Você consome produtos piratas? Sabe qual é a procedência do celular que você tem em mãos? Infelizmente, algumas pessoas compraram um produto sem desconfiar que é falso ou adulterado. Já se perguntou como saber se o celular é original?

Antes mesmo do surgimento dos celulares modernos, existam aparelhos com preços bem elevados. Atualmente, porém, esses pequenos “computadores” podem custar até R$ 10 mil. Por essa razão, há quem se empenhe em encontrar os menores valores possíveis para o tão sonhado celular.

Em alguns casos, pessoas se deparam com valores atraentes, mas acabam comprando celulares piratas ou adulterados. Será que algo assim aconteceu com você?

Os perigos de um celular pirata ou adulterado

É importante saber se o celular é original porque o aparelho pirata pode representar problemas e perigo.

Desde dezembro de 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realiza o bloqueio de celulares piratas no Brasil. A medida visa proteger os usuários e combater a falsificação de aparelhos, o que é ilegal.

Celulares são tecnologias potentes que, para funcionar bem e sem oferecer riscos, precisam ser muito bem montados e testados. 

Você já soube de casos de aparelhos originais que explodiram durante o carregamento? 

Não é comum que isso aconteça, mas se existe a possibilidade, ela é ainda maior quando se trata de um aparelho pirata.

Além disso, quando o celular é original, o usuário pode contar com garantias do fabricante caso alguma falha ou dano aconteça. Já quando o aparelho é pirata, essas garantias não existem. Imagine só a frustração de quem comprou uma cópia sem saber e, quando precisou de ajuda da assistência técnica, descobriu que perdeu dinheiro e só lhe resta comprar um original agora?

Um celular adulterado também perde a sua garantia. Em geral, aparelhos passam por adulterações quando alguém deseja mudar suas configurações originais sem autorização do fabricante.

Há quem goste de comprar celular no exterior porque o aparelho sai mais em conta. Entretanto, pode ser que esse celular não tenha autorização para funcionar o Brasil. Por isso, pessoas o adulteram para burlar a regra e garantir o funcionamento do aparelho. Trata-se de uma ação ilegal que pode prejudicar o usuário.

O que fazer para descobrir se o celular é original

Existem diferentes estratégias que vão ajudar você a saber se o celular é original ou um modelo pirata ou adulterado. A mais básica passa por comparar o seu aparelho com outro de igual modelo, mas que você tenha certeza que é original.

Até mesmo as melhores falsificações se entregam em alguns detalhes. Em geral, um celular original utiliza materiais de qualidade superior e tem um acabamento mais refinado. Entretanto, essa simples comparação nem sempre é o suficiente.

Assim sendo, a forma mais certeira de descobrir a procedência do seu celular é checando o IMEI ― algo que você logo vai aprender o que é e como fazer. Antes, é importante que você saiba que aparelhos piratas não tem IMEI, enquanto os adulterados sim.

Confira o IMEI de seu aparelho celular

O IMEI é um número de identificação do celular. Todo aparelho original que sai de fábrica recebe um IMEI único, ou seja, que é diferente de todos os outros existentes.

Com esse número, você consegue fazer uma checagem no site da Anatel para saber qual é a situação do aparelho. Assim você descobre se trata-se de um original, de uma cópia ou de um celular adulterado. 

Existem diferentes formas de fazer a checagem do IMEI. Se o seu celular é um iphone, um dos caminhos é pegar a caixinha do aparelho e buscar a etiqueta que contém o IMEI. Caso o celular seja um Android (aqui se encaixam os demais aparelhos que não são um iphone), você pode abrir a tela de discagem e digitar *#06#.

Outra opção que funciona para ambos os casos é acessar as “configurações” do aparelho e buscar a seção “sobre”. Os caminhos para chegar até essa seção podem diferir de um aparelho para o outro. Sempre, porém, se iniciam em “configurações”.

Ao encontrar o “sobre”, navegue pelas opções apresentadas até encontrar a palavra IMEI e anote o número encontrado. Em seguida, acesse o site da Anatel por este link em que você encontra uma página com os dizeres “Consulte sua situação”.

Leia as instruções e prossiga para a parte da consulta. Você deve digitar o número do IMEI, sem espaços, e preencher a caixa de verificação com as letras e números indicados por uma imagem no site. Em seguida, é só apertar “consultar”.

Quando tudo está ok e o celular é original, o resultado indica que “Até o momento o IMEI informado não possui restrições de uso”. Em outras palavras, a Anatel não tem motivo nenhum para bloquear seu aparelho e você está seguro porque não possui um celular pirata ou adulterado.

O que fazer se o celular não for original?

Caso a pesquisa no site da Anatel indique que seu celular não é original, este eventualmente será bloqueado, deixando de funcionar. Se você comprou seu aparelho sem saber de sua situação irregular, pode tentar garantir seus direitos porque está protegido pelo Código de Defesa do Consumidor.

Para tanto, o recomendado é que você tenha em mãos a nota fiscal e o termo de garantia do celular. Nem sempre, porém, o fabricante pode ser responsabilizado por uma adulteração já que, muitas vezes, as mudanças são feitas por terceiros que buscam formas de vender os aparelhos a preços mais baixos.

Como ter certeza de que está comprando um original

Mesmo que o seu celular atual seja original, é interessante que você saiba quais fatores considerar antes de comprar outro aparelho. Assim, terá mais chances de evitar a compra equivocada de um aparelho pirata ou adulterado.

Antes de qualquer coisa, desconfie do preço. Faça uma pesquisa para descobrir quanto o mesmo modelo de celular vale em outras lojas e ligue o alerta caso a diferença seja significativa.

Outra sugestão é ter atenção aos detalhes para tentar identificar ligeiras alterações de design que possam indicar que o aparelho em questão é falso. 

Lembre-se ainda de só aceitar vendas que lhe garantam a apresentação da nota fiscal do aparelho. E, antes de fechar negócio, verifique se o celular possui o selo da Anatel. Aqui no Brasil, todos os aparelhos originais têm esse selo.

Por fim, se possível for, verifique o número do IMEI e faça uma consulta no site da Anatel antes de fechar a compra. Essa etapa é a que pode indicar com mais certeza que o celular é original.

Já verificou a situação de seu aparelho e, por algum motivo, decidiu que é hora de buscar um novo? Leia nosso post sobre Qual melhor celular para comprar!

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *