Você sabe o que é o Novembro Azul? Este é o nome dado à campanha global de conscientização e prevenção contra o câncer de próstata. Ainda que o assunto pareça delicado ou até capaz de causar incômodo, é preciso falar sobre e é para isso que estamos aqui com este post!

A campanha Novembro Azul deve chamar a atenção tanto dos homens quanto das mulheres. Deles porque são os que podem enfrentar o problema que ameaça a sua saúde. E delas porque estão entre as que podem ajudar, incentivando os companheiros, familiares e amigos a procurarem um médico e fazer o exame preventivo.

Movember: a história do Novembro Azul

O Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, como iniciativa de dois amigos: Travis Garone e Luke Slattery. Certo dia, debatendo sobre o fato de que o bigode parecia fora de moda, resolveram deixar os seus crescerem e desafiarem outros homens a fazer o mesmo, cobrando R$10 de cada um que entrasse na brincadeira.

No fim das contas, eles juntaram trinta amigos e doaram o dinheiro arrecadado para o combate do câncer de próstata. A ideia deu tão certo que resolveram abrir uma fundação a favor da causa.

O que os amigos perceberam é que o bigode chamava atenção e gerava perguntas: a oportunidade perfeita para explicar suas razões e falar sobre a prevenção e combate ao câncer de próstata.

Pouco a pouco, a ideia se espalhou por diversos países e chegou até aqui no Brasil. Inclusive, homens do mundo inteiro deixam seus bigodes crescendo em novembro para participar do movimento.

Você que é homem: o que acha da ideia? E você que é mulher e chegou até este texto para se informar: apoia os “bigodudos” a favor da conscientização e dos cuidados com a saúde?

O Brasil e o Novembro Azul

Era 2008 quando o instituto Lado a Lado Pela Vida lançou a primeira campanha de prevenção ao câncer de próstata no Brasil. O objetivo era fazer com que os homens superassem tabus e parassem de evitar o exame do toque ao entender que algo simples e rápido poderia salvar suas vidas.

Já em 2012, inspirados pelo Movember que ganhava cada vez mais destaque, o instituto decidiu promover ações de conscientização durante todo o mês, dando origem ao Novembro Azul.

Desde então, diversas instituições ― até mesmo aquelas que não são da área da Saúde ― aderem ao movimento. Empresas privadas, do setor público, veículos de comunicação e outros adotam medidas para abordar a importância de os homens participarem do Novembro Azul para além do uso dos bigodes e se consultarem com seus médicos.

Isso porque, o exame para a prevenção ao câncer de próstata é feito pelo médico urologista que precisa tocar o reto, porção final do intestino, do paciente para sentir a próstata. Algo que alguns homens, em razão das ideias equivocadas presentes na sociedade, ainda pensam ser uma violação de sua masculinidade.

O exame não foi feito para agradar, mas para detectar precocemente o câncer de próstata. Por isso, têm importância maior do que qualquer tabu. O toque é rápido e, na maioria dos casos, indolor.

O que é o câncer de próstata, afinal?

Uma forma de fazer nossa parte pelo Novembro Azul e sua causa, é ajudar você a entender melhor do que está por trás de tudo isso: uma doença que pode ser fatal e o interesse em fazer com que homens sejam precocemente diagnosticados para aumentarem as chances de sucesso no tratamento.

A primeira coisa para entender o que é câncer de próstata é saber que a próstata é uma glândula que se localiza abaixo da bexiga e que envolve a uretra. Apenas os homens possuem próstata e esse glândula, que na juventude costuma ter o tamanho de uma ameixa, pode aumentar com o avançar da idade.

O câncer é uma situação em que células crescem em ritmo anormal, invadem e destroem tecidos do corpo humano. A ocorrência da doença na próstata, na maioria das vezes, tem progressão lenta e não ameaça a saúde do homem, mas nem sempre é assim e não se deve contar com a sorte.

Na fase inicial, o câncer de próstata nem sempre dá sinais, mas quando esses ocorrem, os homens podem observar, segundo o Ministério da Saúde:

  • dificuldade de urinar;
  • demora em começar e terminar de urinar;
  • sangue na urina;
  • diminuição do jato de urina;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Em algumas situações a doença avança rapidamente, o câncer pode se espalhar para outros órgãos e o homem pode acabar morrendo. Por isso, mesmo sem qualquer sinal, a realização do exame preventivo deve ser feita conforme orientação médica.

A recomendação padrão é para que os homens busquem um urologista para o exame do toque a partir dos 40 anos. Entretanto, você precisa ter em mente que fatores de risco podem fazer com que a rotina de cuidados comece mais cedo. A saber, tais fatores são:

  • idade ― segundo o Ministério da Saúde, a cada dez homens que recebem o diagnóstico de câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos;
  • sobrepeso e obesidade ― homens com peso corporal mais elevado têm maior propensão a ter a doença;
  • histórico familiar ― quando o avô, o pai ou algum dos irmãos teve câncer de próstata antes dos 60 anos de idade, aumenta-se a probabilidade de que o homem também tenha.

De forma geral, as famosas consultas de rotina para o check-up anual são o primeiro passo para cuidar melhor da sua saúde. Caso você que é homem tenha se identificado com sintomas ou fatores de risco apresentados acima, não deixe de consultar seu médico por vergonha ou medo do exame. Sua vida pode depender disso!

A importância do exame preventivo

Para que não haja dúvida sobre a importância do Novembro Azul, da conscientização e do exame preventivo contra o câncer de próstata, vamos a mais algumas informações importantes! Acompanhe:

  • no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma;
  • de acordo com o INCA, a cada 38 minutos, um homem morre em razão do câncer de próstata no país;
  • o exame de toque detecta até 48% dos casos de câncer de próstata. A realização do exame de PSA (por coleta de sangue) faz com que esse percentual suba aos 80%;
  • a detecção precoce do câncer por meio do exame preventivo eleva a chance de cura em até 90%.

Com tudo isso em mente, ainda vale saber que um estudo da Sociedade Brasileira de Urologia descobriu que 51% dos homens nunca foram ao urologista. Ou seja, mais da metade corre o risco de não ter a doença diagnosticada precocemente, podendo se tornar vítimas fatais do câncer de próstata!

Parte do problema tem a ver com o fato de que, diferente das mulheres, homens não são orientados com tanta frequência a buscar ajuda médica. Aliás, há aqueles que, por achar necessário provar sua força, só vão ao médico em último caso, uma decisão que pode custar muito caro.

É comum que mulheres sejam as responsáveis por marcar consultas para seus pais ou companheiros. Assim, além de vestir azul no mês de novembro, mulheres têm seu próprio jeitinho de participar da campanha.

Outras formas de prevenção

Para concluir, destacamos que a ida ao médico para a realização do exame preventivo não é a única coisa a ser feita. Como visto, o sobrepeso e a obesidade estão entre os fatores de risco e isso indica que buscar uma alimentação mais balanceada e manter o corpo em movimento é importante para evitar a doença.

Comer bem, praticar atividades físicas e levar uma vida mais saudável, inclusive, são medidas que ajudam a manter diversas doenças longe!

Com tudo isso, esperamos que este texto tenha ajudado a você ― seja homem ou mulher ― a conhecer melhor o Novembro Azul e entender a importância de participar da campanha pra valer. Por isso, homens, consultem-se regularmente com seus médicos e lembrem-se: um toque salva vidas!

Gostou da leitura? Aproveite para compartilhá-la com outros que precisam conhecer a campanha e prevenir o câncer de próstata!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *