Você já ouviu falar em branqueamento de alimentos? Essa técnica é indicada quando o objetivo é o congelamento da comida, visando aumentar seu período de conservação.

O interesse costuma surgir porque ninguém gosta de desperdiçar comida ― e nem dinheiro. Entretanto, ainda que seja um processo útil e válido, nem todo mundo sabe como é feito o branqueamento de alimentos e quais as regras envolvidas.

Neste post, esperamos resolver suas dúvidas a respeito. Siga em frente e boa leitura!

O que é branqueamento de alimentos

O branqueamento de alimentos é uma técnica de conservação que faz com que alimentos durem por vários meses no congelador.

Em geral, a técnica deve ser aplicada à maioria dos legumes antes do congelamento e também pode ser útil a algumas verduras como a couve ou o repolho.

A ideia é dar um choque térmico nos alimentos para inativar enzimas que, pouco a pouco, causam o apodrecimento. Para tanto, é preciso colocar os alimentos em água fervente por alguns minutos e, logo em seguida, mergulhá-los em água bem gelada.

Para tanto, você pode preparar uma bacia com água gelada e até algumas pedras de gelo porque isso vai acelerar o resfriamento, impedindo que os alimentos sigam cozinhando depois de serem retirados da água fervente.

É importante que você saiba que existem tabelas de branqueamento de alimentos que você deve consultar para aplicar a técnica corretamente. Diferentes alimentos demandam um tempo diferente na água fervente.

Em todo caso, você precisa saber que os alimentos precisam estar limpos, higienizados e picados, quando for o caso. Isso porque a ideia é poder usá-los na alimentação tão logo sejam descongelados.

Para que serve o branqueamento

Bom, como já dissemos, o branqueamento de alimentos serve para aumentar seu período de conservação. Algo que permite que você reduza o desperdício em sua casa. Assim, podemos dizer que a técnica serve para:

  • Reduzir a ação enzimática que acontece naturalmente e faz parte do processo de amadurecimento dos alimentos e que, com o tempo, acaba estragando-o. Essa redução acontece porque o calor inativa muitas das enzimas presentes nos alimentos e isso retarda o processo que pode levar à sua perda.;
  • Diminuir a carga microbiana nos alimentos, contribuindo para prolongar a sua conservação.

As características nutricionais

É importante dizer que o branqueamento de alimentos não afeta suas características nutricionais. Além do mais, favorecem a fixação da cor, do aroma e do sabor original.

Quanto a isso, é sempre importante conferir quais legumes você pode branquear, assim como quais verduras.

A já mencionada tabela costuma trazer essa informação, mas aproveitamos para revelar que a batata não deve passar por esse processo porque, diferente dos demais legumes, vai perder sabor e textura ao ser congelada.

Por que branquear antes de congelar?

Tem gente que não conhece o branqueamento, mas congela alimentos assim mesmo. Está se perguntando qual é a diferença? Vamos explicar qual a importância do branqueamento!

Alimentos que são congelados sem passar pelo choque térmico continuam sofrendo ação das enzimas que, eventualmente, vão estragá-lo. Com isso, ainda que o processo seja um pouco mais lento do que se os alimentos estivessem in natura, a situação não favorece uma conservação prolongada.

Além do mais, quando são branqueados e posteriormente descongelados para o preparo, os alimentos mantêm uma textura mais próxima da original. Algo que nem sempre acontece quando são simplesmente congelados.

Como fazer o branqueamento de alimentos

Chegou o momento de você saber como é feito o branqueamento de alimentos, ou seja, quais são os passos que você deve seguir para aplicar a técnica com sucesso. Veja:

  1. Comece lavando bem os legumes e cortando-os em pedaços pequenos para facilitar tanto na organização do congelador quanto o descongelamento posterior;
  2. Coloque os legumes em uma panela com água fervente. Lembre-se de colocar diferentes tipos de legumes separadamente, mas atente-se para o fato de que você pode aproveitar a mesma água;
  3. Transfira-os para uma vasilha com água bem gelada por cerca de dois minutos;
  4. Retire os alimentos da água gelada e escorra-os para remover o excesso de água;
  5. Coloque os legumes em sacos plásticos próprios para a culinária ou em recipientes mais versáteis como o ObaZipKip ― o porta alimentos reutilizável da Obabox. Lembre-se de sempre retirar o excesso de ar;
  6. Coloque uma etiqueta com a data em que o congelamento foi feito. Algumas tabelas mostram prazos maiores, mas a recomendação é que os legumes e verduras sejam consumidos em até três meses.

Viu como o processo é simples? De início, você pode pensar que o branqueamento de alimentos é só mais uma tarefa a ocupar mais uma parte do seu tempo, mas os benefícios podem fazer tudo valer a pena.

Limpar os alimentos e cortá-los é algo que você já teria que fazer em algum momento. Fora isso, são só mais alguns minutos para respeitar o tempo de fervura, transferir legumes e vegetais para o choque térmico na água gelada e guardá-los no congelador ou no freezer.

Atenção ao tempo de fervura

Diferentes tabelas de branqueamento de alimentos podem apresentar tempos de fervura distintos.

Em todo o caso, o que você precisa saber é que o período varia de um legume para o outro (ou de um vegetal para o outro) e convém não ignorar isso!

Confira nossas sugestões para o branqueamento correto:

  • Um minuto: espinafre, mandioquinha, milho em espiga, pimentão, vagem;
  • Dois minutos: abóbora, abobrinha, batata comum, batata doce, berinjela, beterraba, ervilha;
  • Três minutos: batata baroa, brócolis, cenoura, couve-flor, mandioca;
  • Quatro minutos: cenoura, couve de bruxelas, repolho.

Como preparar os alimentos depois de descongelar

E o que fazer depois do branqueamento de alimentos? Bom, quando chegar a hora de consumir os alimentos que estão sendo preservados, você deve descongelá-los e, de preferência refogá-los.

Dessa forma, é possível intensificar ainda mais o sabor, além de agregar nutrientes, deixando o prato mais suculento.

Os pratos e receitas são muitos! Aproveitamos essa deixa para levantar uma suspeita de que fazer o branqueamento de alimentos, no fim das contas, vai facilitar sua vida, podendo te ajudar a economizar e até e levar uma alimentação mais saudável.

Achou este post legal? Leia também nossas Dicas de Receitas Práticas Para Congelar e Facilitar o Dia a Dia!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *