Os alimentos orgânicos vem tomando cada vez mais espaço nas prateleiras e na vida de pessoas ao redor do mundo. Por terem menor quantidade de fertilizantes ou nenhum, essa alternativa vem se mostrando como saudável e nutritiva para o organismo. 

Porém, se você ainda conhece pouco sobre o assunto e deseja se informar mais, trazemos nesse texto as informações acerca desse tema. 

Esperamos que goste do texto!

O que são alimentos orgânicos?

Os alimentos orgânicos são conhecidos por dispensar em sua produção o uso de substâncias artificiais, além de serem livres de agrotóxicos, hormônios, fertilizantes químicos e transgênicos.

Segundo a legislação brasileira, esses tipos de alimentos devem ser cultivados ou extraídos em um sistema sustentável, Isso garante proteção ao meio ambiente e as comunidades rurais com a não utilização de práticas que tragam prejuízos ao ecossistema, a saúde dos consumidores ou à saúde do produtor.

E engana-se quem acha que o alimento orgânico é apenas as verduras, frutas ou legumes. Esse tipo de classificação também pode ser atribuída para produtos que tem origem animal, como é o caso de ovos, leite ou até carnes. Os produtos industrializados também entram na lista.

Esses produtos que se comprometerem ao obter o selo de orgânico devem ter 95% de ingredientes totalmente orgânicos. 

Como reconhecer os alimentos orgânicos?

Para que um alimento seja considerado orgânico, é necessário que ele atenda as  exigências estabelecidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pelo Inmetro.

Dentre essas exigências, estão  o estado do solo em que o plantio foi feito, além do o processo de adubação e a escolha das mudas para colheita. 

Os alimentos que atendem aos critérios estabelecidos pelo MAPA e pelo Inmetro possuem um selo afixado ou que também pode ser encontrado impresso na embalagem do produto.

Os produtores que descumprirem as regras previstas na lei nº 10.831 sobre alimentos orgânicos estão sujeitos a uma penalidade de multa de até 1 milhão de reais, além da suspensão da comercialização do produto. Também pode existir a suspensão da licença da produção. 

Os alimentos orgânicos são mais caros, mas valem a pena

No Brasil, existem cerca de 11,5 mil unidades de produção voltadas a produção orgânica, incluindo propriedades rurais e também estabelecimentos de processamento orgânicos.

Segundo o MAPA, 70% destas unidades pertencem a agricultores familiares. Portanto, cerca de 4% do consumo mundial é voltado a produtos orgânicos do Brasil. 

Se você desejar pagar nada mais para consumir um produto livre de substâncias químicas, você mesmo pode produzi-lo em casa, plantando e colhendo da sua horta. 

Ainda que leve tempo, é uma alternativa bastante simples e agradável para quem se importa com a saúde e bem estar da família. 

Vantagens e benefícios do consumo orgânico

  1. Livrando-se de substâncias tóxicas para a saúde: Os agrotóxicos e hormônios são apenas algumas das substâncias usadas muitas vezes em excesso para a produção de alimento. Com o consumo excessivo dessas substâncias contidas nos alimentos, o organismo pode vir a sofrer sérios danos a longo prazo, como o câncer.
  2. Mais nutrientes: Por conta dos fertilizantes, os alimentos não orgânicos acabam crescendo antes do tempo e perdendo boa parte dos seus nutrientes. O mesmo não vale para os orgânicos que amadurecem no tempo correto, mantendo a sua informação nutricional. 
  3. Preservação do meio ambiente: Os alimentos orgânicos são produzidos sem a inserção de fertilizantes e agrotóxicos que contaminam o solo. Dessa forma, os recursos naturais são protegidos desde o início até o fim da produção. 
  4. Saúde para os animais: Para os alimentos como carne, ovos e derivados, a produção orgânica tem o objetivo de oferecer mais qualidade de vida. Em vez dos animais ficarem confinados, a proposta é que fiquem em ambientes amplos com mais espaço e conforto. 
  5. Condições de trabalho para os produtores: Os pequenos produtores são beneficiados com a prática de forma que em propriedades própria consigam movimentar a economia e estabelecer uma forma de sustento da família. 

Onde comprar?

Nos grandes mercados é possível encontrar alimentos orgânicos que podem ser consumidos de forma segura. Além disso, em feiras de produtores orgânicos é onde se encontra a maior parte desses produtos. 

Uma outra forma de garantir o consumo desses alimentos é trocá-los com vizinhos que tenham a própria produção e os comercializem.  

Atenção!

Existem algumas diferenças entre alimentos orgânicos, convencionais e os transgênicos. Para que você faça a compra certa, listaremos as principais. Confira abaixo:

  1. Os alimentos transgênicos possuem um rótulo em forma de “T”: Sua diferença é muito grande em relação aos alimentos orgânicos. A principal delas é que as sementes são geneticamente modificadas, promovendo a facilidade no cultivo, afastando pragas. 
  2. Os alimentos convencionais são produzidos em larga escala e utilizam agrotóxicos: Os adubos químicos e agrotóxicos são utilizados para grande produção de alimentos, o que faz com que o alimento não seja orgânico. Atualmente, o Brasil é o maior consumidor de produtos que possuem agrotóxicos no mundo

Você viu nesse texto:

  • Os alimentos orgânicos tem o objetivo de trazer uma alimentação saudável, sem agrotóxicos e substâncias que prejudicam a saúde do organismo humano;
  • São mais caros, mas podem ser cultivados do próprio ambiente residencial;
  • Zelam não apenas pelo consumo consciente, mas pelos pequenos produtores rurais, pelo meio ambiente e pelos animais;
  • Podem ser encontrados em grandes mercados, mas principalmente em hortas, pomares e feiras de produtores rurais;
  • Existe diferença entre alimentos transgênicos, convencionais e orgânicos. Sempre fique de atenção nos rótulos das embalagens. 

Mais sobre alimentação e saúde

Manter uma alimentação saudável é uma tarefa para fortes. Com tanta tentação pelo mercado às vezes é difícil se manter firme consumindo os melhores alimentos para a saúde. 

Algumas pessoas vem apostando em ter a própria horta em casa, o que traz ainda mais qualidade aos alimentos que são colocados na mesa. Por isso, resolvemos trazer para você um texto que aborda ainda mais esse assunto. 

Não deixe de ler Pensando em cultivar sua horta? Conheça a prática de cultivo por hidroponia!.

Gostou do conteúdo? Que bom! Então, não deixe de compartilhar esse texto com quem gosta de saber tudo sobre uma alimentação saudável e como os alimentos orgânicos fazem a diferença na nossa rotina diária.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *