O AVC, Acidente Vascular Cerebral, é um inimigo silencioso que pode acarretar graves problemas à saúde de qualquer pessoa. 

A boa notícia é que esse mal pode ser evitado de formas simples e se você quer saber mais sobre como pode fazer isso, esse é o texto que vai te ajudar a informar sobre o assunto. 

Esperamos que goste da leitura!

O que é o AVC?

O Acidente Vascular Cerebral é uma das principais causas de falecimento e internações no mundo. É uma doença crônica caracterizada pelo momento em que os vasos sanguíneos responsáveis por levar sangue ao cérebro entopem ou se rompem.

Assim, o cérebro fica sem circulação sanguínea, acarretando a paralisia da área cerebral. Existe alguns tipos de AVC, confira abaixo:

  1. Hemorrágico: O mais grave. Ocorre quando um dos vasos ou mais de um deles se rompem, extravasando sangue para o cérebro. É conhecido como derrame. 
  2. Isquêmico: É o mais comum. Ocorre por meio de uma obstrução de uma das artéria do cérebro. Isso impede que o sangue acabe chegando a certas áreas do cérebro, o que provoca a morte de células do local. Os sintomas podem ser revertidos quando os casos são tratados em até três horas desde o primeiro sintoma. 

Causas do AVC

Em casos de AVC Hemorrágico as principais causas podem estar associadas pela hipertensão arterial, ferimentos no pescoço ou na cabeça, inflamação em vasos sanguíneos, distúrbios de coagulação, insuficiência cardíaca, radiação ou arritmias cardíacas. 

Já as causas de AVC Isquêmico podem estar relacionadas a todos os fatores citados assim, assim como por outros problemas de saúde. A aterosclerose, formação de trombos e demais inflamações também podem causar esse tipo AVC

É de extrema importância considerar também o estilo de vida da pessoa que sofre um AVC. Algumas podem levar uma vida desregrada, sedentária, consumindo alimentos com alto teor de gorduras, o que contribui para o mau funcionamento de artérias e passagem do sangue pelo organismo. 

Sintomas

Os casos de AVC apresentam sintomas claros. Confira agora alguns deles:

  1. Forte tontura;
  2. Fraqueza e dormência de um lado do corpo;
  3. Formigamento na face ou em um dos lados do corpo;
  4. Dificuldade para falar;
  5. Perda de visão súbita.

Existem algumas formas de confirmar que a pessoa está tendo um AVC. Se possível, solicite para a pessoa:

  • Dar um sorriso: Se ao sorrir, a boca ficar torta, pode ser um sinal de AVC.
  • Levantar os braços: Se houver dificuldades para levantar os braços ou se os dois levantarem, mas um cair bruscamente, também pode ser um sinal de Acidente Vascular Cerebral. 
  • Repetir uma frase: Se para repetir uma frase houver dificuldade ou o que for dito for de difícil compreensão, também pode ser um sinal de AVC. 

Prevenindo o AVC

Por meio de uma mudança de hábitos e cuidados para se ter uma vida saudável é possível diminuir e muito o risco de um AVC.

A prática de exercícios físicos, a alimentação são essenciais para manter um bom funcionamento do organismo, evitando traumas cerebrais. 

Além disso, outros fatores como o tabagismo, dependência de drogas, alcoolismo, estresse, diabetes, problemas de saúde como a obesidade e doenças cardíacas contribuem muito para acarretar o AVC. 

Consequências do AVC

O AVC pode levar à morte se não o caso não for atendido com urgência. Para os casos de não falecimento, a recuperação pode ser lenta e deixar sequelas. 

Dependendo do caso, o AVC pode causar dificuldades para se comunicar, na capacidade de raciocínio, lesões no corpo ou rosto e dificuldade de mobilidade de um dos lados do corpo. 

Também é importante saber que o Acidente Vascular Cerebral tem tendência em acontecer mais em homens do que em mulheres.

Entretanto, nos últimos anos, só no Brasil mais mulheres estão morrendo mais por AVC do que os homens. A jornada dupla e o excesso de estresse podem ser alguns dos causadores para essa realidade. 

O que fazer quando alguém sofrer um AVC?

Os primeiros-socorros são essenciais para evitar que o caso de AVC fique mais grave. Saiba agora o que você pode fazer caso presencie alguém que precise de ajuda para um Acidente Vascular Cerebral. 

  1. A primeira medida é chamar pelo número da ambulância: disque 192;
  2. Verifique se a vítima respira;
  3. Sinta se a vítima tem batimentos cardíacos medindo o batimento pelo pulso, pelo pescoço ou pelo colo;
  4. Se a vítima estiver inconsciente e respirando, a mantenha deitada em posição lateral até a chegada de ajuda;
  5. Se a vítima estiver inconsciente e não estiver respirando, faça massagens cardíacas para assegurar maiores chances de sobrevivência. Você pode saber como fazer massagem cardíaca clicando aqui;
  6. Se a vítima estiver consciente, a acalme e a tranquilize. Mantenha uma conversa com ela para que ela continue a se manter consciente;
  7. Não ministre nenhum tipo de medicamento sem a orientação e autorização de um médico. Alguns medicamentos, como de pressão, podem ajudar a piorar o caso. 

O tempo de recuperação após o AVC

A recuperação de um AVC varia de pessoa para pessoa. No caso de pessoas com mais idade, o tempo de recuperação pode ser ainda maior e mais delicado. 

Por isso, é essencial contar com a ajuda de uma equipe médica especializada, além do apoio familiar para ajudar que o processo aconteça com todo o zelo e cuidado. 

A recuperação pode contar com, dependendo da gravidade do caso, exercícios físicos moderados, fisioterapia, entre outras medidas que voltem a recapacitar a pessoa a voltar à sua rotina normal de vida. 

Mais sobre bem estar e saúde

A alimentação é uma das grandes chaves para manter uma saúde em dia e livre de qualquer doença. Mas é claro que nem sempre é fácil resistir às tentações do dia a dia. 

Porém, quando se fala de idosos, os cuidados com a alimentação precisam ser redobrados. Então, para falarmos mais sobre o assunto, indicamos a leitura do nosso texto De olho na dieta: quais os cuidados com a alimentação dos idosos?.

Esperamos que goste da leitura!

O nosso conteúdo te ajudou a saber mais sobre o que você pode fazer para se prevenir contra o AVC? Então, não deixe de comentar o que achou!

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *