imagens gratuitas como o Unsplash ou use fotos de sua autoria. Esse detalhe é importante para evitar que o autor da imagem peça para você retirá-la de sua playlist caso não goste de ver sua arte sendo usada sem sua autorização ou algo assim.

Bancos de imagens têm várias opções que podem ser utilizadas tranquilamente, sendo possível achar alternativas também por meio de uma pesquisa avançada pelo Google.

Seja como for, escolha uma capa que esteja associada ao tema ou mood e que desperte o interesse das pessoas. Tente pensar nesse processo como escolher a arte para ilustrar a capa de um álbum.

Com essas dicas, você tem todas as informações de que precisa para montar uma playlist que vai ser bacana para você, mas também por outros fãs de música!

Quer playlist sem publicidade? Aumente o som com os melhores aplicativos de música, assine o serviço que achar mais interessante e livre-se de vez dos anúncios!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *