Quantas vezes você já ouviu a frase “lugar de mulher é na cozinha” como uma tentativa de limitar a presença delas em outros meios ou ocupações? Aqui não tem espaço para isso, somente para exaltar o sucesso das mulheres na gastronomia.

Por vezes, homens que cozinham bem recebem mais destaque e reconhecimento do que as mulheres. Por isso, nossa proposta para esse post é destacar chefes brasileiras famosas ou simplesmente talentosas com as quais você pode aprender ou se inspirar.

Vamos lá?

1 Bela Gil

A baiana Bela Gil merece destaque por ser mulher quebrando as barreiras da gastronomia, inclusive por optar por uma culinária vegana e focada no máximo aproveitamento dos alimentos.

Quando o sucesso começou a bater à porta dessa chef brasileira famosa, não foram poucas as “piadinhas” feitas a respeito de suas receitas que apostam na substituição de alimentos. Algo que Bela faz tanto em nome da saúde quanto do planeta.

Hoje, a chef é apresentadora de um programa de culinária chamado Bela Cozinha, que vai ao ar pelo Canal GNT.

2 Manoella Buffara

Manu, em Curitiba, é o restaurante que apareceu em 42° lugar na lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina, em 2019. Sua chefe é Manoella ou Manu Buffara, uma brasileira nascida em Maringá.

Graças ao seu talento, além de ter seu próprio restaurante indicado como um dos melhores do país, Manu também já foi convidada a cozinhar ao lado de alguns dos melhores chefs do mundo.

Sobre sua trajetória como mulher na gastronomia, ela diz o seguinte:

“Embora seja uma área muito masculina, no Brasil tem muitas mulheres envolvidas e é bonito ver isso. O que acontece é que a gente acaba se cobrando muito pelos filhos, para tocar uma casa, uma equipe. Tem que ter um suporte muito bacana em casa para que possa sair, viajar”.

3 Helena Rizzo

A gaúcha Helena Rizzo foi eleita a melhor chef mulher do mundo pela revista Restaurant por dois anos seguidos e é a chef mais premiada do Brasil.

Há mais de uma década, ela comanda o Maní, único restaurante que tem uma mulher à frente da cozinha a receber uma estrela Michelin. Há outros empreendimentos ― Padoca do Maní e o Restaurante Manioca ― que fazem parte do Grupo Maní e que foram premiados com a contribuição de Helena.

Sobre sua trajetória, Helena destaca que outras mulheres lhe serviram de inspiração e que foi fora do país que sentiu o machismo na cozinha: “Senti quando fui para a Europa, no fim dos anos 90, 2000. Lá realmente não tinha mulheres nos restaurantes. Me colocavam para descascar ervilha, então eu descascava muito rápido para sair e me colocar no páreo”.

4 Mara Salles

A paulista Mara Salles viveu em uma fazenda até seus 11 anos de idade. Lá, via a mãe cozinhar para ela e para os irmãos fazendo o trivial com alimentos que encontramos facilmente na mesa dos brasileiros.

Inspirada, na vida adulta Mara abriu restaurantes para exaltar a comida nacional e por sua excelência colhendo influência do Oiapoque ao Chuí, recebeu o título de personalidade gastronômica 2018/2019.

Já há alguns anos, o “gostinho de casa” com influências coloniais e indígenas da comida de mara é servido no Tordesilhas, um dos melhores restaurantes de São Paulo.

5 Carmen Virgínia

Carmen Virgínia é de Pernambuco, uma mulher da gastronomia que se destaca por levar muita personalidade aos seus pratos que seguem receitas centenárias e que têm forte influência regional.

Dona e chef do Altar, Cozinha Ancestral, que fica em Recife, Carmen é cozinheira dos orixás ― o que faz sua comida ser muito baseada nos ancestrais africanos e no uso de ingredientes como o arroz e o feijão, além dos frutos do mar.

Chef consagrada e com participação em eventos nacionais e internacionais, Carmen Virgínia ganhou destaque ao ser jurada do programa Cozinheiros em Ação, do canal GNT.

6 Roberta Sudbrack

Roberta Sudbrack é uma carioca que vendeu cachorro quente nas ruas de Brasília até ir para os Estados Unidos, onde estudou veterinária. Foi na terra do Tio Sam que ela se interessou pela culinária.

Voltando ao Brasil antes de terminar seu curso, Roberta passou a acompanhar a grade de escolas de gastronomia e reproduzia as receitas em casa. Autodidata, seu talento e esforço lhe renderam o cargo de chef de cozinha no Palácio da Alvorada, durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Depois da experiência, decidiu dar um novo passo na carreira, abrindo um premiado restaurante no Rio de Janeiro. O cardápio variava diariamente porque sua cozinha era inteiramente baseada na disponibilidade de ingredientes frescos.

Especialista em cozinha contemporânea ou moderna brasileira, Roberta foi responsável pela alimentação da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres e nos Jogos do Rio.

Sudbrack foi eleita a melhor chef da América Latina pela revista Restaurant e seu restaurante recebeu três estrelas Michelin. Apesar do sucesso, a chef resolveu fechar o empreendimento e abrir o Garagem da Roberta, especializado em comidas rápidas.

7 Tatiana Lagrota

Para fechar a nossa lista de mulheres na gastronomia, decidimos falar de Tatiana Lagrota, primeira mulher do Sul e uma das poucas do país com o título de pitmaster, ou seja, mestre churrasqueira.

Em 2015, ela participou da formação de pitmasters no Brasil ― o primeiro curso do tipo no país. Sobre a experiência, ela relata o seguinte:

“Eram 35 homens na minha turma. Eu era a única mulher. Não foi nem um pouco fácil, e continua não sendo. É uma área predominantemente masculina, existe muito machismo. Eles falam ‘será que o que ela está falando é bom mesmo?’, e colocam em dúvida minha capacidade. Tenho que levar uma equipe masculina para evitar esse tipo de situação”.

Com isso, Tatiana é mais um exemplo de que as mulheres ainda precisam romper as barreiras do preconceito que ronda a culinária profissional e que, quando o fazem, têm plenas condições de alcançar o sucesso.

Há ainda uma série de outra chefs brasileira que, tendo alcançado ou não a fama, são bem-sucedidas e merecem ser destacadas.

Esperamos que este post tenha sido apenas um ponto de partida para que você se interesse por conhecê-las e, quem sabe, ter a honra de provar seus pratos.

Conhece outras chefs de talento? Conta pra gente sobre elas nos comentários!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *